Saúde materna: cuidado com as mães é primordial

Cuidados com a saúde materna deve ser um assunto abordado durante todo ano, mas como no mês de maio comemoramos o dia das mães, vamos conversar sobre os cuidados e atenção com o bem-estar de quem cuida da gente.

Estudos apontam que a saúde materna é de extrema importância para garantir a qualidade de vida das crianças, estendendo esses cuidados para toda família. Os cuidados com as mamães devem ser intensivos, não apenas no pré-natal, mas também no pós-parto. A mãe precisa estar bem física e mentalmente para cuidar do seu filho.

De acordo com a OMS, as principais provedoras de cuidados com a nutrição são as mães. Apesar desses pontos, precisamos analisar de outro ângulo o papel do cuidado com a saúde das mães, as taxas de mortalidade materna ainda são altíssimas. Ainda de acordo com a Organização Mundial da Saúde, entre as principais causas de mortalidade materna estão:

Hemorragia grave;

Hipertensão na gestação;

Infecções;

Complicações de abortos;

Coágulos sanguíneos.

Segundo dados da UNICEF, a cada minuto, uma mulher morre de complicações no parto — cerca de 529.000 por ano, em sua grande maioria nos países em desenvolvimento. No Brasil, a mortalidade materna é de 44 casos para 100.000 nascimentos.

Esses números assustam e, a maioria dessas mortes pode ser evitada com orientação e acesso a cuidados da mulher, não é só no período da gravidez e parto, mas sim por toda vida. Geralmente as mulheres após se tornarem mães, esquecem-se de si mesmas deixando todo o foco no filho, isso é um fato que acontece por toda vida, preste atenção em sua mãe, mesmo depois de se tornar avó continua se doando e tendo você como prioridade.

Outro fator importante deve ser abordado aqui, é a questão da responsabilidade de ambas as partes desde a descoberta da gravidez. Quando descobrimos a gravidez começamos a lidar com nosso interior, tudo muda em questão de segundos. Em um momento você pode estar sorrindo, no outro você pode estar chorando ou super nervosa, os hormônios estão a milhão e entramos em uma montanha-russa desgovernada de emoções.

Desde o início, o companheiro deve se fazer presente, ajudar a mulher a lidar com essa situação que é nova para ambos. Quando esse apoio acontece simultâneamente com o cuidado, tudo fica mais fácil para os dois e a mulher se sente mais confiante para cuidar dela mesma e entender que outra vida depende da sua qualidade de vida, da sua saúde física e mental para cuidar da família.

Por esse motivo precisamos conscientizar as mamães da importância do autocuidado, elas precisam entender que se elas se cuidarem, vão poder cuidar melhor dos filhos e de toda família, mães não são feitas de ferro. Muitas vezes estão no piloto automático para dar conta de um dia cheio de tarefas que precisaria ter 48h, se você é mãe e tem a sua, se cuide e conscientize sua mãe desses cuidados com ternura.

FAÇA SEU COMENTÁRIO