Pediatra afirma que Hospital Infantil está superlotado e não vai admitir mais crianças

Hospital Infantil enfrenta problemas estruturais e de escala de médicos, contando apenas com um plantonista especializado para acompanhar todas as crianças internadas

Um ofício assinado pela médica pediatra Nicole Carvalho, afirma que o Hospital Infantil Público de Palmas não vai admitir novos pacientes a partir desta sexta-feira, dia 1º de março.

Segundo o documento existe um déficit na cobertura da escala de assistência pediátrica no hospital e que a unidade conta apenas com um especialista plantonista para assistir todas as crianças dos setores de emergência e pronto socorro.

O documento assinado pela médica segue afirmando que o hospital está lotado, inclusive com pacientes nos corredores e que não há macas ou berços disponíveis para admissão de novos pacientes. "Falta estrutura física, organizacional e profissional neste hospital", afirma.

A pediatra encerra afirmando que as crianças que necessitarem de atendimento devem ser encaminhadas para outros centros de saúde, "a fim de não comprometer ainda mais os serviços prestados aos pacientes já admitidos".

Nicole Carvalho encerra a nota afirmando que "a unidade que mesmo após receber o ofício assinado por ela enviar crianças ao hospital, será responsável por qualquer dano maior a saúde delas".

Nossa reportagem entrou em contato com o Sindicato dos Médicos (Simed) e com a Secretaria Estadual da Saúde (SES) e está aguardando um posicionamento das instituições sobre o documento, que também foi enviado ao Ministério Público Estadual e à Defensoria.

Confira o ofício

FAÇA SEU COMENTÁRIO