Polícia Civil prende em flagrante suspeito de estelionato em Araguatins

A ação policial que resultou na prisão do suspeito aconteceu em parceria entre as Polícias Civis do Tocantins e Maranhão

Está preso na Cadeia Pública de Araguatins, J.P.S, de 18 anos suspeito pela prática de estelionato. A ação policial que resultou na prisão do suspeito aconteceu em parceria entre as Polícias Civis do Tocantins e Maranhão. Os agentes da 11º Delegacia de Polícia de Araguatins fizeram as diligências em campo para a captura e prisão de J.P.S que confessou participação no  esquema criminoso.

Entenda

De acordo com informações do delegado que coordenou a ação policial no Tocantins, Rubem Dário Gomes Paixão, um servidor público do município de Presidente Sarney, interior do Maranhão, teve o aplicativo de whatsapp clonado. A ação permitiu que um golpista que se passou pelo servidor público, entrasse em contato com alguns funcionários do setor financeiro da referida prefeitura para ludibriá-los. O criminoso pediu para que um dos funcionários fizesse duas transferências de grande monta, para contas diferentes, uma de R$300 mil e outra de R$350 mil.

Uma delas foi para um Estado não divulgado e a outra para a conta de, J.P.S. no Tocantins. Desde que foi identificada a fraude, a Polícia Civil do Maranhão foi acionada e manteve contato com a Polícia Civil do Tocantins para diligências. J.P.S foi identificado, ouvido e confessou a prática criminosa, ele foi autuado em flagrante delito e segue a disposição da justiça, caso condenado responderá pelos crimes de estelionato e associação criminosa.

Orientações

O delegado Rubem Dário, orienta aos usuários de aplicativos de conversas que fiquem atentos a possíveis golpes que façam a verificação de segurança em duas etapas no aplicativo e frisou ainda que “atualmente a polícia possui tecnologia suficiente para identificar crimes virtuais” o que facilita o monitoramento rápido e identificação precisa de estelionatários.

FAÇA SEU COMENTÁRIO