PALMAS

AGRONEGÓCIO

Justiça condena traficantes a sete anos de reclusão

Os acusados foram denunciados pelo crime de tráfico de drogas, os traficantes tinham um depósito para fins de comércio ilegal.

Publicado em

A Justiça condenou Mirisllany da Silva Veras, Antônia Cláudia Pereira de Sousa e Jonatas Sousa da Silva pelo crime de tráfico de drogas. A sentença foi proferida pelo titular da 4ª Vara Criminal da Comarca de Palmas, juiz Luiz Zilmar dos Santos Pires.

 

Os acusados foram denunciados por terem em depósito, para fins de comércio ilegal, nove pedras de crack, e outras sete porções menores da mesma substância, totalizando 940 gramas.

Segundo a denúncia, no dia 19 de fevereiro deste ano, no Jardim Taquari, os acusados foram flagrados guardando e tendo em depósito as substâncias ilícitas. Constatou-se que os denunciados se associaram para o tráfico envolvendo ainda um menor de idade.

Na sentença, o magistrado condenou os acusados a pena de sete anos de reclusão em regime fechado e o valor de R$ 770,00 dias multa. Para Antônia Cláudia Pereira de Sousa, o juiz concedeu o direito de recorrer da decisão em liberdade, uma vez que a ré ainda está amamentando o filho recém-nascido.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo inaugura Centro de Treinamento e Capacitação em Tecnologia Agropecuária
Advertisement

AGRONEGÓCIO

Agropecuaristas e parceiros destacam importância da Rota da Pecuária para os produtores rurais tocantinenses

Published

on

Na quinta parada da Rota da Pecuária, na tarde dessa quinta-feira, 30, na Fazenda Boa Fortuna, localizada no município de Pium, agropecuaristas e parceiros destacaram a importância da Rota da Pecuária para o desenvolvimento da pecuária tocantinense. A fazenda abate anualmente 20 mil cabeças de gado, que são criados no sistema ciclo completo (cria, recria e engorda), e exporta 100% da carne para a China, empregando 90 funcionários.

Para o coordenador de agronegócio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), José Daniel Tavares, a Rota da Pecuária é uma iniciativa louvável do Governo do Tocantins para o incentivo à pecuária tocantinense. “Isso possibilita ao produtor agregar e aumentar a produtividade no agronegócio. O Sebrae é parceiro da Secretaria da Agricultura no programa Mais Genética, levando novas tecnologias para o produtor, visando à alta produção no campo”, destacou.

Para o diretor da Fazenda Boa Fortuna, Ronaldo Rabelo, que trabalha na fazenda deste o início da implantação das tecnologias, a chegada do pivô e o confinamento possibilitaram triplicar a capacidade de produção da fazenda. “E a Rota da Pecuária vem fortalecer ainda mais, mostrando e apresentando novas tecnologias para o incremento da agropecuária”, ressaltou.

Leia Também:  Unitins prepara vasta programação para Agrotins 2018

De acordo com a coordenadora comercial da empresa Frísia, Erica Lima, essa é uma ação que mostra, na prática, a realidade que temos de tecnologia e inovação. “É muito importante o produtor estar inserido nesta iniciativa. E a Frísia não poderia estar de fora, estamos consolidados e, em breve, investiremos na pecuária de corte”, afirmou.

A agropecuarista da região do Bico do Papagaio, Maria Vilela, uma das pecuaristas que acompanham as atividades de campo, explicou: “Vim participar deste projeto pecuarista muito importante. Aqui, estamos vendo tecnologia simples e avançadas, ou seja, descobrindo uma nova pecuária aqui no Tocantins”, detalhou.

Já a proprietária das fazendas Trevo, Inara Mota Machado, que utiliza o sistema de produção Integração Lavoura Pecuária (ILP), “essa ação da Secretaria da Agricultura, de incentivar aos produtores, motiva ainda mais a buscar a inovação tecnológica e a estruturação da fazenda para aumentar a produtividade no campo”. 

Fonte: Agro – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA