Corpo de idosa é desenterrado e violado em cemitério na cidade de Natividade

Mulher de 71 anos morreu de infecção generalizada e foi enterrada no cemitério municipal de Natividade, no interior do estado - Foto: Divulgação

A sepultura e o corpo de uma idosa de 71 anos foram violados no cemitério de Natividade, na região sudeste do estado, entre a noite de segunda-feira (22) e madrugada desta terça-feira (23). Um preservativo foi encontrado no local e há suspeita de que o corpo tenha sido alvo de necrofilia. A Polícia Civil está investigando o caso. (continua abaixo)

A idosa morreu na madrugada de segunda-feira (22) em Palmas, após ser internada em um hospital particular com problemas cardíacos e contrair uma infecção generalizada. O sepultamento aconteceu durante a tarde, por volta das 17h.

Um filho da idosa, que pediu para não ser identificado, contou que recebeu uma ligação da funerária por volta das 8h30 da manhã desta terça-feira (23). Quando chegou ao cemitério, o homem viu o caixão aberto e o corpo da mãe, coberto, ao lado do túmulo.

"Depois a dona da funerária disse que havia um preservativo ao lado do corpo e estavam desconfiando que houve a violação", contou.

A Polícia Militar foi chamada e isolou o local até a chegada da perícia. Material genético foi coletado pelos peritos e o caso registrado pelos filhos na delegacia da Polícia Civil de Natividade.

A Polícia Civil informou que "já estão sendo realizadas as investigações para esclarecer as circunstâncias, a autoria, bem como a motivação para um crime de vilipêndio a cadáver, e violação de sepultura". Um inquérito policial foi instaurado e testemunhas foram ouvidas.

Se for identificado, o responsável pelo ato poderá responder pelo crime de vilipêndio a cadáver, que prevê prisão de até três anos. (G1 Tocantins)

FAÇA SEU COMENTÁRIO