II Curso de Segurança Comunitária Escolar é realizado pela PM em Miracema

o diretor regional de ensino de Miracema, professor Valteir Pereira, destacou que a capacitação da comunidade escolar traz mais confiança

A Polícia Militar, através das Redes Comunitárias de Segurança (RCS), realizou o curso de Segurança Comunitária Escolar, na manhã desta terça-feira, 17, no Auditório da Diretoria Regional de Ensino de Miracema. Cerca de 120 funcionários da comunidade escolar do município participaram do curso.

O curso faz parte da diretriz das Redes Comunitárias de Segurança, instituída pelo Comando do Policiamento da Capital (CPC), que pretende capacitar a comunidade escolar, seus diretores e orientadores escolares, para atuação conjunta com órgãos de segurança, promovendo a aproximação entre estes órgãos e estabelecendo maior comunicação entre eles.

Sobre o curso realizado pela PM, o diretor regional de ensino de Miracema, professor Valteir Pereira,  destacou que a capacitação da comunidade escolar traz mais confiança aos profissionais, no trato das questões que envolvem a segurança pública, bem como aumenta a sensação de segurança nas escolas. O diretor frisou ainda que a parceria entre a PM e a Diretoria Regional de Ensino de Miracema tem sido preponderante para que as ações pedagógicas ocorram de forma plena.

Nesta etapa, foram capacitados os assistentes de serviços gerais, merendeiras, vigilantes e porteiros, cujo enfoque observou cinco temáticas: o ambiente escolar; pontos sensíveis e vulneráveis; eventos que influenciam no ambiente escolar; características do policiamento comunitário escolar; composição e competências dos órgãos do sistema de segurança escolar e as atribuições das escolas e dos órgãos de segurança nas ações de enfrentamento da violência no ambiente escolar. O curso possui certificação de quatro horas/aula, sendo emitido certificado pela Polícia Militar, através do CPC.

Para o comandante do CPC, tenente coronel Cláudio Thomaz, a proposta é de capacitar a comunidade escolar para que esta possa atuar como fiscais da segurança pública em suas escolas, pois é sabido que o ambiente escolar é o principal polo de formação da personalidade e do caráter, sendo  de fundamental importância sua participação em ações preventivas e protetivas.

FAÇA SEU COMENTÁRIO