PALMAS

PLANO SAFRA

NOVO PLANO SAFRA 2022/2023 DO BASA VAI DESTINAR R$ 9 BI PARA A AMAZÔNIA LEGAL

Publicado em

O montante de R$ 9 bilhões é quanto o Banco da Amazônia (Basa) vai disponibilizar para o setor agropecuário amazônico, por meio do Plano Safra 2022/2023, que vai vigorar entre 1° de julho de 2022 e 30 de junho de 2023. O lançamento do novo Plano ocorrerá no dia 1º de julho, às 9 horas, no auditório Lamartine Nogueira, 15º andar, com transmissão ao vivo pelo canal do Youtube da Instituição.

No último plano Safra (21/22), o Basa aplicou R$ 9,68 Bi no agronegócio regional, valor 33,7% maior do que a safra anterior (20/21) onde foram aplicados R$ 7,24 Bi. De acordo com o gerente de Pessoas Físicas do Basa, Luiz Lourenço de Souza Neto, este desempenho foi muito acima da meta estabelecida. “Foram quase 2,7 bilhões acima da nossa meta, o que reforça a atuação do Banco para o fortalecimento do segmento na economia brasileira”, informou Luiz.

Para anunciar os recursos disponíveis para o Plano Safra 2022/2023 a serem aplicados na região, com as melhores taxas do mercado e condições de financiamento para impulsionar mais ainda o setor do agronegócio, o Banco vai realizar um evento híbrido (presencial e on-line) com a presença de Diretoria Executiva, do Governo do Estado do Pará, além de Instituições relacionadas ao Agronegócio, como o Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Federações, Associações, Assistências Técnicas, Sindicatos Rurais, dentre outros parceiros da Instituição.

Leia Também:  Tribunal de Contas analisará mais de 58 processos nesta semana

Safra anterior

No que se refere ao Plano Safra 2021/2022, o Basa aplicou R$ 9,68 bilhões. Deste total, R$ 5,34 bilhões foram aplicados em pecuária e R$ 4,34 bilhões na agricultura. “Tivemos uma evolução de 33,7% em comparação ao ano safra anterior”, comentou o gerente executivo Luiz Lourenço. Nas últimas cinco safras, o Banco aplicou R$ 28 bilhões no agronegócio regional.

Agricultura Familiar

Dos R$ 9 bilhões destinados para movimentar a economia regional de toda a Amazônia Legal neste novo Plano Safra, R$ 5 bi serão destinados para a agricultura familiar, mini e pequenos produtores.

O Banco planeja a cada safra aumentar as aplicações. Por isso, vem facilitando o acesso por meio de linhas de investimentos do Pronaf, através do Basa Digital. “Como principais desafios para conseguir alcançar esses resultados no plano safra do Banco da Amazônia, destacamos o Basa Digital, que já contempla mais de 13 mil e 300 operações. Só nesse último plano safra, a gente contratou mais de R$ 179,8 milhões de crédito, em custeio agrícola, custeio pecuário e no PRONAF B”.

Leia Também:  Máquina automatizada para produção de abacaxi é destaque na Agrotins

Na última safra, somente para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), o Banco destinou mais de R$ 704 milhões, o que demonstra a atuação do Basa no crescimento da agricultura familiar na Amazônia. “A gente trabalha com muita dedicação pra desenvolver ferramentas novas, facilidades de acesso ao crédito, revisão de políticas, que permitam que o pequeno produtor possa ser atendido de maneira mais rápida, prática e objetiva e que o crédito consiga chegar nas mãos desse pequeno produtor rural principalmente”, comentou Luiz Lourenço.

Serviço:
Data: 1º de julho – sexta-feira
Início do evento: 9h
COLETIVA COM A IMPRENSA: 10H
Assunto: Basa lança o seu novo Plano Safra 2022/2023
Entrevistado: Valdecir Tose – presidente do Basa
Envio de perguntas: (91) 98568-7003 – Comunicação do Banco da Amazônia ou chat do YouTube.
Presencialmente e transmissão ao vivo pelo Youtube (bancoamazônia) no link: https://www.youtube.com/watch?v=H68CdgtZ3cQ

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

AGRONEGÓCIO

Agropecuaristas e parceiros destacam importância da Rota da Pecuária para os produtores rurais tocantinenses

Published

on

Na quinta parada da Rota da Pecuária, na tarde dessa quinta-feira, 30, na Fazenda Boa Fortuna, localizada no município de Pium, agropecuaristas e parceiros destacaram a importância da Rota da Pecuária para o desenvolvimento da pecuária tocantinense. A fazenda abate anualmente 20 mil cabeças de gado, que são criados no sistema ciclo completo (cria, recria e engorda), e exporta 100% da carne para a China, empregando 90 funcionários.

Para o coordenador de agronegócio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), José Daniel Tavares, a Rota da Pecuária é uma iniciativa louvável do Governo do Tocantins para o incentivo à pecuária tocantinense. “Isso possibilita ao produtor agregar e aumentar a produtividade no agronegócio. O Sebrae é parceiro da Secretaria da Agricultura no programa Mais Genética, levando novas tecnologias para o produtor, visando à alta produção no campo”, destacou.

Para o diretor da Fazenda Boa Fortuna, Ronaldo Rabelo, que trabalha na fazenda deste o início da implantação das tecnologias, a chegada do pivô e o confinamento possibilitaram triplicar a capacidade de produção da fazenda. “E a Rota da Pecuária vem fortalecer ainda mais, mostrando e apresentando novas tecnologias para o incremento da agropecuária”, ressaltou.

Leia Também:  Palmas registra maior repasse à saúde nos últimos 10 anos

De acordo com a coordenadora comercial da empresa Frísia, Erica Lima, essa é uma ação que mostra, na prática, a realidade que temos de tecnologia e inovação. “É muito importante o produtor estar inserido nesta iniciativa. E a Frísia não poderia estar de fora, estamos consolidados e, em breve, investiremos na pecuária de corte”, afirmou.

A agropecuarista da região do Bico do Papagaio, Maria Vilela, uma das pecuaristas que acompanham as atividades de campo, explicou: “Vim participar deste projeto pecuarista muito importante. Aqui, estamos vendo tecnologia simples e avançadas, ou seja, descobrindo uma nova pecuária aqui no Tocantins”, detalhou.

Já a proprietária das fazendas Trevo, Inara Mota Machado, que utiliza o sistema de produção Integração Lavoura Pecuária (ILP), “essa ação da Secretaria da Agricultura, de incentivar aos produtores, motiva ainda mais a buscar a inovação tecnológica e a estruturação da fazenda para aumentar a produtividade no campo”. 

Fonte: Agro – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA