Polícia Federal prende ex-secretários da gestão Carlos Amastha; confira os nomes

Carlos Amastha e vários ex-secretários da sua gestão estão sendo alvo da operação da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 21, uma operação que apura um suposto esquema de corrupção que teria desviado R$ 15 milhões dos cofres públicos durante as gestões do ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha, que está entre os investigados. (continua abaixo)

Estão sendo cumpridos 38 mandados de busca e apreensão e 9 de prisão contra as seguintes pessoas:

Adir Cardoso Gentil;

Chirstian Zini Amorim;

Cláudio Schuller;

Cleide Brandão;

Luiz Carlos Alves Teixeira;

Berenice de Fátima Barbosa Freitas;

Luciano Valadares Rosa;

Carlos Raniele Soares Mendonça;

José Emílio Houat.

Mandados

Os 38 mandados foram determinados pelo juiz federal João Paulo Abe. Além do Tocantins, a operação acontece nos estados do Pará, Goiás, Santa Catarina , além do Distrito Federal. A operação conta com a participação da Controladoria Geral da União (CGU).

As investigações apuram se empresários e servidores públicos teriam fraudado licitações para desviar recursos públicos destinados a locação de veículos. Os contratos investigados foram fechados em 2014, durante a gestão do ex-prefeito Carlos Amastha (PSB).

FAÇA SEU COMENTÁRIO