PALMAS

AGRONEGÓCIO

Agropecuaristas e parceiros destacam importância da Rota da Pecuária para os produtores rurais tocantinenses

Publicado em

Na quinta parada da Rota da Pecuária, na tarde dessa quinta-feira, 30, na Fazenda Boa Fortuna, localizada no município de Pium, agropecuaristas e parceiros destacaram a importância da Rota da Pecuária para o desenvolvimento da pecuária tocantinense. A fazenda abate anualmente 20 mil cabeças de gado, que são criados no sistema ciclo completo (cria, recria e engorda), e exporta 100% da carne para a China, empregando 90 funcionários.

Para o coordenador de agronegócio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), José Daniel Tavares, a Rota da Pecuária é uma iniciativa louvável do Governo do Tocantins para o incentivo à pecuária tocantinense. “Isso possibilita ao produtor agregar e aumentar a produtividade no agronegócio. O Sebrae é parceiro da Secretaria da Agricultura no programa Mais Genética, levando novas tecnologias para o produtor, visando à alta produção no campo”, destacou.

Para o diretor da Fazenda Boa Fortuna, Ronaldo Rabelo, que trabalha na fazenda deste o início da implantação das tecnologias, a chegada do pivô e o confinamento possibilitaram triplicar a capacidade de produção da fazenda. “E a Rota da Pecuária vem fortalecer ainda mais, mostrando e apresentando novas tecnologias para o incremento da agropecuária”, ressaltou.

Leia Também:  Seagro e OCB/TO levam atendimento aos produtores sobre o cooperativismo comercial e social para Agrotins 2022

De acordo com a coordenadora comercial da empresa Frísia, Erica Lima, essa é uma ação que mostra, na prática, a realidade que temos de tecnologia e inovação. “É muito importante o produtor estar inserido nesta iniciativa. E a Frísia não poderia estar de fora, estamos consolidados e, em breve, investiremos na pecuária de corte”, afirmou.

A agropecuarista da região do Bico do Papagaio, Maria Vilela, uma das pecuaristas que acompanham as atividades de campo, explicou: “Vim participar deste projeto pecuarista muito importante. Aqui, estamos vendo tecnologia simples e avançadas, ou seja, descobrindo uma nova pecuária aqui no Tocantins”, detalhou.

Já a proprietária das fazendas Trevo, Inara Mota Machado, que utiliza o sistema de produção Integração Lavoura Pecuária (ILP), “essa ação da Secretaria da Agricultura, de incentivar aos produtores, motiva ainda mais a buscar a inovação tecnológica e a estruturação da fazenda para aumentar a produtividade no campo”. 

Fonte: Agro – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

AGRONEGÓCIO

Rota da Pecuária chega à região central para apresentar as tecnologias de criação do gado de corte

Published

on

Em sua quarta parada realizada nesta quinta-feira, 30, a Rota da Pecuária, desenvolvida pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), esteve na Fazenda São Geraldo/Agrojem, localizada em Marianópolis, região central do Estado. No local é feito o ciclo completo do gado de corte, cria, recria e engorda em semiconfinamento, onde anualmente são abatidas cerca de 60 mil cabeças de gado. Aproximadamente 95% da carne produzida na propriedade é exportada principalmente para a China.

Genética

Outro destaque da Agrojem é a genética Nelorejem, sendo a alta qualidade do rebanho. Atualmente, a Agrojem possui com a genética 300 touros e 200 matrizes dispostos ao mercado, e 1.000  matrizes em reprodução. Para o gerente de genética da fazenda, Thiago Amorim, a propriedade busca fomentar o programa de genética do Estado, no intuito de fornecer a tecnologia para os criadores de gado. “A base de seleção da Nelorejem é a eficiência alimentar, ganho de carcaça, desempenho ao ano, desmama ao ano, lombo e acabamento de gordura”, explicou. 

Já o diretor de operação da Agrojem, Cleiton Custódio, disse que hoje a genética aplicada na inseminação das 100 mil matrizes é bem selecionada. “Usamos os melhores sêmen do Brasil, com alto padrão de produção, um animal que tem uma carga financeira e genética, o qual disponibilizamos para o mercado”, disse.

Leia Também:  Governo do Tocantins realiza censo da cadeia produtiva na apicultura e meliponicultura no Estado

Empregos

A Agrojem é um  empresa genuinamente tocantinense,  que só compra gado de empresas do Tocantins e gera 650 empregos em fazendas e escritórios de norte a sul do Estado,  sendo um total de 20 unidades, mais a sede corporativa. Possui 50 mil hectare de área própria, 100 mil hectare em área de parceria e 50 mil de área preservada.

IPL

A Agrojem possui também uma área  no sistema Integração Lavoura-Pecuária (ILP), na qual cria mais de 11 mil animais em recria a pasto, tendo capacidade de ganhar 100 quilos de carcaça em 100 dias.

Para o gerente de genética da fazenda, Thiago Amorim a propriedade busca fomentar o programa de genética do Estado, no intuito de fornecer a tecnologia para os criadores de gado. “A base de seleção da Nelorejem é a eficiência alimentar, ganho de carcaça, desempenho ao ano, desmama ao ano,  lombo e acabamento de gordura”, explicou.

Quarto dia

De acordo com o diretor de Agricultura, Agronegócio e Pecuária da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), José Américo Vasconcelos, nesses quatro dias da Rota da Pecuária foram visitadas, pequenas, médias e grandes propriedades rurais. “Percebemos que é uma verdadeira fábrica a céu aberto, onde se atrela a tecnologia, genética e produção. De onde saí grande parte da exportação da carne tocantinense, sendo um exemplo para o Tocantins e o Brasil, agregando lucro, produção e tecnologia”, enfatizou.

A genética Nelorejem, principal utilizada na Fazenda São Geraldo/Agrojem – Lincol Filho/Governo do Tocantins

Leia Também:  Governo do Tocantins confirma que redução da tributação do milho será regulamentada

Fonte: Agro – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA