Cinthia é a mais rejeitada com 22%, seguida por Marcelo Lélis com 15%

Rejeição dos candidatos varia e 2% a 22% entre os eleitores palmenses entrevistados

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB) é a pré-candidata mais rejeitada pelos eleitores da capital, com 22% afirmando que não votaria nela de jeito nenhum. Considerando a margem de erro Cinthia tem entre 25% e 19% de rejeição.

Em segundo lugar está o pré-candidato Marcelo Lélis (PV) que já foi candidato duas outras vezes e estava inelegível desde 2012, quanto disputou o último pleito. Ele tem 15% dos eleitores afirmando que não votariam nele de jeito nenhum, mais que o dobro das pessoas que afirmam que votariam nele. Pela margem de erro ele tem entre 18% e 12%.

Vicentinho Jr (PL) e Vanda Monteiro (PSL) estão empatados em terceiro lugar entre os mais rejeitados, com 7%. Thiago Andrino (PSB) vem em quinto com 5%, seguido por Ivory de Lira (PCdoB), Eli Borges (SD) e Ataídes Oliveira (Progressistas), todos com 4%.

Milton Neres (PDT) e Alan Barbiero (Podemos) estão em nono lugar com 3%. Osires Damaso (PSC) Junior Geo (PROS) E Gil Barison (Republicanos) fecham a lista com 2% cada um.

Outros 2% se disseram indecisos e 2% não rejeitam ninguém. Mais 16% não quis responder a pergunta.

Metodologia

A pesquisa foi realizada em Palmas entre os dias 10 e 13 de setembro, com 800 eleitores, a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos e índice de confiabilidade estatística de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número TO-04199/2020.

FAÇA SEU COMENTÁRIO