A serviço do Estado, Auditores Fiscais batem recordes de arrecadação na pandemia

Jorge Couto, presidente Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins (SINDARE), ao lembrar do importante papel desenvolvido pela categoria, evidenciou a destinação desses provimentos

Apesar dos desafios de um ano tomado por uma pandemia mundial, a arrecadação estadual no Tocantins não ficou no vermelho. Enquanto vários setores foram afetados em 2020, os Auditores Fiscais, protegendo os contribuintes da concorrência desleal, bateram recordes nas metas combatendo a evasão de receitas, e garantindo recursos destinados, principalmente, à saúde, educação, infraestrutura, lazer, turismo, esporte, fornecedores e ao pagamento do funcionalismo em dias, o que fortaleceu a economia do Estado. (continua abaixo)

Segundo dados extraídos do Demonstrativo de Arrecadação X Metas - SIAT, da Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins, no ano de 2020, o recolhimento só do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS chegou ao montante de R$ 3.295.009.100,33, cuja meta era de 2.874.127.258,79, um crescimento equivalente a 114%. Em comparação ao ano de 2019, a arrecadação foi de R$ 3.019.915.356,56, com a meta de R$ 2.904.089.386,85 e um crescimento de 103%. Num breve comparativo entre os dois períodos, é possível verificar um aumento de 11% na arrecadação durante a pandemia. Tais números representam superação de meta na ordem de R$ 420.881.841,54.

O presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado do Tocantins (SINDIFISCAL), Santiago de Almeida, parabeniza todos profissionais da Secretaria da Fazenda pela dedicação e firmeza durante um momento tão crítico. “Esses percentuais vêm para mostrar o quanto os Auditores Fiscais estão comprometidos no desempenho de suas funções, sob um bom comando dos gestores da pasta por meio de estratégias que se demonstraram ser eficazes. Estamos vivenciando um dos momentos mais difíceis em todo o mundo, vários setores abalados, principalmente a economia, porém os servidores da SEFAZ seguem se esforçando para garantir recursos para beneficiar as diversas áreas do nosso Estado, principalmente a saúde e garantir que vidas continuem sendo salvas”, frisa Santiago.

Jorge Couto, presidente Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins (SINDARE), ao lembrar do importante papel desenvolvido pela categoria, evidenciou a destinação desses provimentos. “É importante destacar que essa arrecadação proporcionada pelos Auditores Fiscais do Estado beneficiam todos os poderes, Executivo, Judiciário, Legislativo e os municípios por meio das prefeituras, e num ano especialmente difícil como 2020, não foi fácil atingir as metas declinadas, contudo, dado ao denodo de todos os Auditores Fiscais estaduais, dos atuais gestores e demais servidores da Secretaria de Fazenda do Estado do Tocantins, mais do que alcançar, conseguimos superar de forma substancial as metas estabelecidas”, comemorou ele.

Ressalte-se que, o montante acumulado pelos demais tributos estaduais foi de R$ 1.203.246.252,00, somado à arrecadação do ICMS, totalizou para o Estado do Tocantins no ano de 2020, R$ 4.498.255.352,33.

FAÇA SEU COMENTÁRIO