PALMAS

AGRO

Com foco nos produtores rurais, FÓRUM MATOPIBA+PA leva a Araguaína 4 dias de conhecimento sobre o mundo agro

Publicado em

AGRONEGÓCIO

Começa nessa quinta-feira, 11, e vai até o domingo, 14, o FÓRUM MATOPIBA+PA, com painéis, palestras e seminários sobre os mais importantes temas atuais do agronegócio, parte da tradicional Expoara 2021.

O evento é voltado para o produtor rural, e é uma porta para conexão de negócios na agroindústria. Profissionais, estudantes e simpatizantes do Agro são convidados a participar desses três dias de evento.

O evento acontecerá no Tatersal do Sindicato Rural de  Araguaína no Parque de Exposições Dair José Lourenço e toda a programação será transmitida pelo canal do Youtube  do Sindicato Rural de Araguaína e Agro de Ouro.

Confira a programação:

Quinta-feira – 11 de novembro
Manhã

08h00 – Soja no MATOPIBA+PA com Thiago Dourado (Host do Canal Agro de Ouro, Produtor Rural, Secretário de Energias Sustentáveis de Palmas, Prof. da  UFT  e CEULP/UBRA, ex-Secretário de Agricultura do Tocantins e ex-Presidente da Ruraltins).
09h00 – Futuro do profissional do Agro com Renato Borghetti (Engenheiro Agrônomo e Fundador da AgroMinas – Produtos Agropecuários).
10h00 – Maranhão e a Integração com Tocantins no Agronegócio com Eurypedes Ribeiro Neto (Engenheiro Agrônomo de Balsas/MA).
11h00 – Agro na Mesa com Thiago Dourados e convidados.

 Tarde
14h00 – Economia Agrícola – Tendências de Mercado para Agricultura e Pecuária com Cleiton Custódio (Diretor de Operações da AGROJEM).
15h00 – Agro 5.0 com Rafaella Kallil (Coordenadora de Inovação da Faculdade de Ciências do Tocantins – FACIT)
16h00 – Marketing Digital no Agronegócio com Júnior Lainetti (Marketólogo, Publicitário, especialista em Marketing Empresarial e do Agronegócio)
17h00 – Agro na Mesa com Thiago Dourados e convidados.

Leia Também:  Melhores Empresas para se Trabalhar no Brasil

Sexta-feira – 12 de novembro
Manhã

8h00 – Pecuária no MATOPIBA+PA com Thiago Dourado (Host do Canal Agro de Ouro, Produtor Rural, Secretário de Energias Sustentáveis de Palmas, Prof. da  UFT  e CEULP/UBRA, ex-Secretário de Agricultura do Tocantins e ex-Presidente da Ruraltins).
09h00 – Potencialidades do Pará e a integração com o Tocantins com Wagner Machado (Presidente da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará – FAMEP).
10h00 – Desafios do Milho no Tocantins com Anderson Ricardo (Engenheiro Agrônomo e Gerente de Projetos da AgroMinas Produtos Agropecuários).
11h00 – Agro na Mesa com Thiago Dourados e convidados.

Tarde
14h00 – Direito Agrário e Tributário com Marcondes Junior (Advogado e Especialista em Direito Tributário) e Daniel Dominicci(Advogado e Especialista em Direito Agrário), ambos professores do curso de Direito da Faculdade Católica Dom Orione.
15h00 – Fruticultura com Filipe Viçosa (Coordenador do Curso de Agronomia do Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos – UNITPAC).
16H00 – Avaliação da morfologia e andamento do cavalo marchador com Márcio Gianordoli (Doutor em Zootecnia e professor da Universidade Federal do Norte do Tocantins).
17h00 – Plantas tóxicas na produção com Daiene Lopes (Professora de Agronomia da UNITPAC e professora de Medicina Veterinária na FACIT).

Leia Também:  Sine Tocantins intermediará 18 vagas para restaurante em Palmas


Sábado – 13 de novembro
Manhã

8h00 – Pecuária de Baixo Carbono com Áthila Damasceno (Professor de Agronomia da UNITPAC e Supervisor Técnico da no Projeto ABC Corte da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA).
09h00 – Confinamento de 150 mil cabeças de gado com Cláudio Braga (Diretor de Agronegócios da Fazenda Conforto).
11h00 – Agro na Mesa com Thiago Dourado e convidados.

Tarde
14h00 – Alternativas jurídicas para o superendividamento do produtor rural com Rager Kuhn (Advogado especialista em Direito do Agronegócio).
15h00 – Programação com a empresa de Gestão Agroindustrial – GAtec.

Domingo – 14 de novembro
Encerramento com encontro de comunicadores:
Thiago Dourado e Luzenir Neres ( Lú do Agro) e convidados.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Ruraltins incentiva a propagação vegetativa de plantas por meio da alporquia

Publicados

em


Apresentar alternativas produtivas  para o homem do campo, visando o aumento da produtividade, economia e a geração de renda, é uma das diversas ações desenvolvidas pelo Governo do Tocantins, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins).

Em Araguaina, na região norte do Estado, produtores rurais assistidos pelo órgão, via convênio Oportunidade firmado com o Ministério da Agricultura, são incentivados a adotar práticas simples de propagação vegetativa. Uma delas é a alporquia, técnica que utiliza parte da planta para multiplicação de mudas preservando as características idênticas da planta-mãe. 

O responsável por essa propagação é o extensionista Wandro Cruz, do escritório local do Ruraltins de Araguaina. “A alporquia vem ganhando espaço na agricultura familiar pela facilidade que a prática tem em propagar mudas por meio de uma planta adulta. O método  consiste em enraizarmos um ramo quando ele ainda está preso a planta. Onde fazemos um pequeno corte no ramo, colocamos terra preparada e úmida, e a envolvemos dentro de uma bolha plástica. Com essa técnica as raízes se formam e a gente consegue multiplicar a planta desejada com suas características preservadas”, explica o extensionista.

Leia Também:  Órgãos parceiros promovem mais uma vez doação de sangue em Palmas

Segundo ainda Wandro Cruz, a alporquia apresenta  outras vantagens, como por exemplo a antecipação do período de produção da espécie clonada. 

“É um método muito seguro, pois oferece mais de 90% de pegamento das mudas, e após 40 dias do inicio,  a muda já está enraizando e você pode plantá-la no saquinho preto, e após alguns meses no local definitivo. É um método mais fácil que o da enxertia e pode ser aplicado em quase todas as espécies, desde que estas tenham galhos. Essa precocidade traz uma planta de baixo porte, que proporciona você colher com maior rapidez, por exemplo manga e laranja com a mão, pois a planta consegue produzir baixinha, mantendo todas as características da planta-mãe, o que não acontece quando realizamos plantios por sementes, que muitas vezes não tem nada daquilo que vemos na planta-mãe”, finaliza. 

O método consiste no enraizamento de um ramo quando ele ainda está preso a planta, por meio de pequeno corte no galho, envolvendo-o com terra preparada dentro de uma bolha plástica – Ruraltins

A muda enraizada pode ser plantada no saquinho preto, e após alguns meses no local definitivo. – Ruraltins

O método oferece mais de 90% de pegamento das mudas – Ruraltins

Extensionista Wandro Cruz, do escritório local do Ruraltins em Araguaina – Ruraltins

Por meio da alporqueia as raízes se formam e se consegue multiplicar a planta desejada com suas características preservadas – Ruraltins

Leia Também:  Vice-governador ressalta importância do aplicativo “Infotempo” para o produtor rural

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA