Avante oficializa candidatura de Carlos Braga a prefeito e da Professora Vitória a vice

O engenheiro Carlos Braga foi oficializado como candidato a prefeito de Porto Nacional pelo Avante, para disputa eleitoral em novembro deste ano. O nome dele foi homologado na convenção da sigla, realizada na noite desta quarta-feira (16). Na ocasião, foi oficializada também a candidatura da professora Vitória Régia como candidata a vice-prefeita do município. (continua abaixo)

“A nossa coligação é com o povo de Porto Nacional e com a companheira de chapa, a professora Vitória”, disse Carlos Braga após o partido oficializar a chapa “puro sangue” para disputa do paço municipal.

Ao defender a decisão de não coligar com outros partidos, Carlos Braga citou que deste a criação do Tocantins, muitos partidos políticos foram implantados na cidade e, hoje, muitos deles acabaram servindo de escada para projetos pessoais. “É vergonhoso, mas atualmente temos uma junção dos mesmos, marido em um partido, esposa em outro, filho em outro. E acaba que os interesses pessoais ficam acima dos interesses da população”, explica.

Segundo Carlos Braga, a homologação da sua candidatura foi mais uma etapa vencida na caminhada do projeto político que visa fortalecer o desenvolvimento da cidade e melhorar a qualidade de vida da população. “Queremos uma cidade para frente e que volte a ser referência na região e para isso, a comunidade precisa fazer parte dessa construção, com ideias e propostas que beneficiem Porto Nacional e todos que vivem e que passam por aqui”, pontua.

A professora Vitória disse que o grupo que compõe a chapa é formado por pessoas de excelência, que querem fazer o melhor pela cidade. “O nosso coração está vibrando pela chance de ajudar a melhorar a qualidade de vida dos moradores de Porto Nacional”, ressalta.

Chapa proporcional

O Avante também oficializou duas chapas de candidaturas coletivas para vereador que propõe uma nova forma de mandato parlamentar, compartilhando responsabilidades.

Em uma candidatura coletiva, estão reunidas diversas pessoas com conhecimento e experiência em áreas específicas, pertencentes a diferentes setores. A ideia é assumir o compromisso de ser um canal direto de intervenção da sociedade no poder público, de forma a somarem suas capacidades em áreas particulares e contribuírem na cocriação de projetos e na gestão da governança, agregando ao mandato múltiplas perspectivas e diferentes saberes.

FAÇA SEU COMENTÁRIO