Pesquisa com Eli Borges na frente é suspensa pela justiça; multa é de R$ 53,2 mil em caso de divulgação

Eli Borges teve pesquisa que o favorecia suspensa pela justiça eleitoral de Palmas

Por apresentar divergência no plano amostral por idade dos eleitores entrevistados entre as informações do registro e o questionário, a Justiça Eleitoral suspendeu a pesquisa Lerigou (TO-00873/2020), com multa diária de R$ 2 mil, e fixou multa de R$ 53.205,00 caso a pesquisa seja divulgada. A decisão liminar é uma resposta à representação apresentada pela coligação "Palmas Só Melhora!", da candidata à reeleição, Prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB). (continua abaixo)

A empresa Lerigou, que tem como proprietário um parente do coordenador da campanha do candidato a prefeito Eli Borges, divulgou um resultado distorcido, totalmente diferente de todas as outras pesquisas eleitorais, gerando um questionamento sobre a veracidade do resultado. (Assessoria de comunicação)

FAÇA SEU COMENTÁRIO