PALMAS

AGROTINS 2022

Feira ultrapassa expectativa e movimenta em quatro dias R$ 2,5 Bi em negócios

Publicado em

AGRONEGÓCIO

A 22ª edição da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins), que chega em sua reta final neste sábado, 14, encerra com um saldo positivo. Até a sexta-feira, 13, a feira movimentou cerca de R$ 2,5 bilhões em negociações. A estimativa é de que aproximadamente 150 mil visitantes tenham passado pelo Parque Agrotecnológico do Tocantins.

A feira é uma realização do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro), da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), da Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapt) e da Tocantins Parcerias, em conjunto com empresas, instituições e órgãos públicos, de pesquisas e educacionais, entre outras.

“Estamos fechando o último dia de feira com chave de ouro. Tivemos recorde de público, recorde de negociações com uma estimativa de mais de R$ 2,5 bilhões e movimentação realizada pelas empresas participantes do evento. Negociações essas que irão levar equipamentos mais eficientes para a lavoura. Os produtores irão levar mais conhecimento e assim poderão investir em suas produções alavancando ainda mais o agro no nosso Estado”, explica o gestor da Seagro, Jaime Café.

Leia Também:  Seagro ressalta destaque da cultura do milho na produção de grãos no Tocantins

Sobre a movimentação dos expositores, o diretor de Agrotecnologia da Seagro, Fernando Garcia, ressalta que cerca de 800 expositores de diversos segmentos estiveram na feira comercializando seus produtos. “De todas as edições da feira essa foi a que mais nos surpreendeu, pois tivemos uma resposta muito positiva dos visitantes que vieram para feira e juntos fizeram jus ao tema deste ano, proporcionando um momento de integração. Para nós do Governo do Tocantins, é uma felicidade imensa poder chegar ao último dia de feira com a sensação de dever cumprido e já cheios de expectativas, pensando na próxima edição, em 2023”, ressalta o diretor.

Para o secretário executivo da Seagro, Adenieux Rosa, contagiados pelo tema, nós do Governo do Tocantins, trabalhamos empenhados em entregar à nossa população um evento que pudesse ser compatível com a saudade que a gente estava de pisar por este solo do parque. Aos poucos, vencendo os obstáculos e desafios fomos construindo cada pedaço dessa feira e agradecemos a todos os que contribuíram para a realização dela, visitantes, expositores, servidores, parceiros, equipe de suporte, segurança e tantos outros que com todo empenho nos ajudaram a realizar a Agrotins 2022”, finaliza.

Leia Também:  Adapec inicia os preparativos da campanha contra aftosa e brucelose

Público

A senhora Glades Bene de Lagoa da Confusão disse que ficou surpreendida com a exposição da Agrotins deste ano. “Somos de família produtora rural e todos os anos visitamos a feira, porque sabemos que aqui encontramos diversas tecnologias voltadas para o produtor. É sempre bom conhecer as inovações disponíveis para o homem do campo”, disse.

Já o agricultor André Luiz do distrito de Taquaruçu, Palmas, explica que a feira traz um universo de informações, contribuindo para o desenvolvimento do produtor rural. “Sempre que posso venho aqui, desta vez, por exemplo, estou interessado em olhar os preços de máquinas roçadeiras e outros implementos agrícolas para aproveitar os preços em promoções”, frisou.

Agrotins

A 22ª edição da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2022), com o tema Integrar: Intensificar e Preservar  tem como objetivo apresentar novidades para o desenvolvimento da produção, apoiar e incentivar a continuar produzindo uma agricultura sustentável.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Governo do Tocantins apresenta potencialidades da agricultura e da piscicultura regional para cônsul da República Árabe do Egito

Publicados

em

Com o objetivo de ampliar as fronteiras de negócios do Tocantins, as secretarias de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics); do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); e da Agricultura, Pecuária e Aquicultura receberam a cônsul do Escritório Comercial da República Árabe do Egito, Nashwa Bark; e o diretor Nacional de Investimento em Aquicultura, Maurício Pessoa, em reunião com o propósito de apresentar as potencialidades do Estado. Na ocasião, foram apresentadas as capacidades logísticas do Tocantins, além das funcionalidades das cadeias produtivas da região.

Durante a reunião, foram abordados temas que mostram o Tocantins como um lugar favorável para investimentos nos setores de agricultura e piscicultura. Entre esses fatores estão as condições hidroclimáticas, ampla área para implantação de viveiros e barragens para piscicultura, além da importação e da exportação de grãos, carne bovina e fertilizantes.

A ação ocorreu nessa quarta-feira, 22, na sala de reuniões da Sics e também contou a presença da equipe técnica da prefeitura de Gurupi, que abordou os principais fatores de investimento da região, relacionados ao setor da importação.

“Essa vinda da conselheira comercial já é uma resposta positiva de um possível acordo comercial entre o Egito e o Estado do Tocantins, mas especificamente na região sul, onde temos vários produtos que são importados pelo Egito”, explicou a diretora municipal de Indústria e Comércio de Gurupi, Daniella Vitorino.

Leia Também:  Expositores cultivam vitrines de sementes de grãos com qualidades produtivas para a Agrotins 2022

Na oportunidade, foram debatidas possibilidades de negócios referentes à exportação de peixes, como peixes nativos amazônicos e também de grãos como o milho e a soja. Na reunião, a secretária da Semarh, Miyuki Hyashida, falou sobre o potencial do Tocantins para a atividade da piscicultura, que conta hoje com uma capacidade de produção instalada de 900 mil toneladas. “Temos aqui no Tocantins as melhores condições para se produzir qualquer peixe e o Governo do Tocantins tem buscado oferecer condições para desenvolver esta atividade”, ressaltou a secretária.

De acordo com a consulesa Nashwa Bark, o encontro abriu perspectivas para estreitar aliança comercial entre o Egito e o Tocantins. “Hoje, nós falamos sobre coisas diferentes, como a realização de melhorias na relação comercial entre o Tocantins e o Egito. Nós somos um grande importador de milho, soja e carne bovina e, por isso, discutimos possibilidades de acordos nos quais poderíamos, por exemplo, comprar esses produtos do Tocantins e em troca exportar para o Brasil itens como fertilizantes. Acredito que essa seja uma boa chance para trabalharmos juntos e ajudarmos um ao outro a melhorar nossos fatores econômicos”, destacou Nashwa Bark.

Leia Também:  Palmas acaba com uso obrigatório de máscaras em ambientes abertos e fechados

Para o secretário da Sics, Carlos Humberto Lima, a ocasião viabilizou oportunidades para a formação de parcerias que alavanquem a presença do Tocantins no mercado internacional. “Temos grande potencial e estamos em constante desenvolvimento, fatores que atraem o olhar do mundo para a nossa região. Durante a reunião, identificamos diversos pontos que propiciam uma parceria entre o Tocantins e o Egito, no que se refere à agricultura e à piscicultura. Acreditamos que dessa forma obteremos resultados que irão fortalecer a economia de ambas as localidades. Nossa maior meta é a prospecção de investimentos de dentro e de fora do país para mudarmos a realidade socioeconômica do nosso Estado”, pontuou o gestor.

Também participaram da reunião, a secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Miyuki Hyashida; o coordenador de sustentabilidade no Agronegócio da Seagro, Corombert Leão; o zootecnista da Seagro, Thiago Tardivo; o diretor da Seagro, Alexandre Godinho; e o empresário Tarik Azevedo, da empresa Pescados Piracema.

Agricultura e piscicultura foram tópicos abordados na reunião – Matheus Alcântara/Governo do Tocantins

Reunião debateu potencialidades do Tocantins – Matheus Alcântara/Governo do Tocantins

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA