PALMAS

AGRONEGÓCIO

Ruraltins apoia município de Colinas em ações para o fortalecimento da piscicultura local

Publicado em

AGRONEGÓCIO


Com a finalidade de desenvolver a cadeia produtiva da piscicultura em Colinas do Tocantins, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) tem disponibilizado técnicos para orientar produtores e interessados a investirem, de forma organizada e sustentável, na produção de peixe no município.

Na quinta e sexta-feira, 18 e 19, os engenheiros de pesca, Andrey Costa e Renan Sousa, participam do Curso de Noções Básicas na área da Piscicultura, realizado pela prefeitura municipal, por meio da Secretaria de Produção, Desenvolvimento e Meio Ambiente.

Na programação, as palestras ocorreram no Centro Vocacional Tecnológico (CVT) e também contou com uma visita técnica à Fazenda Boa Esperança, no Projeto de Assentamento Chico Bega, que desenvolve o cultivo de peixe redondo. Na propriedade, os profissionais do Ruraltins fizeram uma dinâmica sobre técnicas de manejo do pescado. “Aproveitamos a área de cultivo para mostrar o manejo de arraçoamento, ou seja, o número diário de alimentações necessárias para o bom desenvolvimento do peixe; o manejo de qualidade de água, e de qualidade de Peixe”, explicou o gerente de Pesca do Ruraltins, Andrey Costa.

Leia Também:  Secretaria da Agricultura conta com a parceria da Polícia Militar para garantir a segurança na PecShow 2021

No curso, os participantes tiveram também a parte teórica sobre tipos de rações, manejo e parte prática, despesca, pesagem e apresentação de projeto do abatedouro certificado pelo Serviço de Inspeção Estadual (SIE) da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec).

Segundo o secretário de Produção, Desenvolvimento e Meio Ambiente, Júnior Martins, o município conta com 80 produtores que, no último ano, produziram cerca de 40 toneladas de pescado. “Para o próximo ano, está previsto o dobro e a meta é chegar a 200 toneladas por ano”, destacou.

O produtor Adilson Soares Coelho já desenvolve a atividade na sua propriedade e participa do curso para melhorar as técnicas de manejo, com a intenção de aumentar a produtividade e a qualidade do pescado. “Eu tenho um tanque de peixe de 25 de largura por 30 e, até agora, só coloquei lá uma média de 700 peixes. Há três meses, tirei uma parte para revenda interna e também para consumo próprio. E ainda tem outra parte, em torno de uns 300, mas para consumo também. E agora com o curso, e as informações que até então a gente não sabia, eu quero investir mais, e dessa vez com mais certeza e pé no chão, sabendo que eu vou investir, mas eu que eu também vou ter retorno.

Leia Também:  Cerca de 80% dos estandes para exposição na Agrotins já estão reservados

Interessado em iniciar o cultivo de peixes na sua propriedade, o senhor Geraldo Mangelo Rezende Damascena falou que depois do curso vai implantar a piscicultura e usar os conhecimentos que aprendeu para desenvolver a atividade.

Técnicos do Ruraltins levam orientações sobre o cultivo de pescado – Ruraltins

Na propriedade, os profissionais do Ruraltins fizeram uma dinâmica sobre técnicas de manejo do pescado – Ruraltins/Governo do Tocantins

Segundo o secretário de Produção e Meio Ambiente, o município conta com 80 produtores que, no último ano, produziram cerca de 40 toneladas de pescado – Ruraltins/Governo do Tocantins

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Ruraltins incentiva a propagação vegetativa de plantas por meio da alporquia

Publicados

em


Apresentar alternativas produtivas  para o homem do campo, visando o aumento da produtividade, economia e a geração de renda, é uma das diversas ações desenvolvidas pelo Governo do Tocantins, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins).

Em Araguaina, na região norte do Estado, produtores rurais assistidos pelo órgão, via convênio Oportunidade firmado com o Ministério da Agricultura, são incentivados a adotar práticas simples de propagação vegetativa. Uma delas é a alporquia, técnica que utiliza parte da planta para multiplicação de mudas preservando as características idênticas da planta-mãe. 

O responsável por essa propagação é o extensionista Wandro Cruz, do escritório local do Ruraltins de Araguaina. “A alporquia vem ganhando espaço na agricultura familiar pela facilidade que a prática tem em propagar mudas por meio de uma planta adulta. O método  consiste em enraizarmos um ramo quando ele ainda está preso a planta. Onde fazemos um pequeno corte no ramo, colocamos terra preparada e úmida, e a envolvemos dentro de uma bolha plástica. Com essa técnica as raízes se formam e a gente consegue multiplicar a planta desejada com suas características preservadas”, explica o extensionista.

Leia Também:  Cerca de 80% dos estandes para exposição na Agrotins já estão reservados

Segundo ainda Wandro Cruz, a alporquia apresenta  outras vantagens, como por exemplo a antecipação do período de produção da espécie clonada. 

“É um método muito seguro, pois oferece mais de 90% de pegamento das mudas, e após 40 dias do inicio,  a muda já está enraizando e você pode plantá-la no saquinho preto, e após alguns meses no local definitivo. É um método mais fácil que o da enxertia e pode ser aplicado em quase todas as espécies, desde que estas tenham galhos. Essa precocidade traz uma planta de baixo porte, que proporciona você colher com maior rapidez, por exemplo manga e laranja com a mão, pois a planta consegue produzir baixinha, mantendo todas as características da planta-mãe, o que não acontece quando realizamos plantios por sementes, que muitas vezes não tem nada daquilo que vemos na planta-mãe”, finaliza. 

O método consiste no enraizamento de um ramo quando ele ainda está preso a planta, por meio de pequeno corte no galho, envolvendo-o com terra preparada dentro de uma bolha plástica – Ruraltins

A muda enraizada pode ser plantada no saquinho preto, e após alguns meses no local definitivo. – Ruraltins

O método oferece mais de 90% de pegamento das mudas – Ruraltins

Extensionista Wandro Cruz, do escritório local do Ruraltins em Araguaina – Ruraltins

Por meio da alporqueia as raízes se formam e se consegue multiplicar a planta desejada com suas características preservadas – Ruraltins

Leia Também:  Secretaria da Agricultura conta com a parceria da Polícia Militar para garantir a segurança na PecShow 2021

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA