MPE vai apurar denúncia de assédio moral e perseguição política em Tocantinópolis

Ministério público instaurou inquérito civil para apurar possível prática de improbidade administrativa por parte do prefeito e secretário municipal de Tocantinópolis.

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotora de Justiça Cynthia Assis de Paula, instaurou Inquérito Civil Público para apurar possível prática de atos de improbidade administrativa por parte do prefeito da cidade de Tocantinópolis, Paulo Gomes de Souza, e do secretário municipal de Administração, Finanças e Meio Ambiente, Delvani Souza de Paula.

De acordo com a Promotora de Justiça, o MPE recebeu informações de que os gestores estariam praticando assédio moral e perseguição política. O Prefeito de Tocantinópolis estaria se utilizando de afirmações e documento falsos para coagir servidores e o secretário municipal, fazendo uso de arma de fogo no interior da repartição pública. Na portaria de instauração, a Promotora de Justiça Cynthia Assis de Paula determinou a realização de diversas diligências e designou a oitiva de pessoas. 

FAÇA SEU COMENTÁRIO