PALMAS

AGRONEGÓCIO

Rota da Pecuária mostra exemplo de fazenda modelo na sucessão familiar agropecuária

Publicado em

Nesta quarta-feira, 29, a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) e parceiros conheceram a gestão da Fazenda Aviação, localizada no município de Araguanã, região norte do Estado, no terceiro dia do Projeto Rota da Pecuária. A fazenda é também um modelo de sucesso na sucessão familiar na gestão agropecuária, tendo a frente a jovem produtora Maira Marquez Araújo, de 33 anos. 

A produtora Maira Marquez, terceira na linha de sucessão, é responsável pela gestão da propriedade desde 2013. A fazenda aposta na criação de gado de corte, utilizando o sistema semiconfinamento. “A nossa experiência é adquirida no dia a dia, na prática, aliando as tecnologias e uma gestão minuciosa, na qual estamos alcançando excelentes resultados”, detalhou.

Segundo Maira Marquez, a fazenda passou por mudanças no processo de produção, dentre os quais investimentos na capacitação constante da equipe, curral anti-stress,  controle individual de animais via planilha por meio de software e apps. “[Isso permitiu aumentar] o resultado operacional e dobrar a produção de arroba do gado numa mesma área, sem muito investimento, apenas com manejo adequado”, explicou.

Leia Também:  Lançamento da Agrotins 2017 ocorre nesta segunda-feira, 27

Participante

Presente no terceiro dia da Rota da Pecuária, o agropecuarista Ricardo Andrade, criador de Nelore P.O (recria e engorda) na Fazenda Vale do Boi, no município de Carmolândia, destacou a importância do intercâmbio neste projeto. “Nós investimos no melhoramento genético da raça nelore para venda de reprodutores. Estamos ligados na difusão de tecnologia e o Rota da Pecuária promove essa de troca de experiência, apresentando mais tecnologias aos produtores, tornando mais eficiente e lucrativo”, afirmou.

Valorização

Outro destaque na propriedade é a valorização e qualificação de todos os funcionários. Atualmente são 20 contratados. “Oferecemos um melhor estrutura de moradia e trabalho para nossos funcionários. As duas casas residenciais não novas, o  alojamento é novo, e todos passam por [capacitação] profissional constante”, destacou Maira Marquez.

Rota da Pecuária

Esta é terceira parada da Rota da Pecuária, projeto que tem como objetivo apresentar as tecnologias das propriedades produtoras de gado de corte tocantinenses e mostrar, na prática, as diferentes tecnologias adotadas, os cenários e as novas perspectivas para o setor.

Leia Também:  Vice-presidente da Aprosoja Tocantins destaca cursos e tecnologia na Agrotins 2021

“Estes três dias de atividades foram muitos proveitosos, onde podemos estar juntos aos produtores e pecuaristas na troca de experiência e mostrando os avanços das tecnologias do setor agropecuário”, disse a gerente de Pecuária da Seagro, Mara Luce.

Pecuaristas e produtores conhecem na prática os manejos aplicados na fazenda – Lincol Filho/Governo do Tocantins

Fonte: Agro – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

AGRONEGÓCIO

Agropecuaristas e parceiros destacam importância da Rota da Pecuária para os produtores rurais tocantinenses

Published

on

Na quinta parada da Rota da Pecuária, na tarde dessa quinta-feira, 30, na Fazenda Boa Fortuna, localizada no município de Pium, agropecuaristas e parceiros destacaram a importância da Rota da Pecuária para o desenvolvimento da pecuária tocantinense. A fazenda abate anualmente 20 mil cabeças de gado, que são criados no sistema ciclo completo (cria, recria e engorda), e exporta 100% da carne para a China, empregando 90 funcionários.

Para o coordenador de agronegócio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), José Daniel Tavares, a Rota da Pecuária é uma iniciativa louvável do Governo do Tocantins para o incentivo à pecuária tocantinense. “Isso possibilita ao produtor agregar e aumentar a produtividade no agronegócio. O Sebrae é parceiro da Secretaria da Agricultura no programa Mais Genética, levando novas tecnologias para o produtor, visando à alta produção no campo”, destacou.

Para o diretor da Fazenda Boa Fortuna, Ronaldo Rabelo, que trabalha na fazenda deste o início da implantação das tecnologias, a chegada do pivô e o confinamento possibilitaram triplicar a capacidade de produção da fazenda. “E a Rota da Pecuária vem fortalecer ainda mais, mostrando e apresentando novas tecnologias para o incremento da agropecuária”, ressaltou.

Leia Também:  Aprosoja-TO apresenta nova diretoria durante abertura de plantio

De acordo com a coordenadora comercial da empresa Frísia, Erica Lima, essa é uma ação que mostra, na prática, a realidade que temos de tecnologia e inovação. “É muito importante o produtor estar inserido nesta iniciativa. E a Frísia não poderia estar de fora, estamos consolidados e, em breve, investiremos na pecuária de corte”, afirmou.

A agropecuarista da região do Bico do Papagaio, Maria Vilela, uma das pecuaristas que acompanham as atividades de campo, explicou: “Vim participar deste projeto pecuarista muito importante. Aqui, estamos vendo tecnologia simples e avançadas, ou seja, descobrindo uma nova pecuária aqui no Tocantins”, detalhou.

Já a proprietária das fazendas Trevo, Inara Mota Machado, que utiliza o sistema de produção Integração Lavoura Pecuária (ILP), “essa ação da Secretaria da Agricultura, de incentivar aos produtores, motiva ainda mais a buscar a inovação tecnológica e a estruturação da fazenda para aumentar a produtividade no campo”. 

Fonte: Agro – GOV TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA