Confiança do empresariado palmense cai pelo segundo mês consecutivo e já preocupa

Segundo os realizadores da pesquisa a instabilidade política é o principal motivo do aumento do pessimismo

Em maio, a pesquisa Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) registrou uma variação mensal de -1,2%, chegando a 132,2 pontos. Esta é a segunda queda consecutiva do indicador que mede satisfação dos comerciantes de Palmas neste ano. A pesquisa é realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins.

Mensalmente, a pesquisa avalia nove itens que analisam as condições atuais do empresário do comércio, as expectativas e as intenções de investir. Em maio, sete desses itens apresentaram variação negativa. O que mais se destacou foi o Indicador de Contratação de Funcionários, com recuo de -6,9%. Já entre os subindicadores com resultado positivo, o que mede a Situação dos Estoques se sobressaiu, com aumento de 4,1%.

“Essa variação é uma comparação do resultado obtido no mês anterior, neste caso o de abril, com o atual. O que percebemos é que as quedas têm sido motivadas, principalmente, por conta da instabilidade política que desmotiva os investimentos”, avalia a assessora econômica da Fecomércio Tocantins, Fabiane Cappellesso.

Variação Anual

Ao contrário do que acontece com as comparações mensais, a variação anual continua apresentando resultados positivos na ICEC. Em relação ao mesmo período do ano passado, o mês de maio de 2019 registrou desempenho positivo em oito dos nove itens avaliados. Apenas o que mede a Situação dos Estoques sofreu queda, de 2,4%.

Desta vez, os destaques são: Condições Atuais da Economia (+36%), Condições Atuais do Comércio (+12,9%), Indicador de Contratação de Funcionários (+13%), e o próprio índice geral, que cresceu 8,4% nesse tipo de comparação.

ICEC

A metodologia adotada na ICEC parte de um conjunto de perguntas qualitativas referentes à economia, ao setor do comércio e às empresas, que tem como intuito antecipar os resultados das vendas do comércio varejista. Se o resultado fica abaixo de 100 pontos, significa que os participantes alimentam uma visão mais pessimista sobre os itens avaliados. Porém, se ultrapassa os 100 pontos, indica otimismo entre os empresários.

Acesse a pesquisa completa no site www.fecomercioto.com.br.

FAÇA SEU COMENTÁRIO