Mais de 90% dos empresários pretendem comprar loteamentos para produção imobiliária

A pesquisa realizada em setembro de 2020 mostra que 97% dos empresários pretendem lançar novos projetos nos próximos 12 meses

A perspectiva para o setor imobiliário em 2021 é manter o crescimento e oferecer um volume de negócios surpreendente. De acordo com levantamento da Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), o mercado imobiliário se mantém aquecido em 2021. A pesquisa realizada em setembro de 2020 mostra que 97% dos empresários pretendem lançar novos projetos nos próximos 12 meses; e 92% comprará terrenos para produção imobiliária. (continua abaixo)

Para o diretor da Buriti Empreendimentos (TO), Adriano de Lacerda, com o isolamento social e a nova rotina, o conceito de novos hábitos de investimento também mudou e comprar um lote é uma forma de garantir segurança para quem planeja a médio e longo prazo, devido ao forte potencial de valorização.

“A compra de lotes vem sendo facilitada na região. É preciso entender que o estilo de vida e moradia segue uma modernização. O sonho de construir a casa própria está mais perto do que nunca, na busca de imóveis que permitam aliar diferentes atividades dentro do lar, principalmente, a tendência de escritório dentro de casa”, explicou. Com essa nova relação com o lar, o mercado sinaliza uma tendência para um espaço maior, mais confortável, continuando com o trabalho em sua própria residência.

Perspectivas

De acordo com o presidente da Associação das Empresas Loteadoras do Tocantins (AELO- TO), Pablo Castelhano Teixeira, é preciso casar fatores como praticidade, modernidade e conforto. “Com a queda das taxas, o mercado aquecido, as perspectivas são otimistas já que as pessoas estão em busca de ambientes que tragam a sensação de pertencimento, família, tornando o momento ideal para investimento no mercado imobiliário”, destacou.

FAÇA SEU COMENTÁRIO