Estudantes tocantinenses participam em São Paulo da última etapa semifinal da Olimpíada de Língua Portuguesa

Professora Deuzanira e o estudante Rafael Krahô comemoram o sucesso de chegarem a semifinal da olimpíada

Encerrando as etapas semifinais da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, está sendo realizada em São Paulo, SP, a fase presencial da categoria Artigo de Opinião. Do Tocantins, estão participando os estudantes Rafael Caxàpêj Krahô, que está sendo acompanhado pela professora Deuzanira Lima Pinheiro, da Escola Estadual Indígena 19 de Abril, de Goiatins, e a estudante Ioneide Ferreira de Souza, que está com a professora Elaine Cardoso de Sousa, do Colégio Estadual Professora Joana Batista Cordeiro, de Arraias.

O aluno Rafael Krahô está participando da olimpíada com o artigo de opinião denominado Meu lugar é um pulmão verde no meio da imensidão acizentada. Ioneide representa o Estado com o trabalho intitulado A poluição dos rios no Mimoso: tudo vale a pena em nome do progresso?. Eles já receberam medalhas de bronze. Rafael Krahô reside na Aldeia Manoel Alves Pequeno e esta é a primeira vez que um aluno indígena do Tocantins é classificado na etapa semifinal da Olimpíada de Língua Portuguesa.

Os alunos escreveram textos com a temática O lugar onde vivo. Na programação, que está sendo realizada em São Paulo, os estudantes participam de oficinas, de passeios culturais e de visita a uma livraria.

“Participar desse momento da Olimpíada de Língua Portuguesa está sendo muito enriquecedor. Vejo aqui uma excelente oportunidade de ampliar meu repertório sobre o gênero, trocar experiências e conhecer outras realidades da educação do nosso país. Estou muito feliz por participar da fase semifinal, pois acredito ser uma maneira de reconhecer o trabalho do professor oferecendo uma formação tão rica e motivadora. A Olimpíada de Língua portuguesa tem um objetivo maravilhoso, que é incentivar nossos alunos a colocar no papel seus argumentos, sentimentos e emoções, algo que para muitos é difícil, e as oficinas dos cadernos, oferecidas pela comissão organizadora, trazem maneiras diversas de colocar a escrita em prática”, destacou a professora Elaine.

A professora Deuzanira também falou desse momento tão importante. “É gratificante chegar a uma semifinal, é um sonho conquistado, é uma realidade ímpar de poder representar a escola, o Estado, os indígenas Krahô, e esse momento está sendo de muito aprendizado”, ressaltou.

A fase semifinal da categoria Artigo de Opinião está sendo realizada até o dia 19 de novembro. Os estudantes que se destacarem e ganharem medalhas de prata voltarão a São Paulo no dia 9 de dezembro, para participar da premiação nacional.

Olimpíada

A Olimpíada de Língua Portuguesa tem o objetivo de melhorar o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita e promover formação para professores que lecionam língua portuguesa. É uma realização do Itaú Social, com a coordenação do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), Programa Escrevendo o Futuro, com a parceria do Ministério da Educação.

FAÇA SEU COMENTÁRIO