Feliz Dia do Farmacêutico

O dia do farmacêutico é comemorado do dia 20 de janeiro no Brasil. A data homenageia e parabeniza os profissionais formados no curso superior de Farmácia, que não são apenas os profissionais que trabalham atrás de um balcão, mas também é responsável pela qualidade de vida das pessoas.

A data foi escolhida pela fundação da Associação Brasileira de Farmacêuticos (ABF), em 20 de janeiro de 1.916. Justamente para que a classe seja mais valorizada, e que os profissionais da área tenham o merecido reconhecimento.

Apesar do desenvolvimento da profissão ao longo dos anos, alguns critérios poderiam ser adotados para enaltecer o profissional da área, como, por exemplo; ter um farmacêutico presente junto ao médico nas unidades de saúde, dessa forma teríamos menos falhas ao receitar remédios e na dispensação do paciente. Assim tornaríamos o farmacêutico o principal responsável pelo uso seguro e racional de medicamentos.

Graças ao reconhecimento, nós profissionais farmacêuticos, podemos atuar na área da estética, com aplicações de vacinas dentro das farmácias e de perfusão sanguínea. Para quem não sabe a perfusão sanguínea é o ato de fazer com que um líquido entre de forma lenta, porém, sustentada no organismo. Podendo ser soro, sangue ou um antibiótico que seja injetado dentro das veias.

Através das resoluções de n° 585 e 586 ambas firmadas em 29 de agosto de 2.013, o farmacêutico passa então a poder fazer parte de uma equipe multidisciplinar, inclusive na Unidade de Terapia Intensiva, auxiliando o médico na prescrição de medicamentos de forma mais segura para o paciente.

Além de podermos atuar em equipes multidisciplinares de assistência domiciliar, podendo também fazer prescrições farmacêuticas, visando sempre a qualidade de vida do paciente. Dessa forma, nós farmacêuticos, ajudamos na proteção, recuperação e na prevenção de doenças e outros problemas de saúde.

Outra conquista gratificante para nós, foi a aprovação do Conselho Federal de Farmácia pelo cuidado inclusivo no dia 25 de outubro de 2.018. Que consiste no atendimento de cadeirantes, que muitas vezes não podem descer do carro, e de deficientes auditivos e visuais, que encontram dificuldade em entender as receitas prescritas e recomendações médicas.

Agora podemos dar um suporte maior e melhor para as pessoas com deficiência, depois de quase 20 anos lutando pela inclusão, é realmente satisfatório e de encher o coração de esperança para uma qualidade de vida melhor para essas pessoas.

A luta é grande, mas fazer parte das conquistas não tem preço. Fazer a diferença na vida das pessoas, com um atendimento inclusivo, é realmente acreditar que podemos mudar o mundo com responsabilidade social.

Um forte abraço, e contem comigo sempre. Sua Conselheira Federal de Farmácia pelo Tocantins.

Marta Franco Ramos

FAÇA SEU COMENTÁRIO