Sintet convoca trabalhadores para Greve Nacional da Educação nesta quarta, 15

Paralisação Nacional da Educação.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado do Tocantins (Sintet), convoca os (as) profissionais da educação e a sociedade tocantinense em geral para aderirem a Greve Nacional da Educação que acontece nesta quarta-feira (15), em todo o país em protesto contra a reforma da Previdência e contra o corte de investimentos na Educação. 

Em Palmas será realizado uma mobilização em frente à Assembleia Legislativa, às 9 horas. Já a tarde está prevista um ato público em Taquaralto, com concentração às 16 horas, próximo a passarela. Em todo o Estado as escolas estão sendo mobilizadas para aderirem a paralisação geral das atividades.

Segundo análise da CNTE, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 006/2019, que trata da reforma da Previdência do governo de Jair Bolsonaro (PSL) tem como objetivo destruir a aposentadoria do povo brasileiro, em especial a das trabalhadoras e a dos trabalhadores da educação. A PEC acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição e institui a obrigatoriedade da idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, aumenta o tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos e altera as regras especiais de trabalhadores e trabalhadoras rurais e professores. As professoras serão ainda mais prejudicadas se a reforma for aprovada.

Ainda de acordo com a CNTE, com a aprovação da reforma, as professoras que ingressaram na carreira até 2003 vão ter que trabalhar 10 anos a mais e as que ingressaram depois de 2004 terão de trabalhar 15 anos a mais para receber benefícios menores, isso na rede pública, pois o cenário para os professores na rede privada é muito mais cruel.

 

Corte de investimentos foram incluídos na pauta

Após o ministro da Educação, Abraham Weintraub anunciar na semana passada o corte de investimentos na educação básica e superior, estudantes e trabalhadores em educação de institutos e universidades federais de todo o país decidiram aderir ao movimento grevista. Só na educação básica, o corte de investimentos foi de R$ 914 milhões.

 

Confira os locais das mobilizações por cidade: (em atualização).

PALMAS

Em frente à Assembleia Legislativa, às 9 horas. Já a tarde está prevista um ato público em Taquaralto, com concentração às 15 horas, próximo a passarela.

ARAGUAÍNA

Ato público – concentração no Sintet, às 7h da manhã.

GURUPI

Caminhada, saída da Praça Santo Antônio até o Parque Mutuca, às 9h.

COLINAS

Ato público – concentração às 7h30, na Praça 7 de setembro.

MIRACEMA

Ato unificado da Educação básica municipal, estadual, alunos e trabalhadores/as, em parceria com UFT. 
Local: Praça Fued Sebba, em frente ao Banco do Brasil, às 8h30.

AUGUSTINÓPOLIS

Ato público – Concentração na Praça Ary Valadão, às 8h.

TOCANTINÓPOLIS

Ato público - Local: Unidade Central às 8h.

14h- Atividades aberta ao público na Unidade Central.

18h30 – Evento aberto ao público no Quadrilhódromo, Beira Rio.

FAÇA SEU COMENTÁRIO