Suspeito de tentativa de estupro é preso pela Polícia Civil em Monte Santo

Segundo o delegado José Lucas, logo após a ocorrência do fato, os policiais civis da 56ª DP deram início às investigações e, em pouco tempo, identificaram o homem considerado, em tese, o autor do crime

 

 

Um caso de tentativa de estupro, ocorrido em setembro deste ano, teve desfecho na tarde deste sábado, 24, quando policiais civis da 63ª Delegacia de Polícia Civil de Paraíso do Tocantins e da 56ª DP de Monte Santo, sob o comando do delegado José Lucas Melo, efetuaram a prisão de um homem de 22 anos, considerado o principal suspeito pelo crime. (continua abaixo)

Segundo o delegado José Lucas, logo após a ocorrência do fato, os policiais civis da 56ª DP deram início às investigações e, em pouco tempo, identificaram o homem considerado, em tese, o autor do crime. Com base nas informações levantadas, a autoridade policial representou, junto ao Poder Judiciário pela prisão do indivíduo, a qual foi deferida.

Desse modo, o suspeito passou a ser procurado pela Polícia Civil. “De posse da ordem judicial, intensificamos ainda mais as investigações e, na tarde de hoje, obtivemos informações de que o indivíduo estaria em Monte Santo, local onde o crime foi praticado e, assim, fomos até a cidade. Após localizar o paradeiro do homem, efetuamos a prisão do mesmo, que já possui registros criminais anteriores pela prática de crimes diversos”, pontuou o Delegado.

Após a realização dos procedimentos cabíveis, o homem foi recolhido a carceragem da Casa de Prisão Provisória de Paraíso, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Comprometimento

Ainda conforme o delegado-chefe da 63ª DP e que, atualmente também responde pela 56ª DP de Monte Santo “a prisão do sujeito em um sábado, durante um feriado prolongado, uma vez que na sexta-feira, 23, era feriado em Paraíso, só reafirma o compromisso da Polícia Civil com a população, pois independente de dia e hora, o cidadão sabe que pode contar com as forças de segurança do Estado”, frisou José Lucas.

População

Por fim, o Delegado informa que foi retirado de circulação novamente um sujeito de alta periculosidade. "Além do gravíssimo, o crime praticado contra a mulher foi premeditado, já que o homem escolheu dia e hora em que ela estaria sozinha em casa, o histórico do suspeito demonstra que ele é contumaz na prática de inúmeros crimes. É certo que a comunidade local ficará mais segura agora”, frisou a autoridade policial.

FAÇA SEU COMENTÁRIO