PALMAS

AGRONEGÓCIO

Ruraltins promove oficina de temperos caseiros em Pedro Afonso

Publicado em

AGRONEGÓCIO


Em Pedro Afonso, equipe do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) do escritório local promoveu, nesta semana, uma oficina de temperos caseiros para a comunidade da Aldeia Lajeado, situada na zona rural do município.

Na oportunidade, a extensionista rural e chefe da unidade local, Fernanda Soares, fez demonstrações de como preparar três diferentes tipos de temperos utilizando matéria prima da própria região, sendo o tempero verde a base de alho, óleo, cheiro verde e pimenta de cheiro; tempero amarelo com açafrão em sua composição e o tempero vermelho utilizando o urucum beneficiado. 

De acordo com a extensionista, ação atendeu a um convite da Prefeitura Municipal dentro da programação do Projeto do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), denominado Mais Perto de Você, que oferta diversos serviços a população e atendimento a saúde. “O público alvo das oficinas são todos os participantes dos encontros em comunidades rurais distintas contempladas com o projeto do CRAS Mais Perto de Você, da Secretaria Municipal de Assistência social de Pedro Afonso. Já foram realizadas oficinas em Anajanópolis, Comunidade Mata Verde. As próximas serão na Agrovila Bom Tempo, Aldeia Xerente e finalizando na Região do Rio Negro”, disse.

Leia Também:  Carlesse lança Agrotins 2019 e destaca potencialidade do Estado para o agronegócio

Fernanda Soares informa ainda que durante os encontros também foram prestadas informações sobre os serviços executados pelo Ruraltins, por meio do escritório local de Pedro Afonso.

“A extensão rural promove na localidade o acesso a diversas politicas públicas voltadas ao pequeno produtor, entre elas destacamos a emissão da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Fomento as Atividades Produtivas Rurais, Aposentaria Rural e Auxílio Natalidade”, ressaltou.

Oficina de temperos caseiros para a comunidade da Aldeia Lajeado, em Pedro Afonso – Ruraltins

Ação atendeu ao projeto CRAS Mais Perto de Você, da Secretaria Municipal de Assistência Social de Pedro Afonso, em parceria com o Ruraltins – Ruraltins

Ruraltins promove oficina de temperos caseiros em Pedro Afonso – Ruraltins

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

AGRONEGÓCIO

Ruraltins incentiva a propagação vegetativa de plantas por meio da alporquia

Publicados

em


Apresentar alternativas produtivas  para o homem do campo, visando o aumento da produtividade, economia e a geração de renda, é uma das diversas ações desenvolvidas pelo Governo do Tocantins, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins).

Em Araguaina, na região norte do Estado, produtores rurais assistidos pelo órgão, via convênio Oportunidade firmado com o Ministério da Agricultura, são incentivados a adotar práticas simples de propagação vegetativa. Uma delas é a alporquia, técnica que utiliza parte da planta para multiplicação de mudas preservando as características idênticas da planta-mãe. 

O responsável por essa propagação é o extensionista Wandro Cruz, do escritório local do Ruraltins de Araguaina. “A alporquia vem ganhando espaço na agricultura familiar pela facilidade que a prática tem em propagar mudas por meio de uma planta adulta. O método  consiste em enraizarmos um ramo quando ele ainda está preso a planta. Onde fazemos um pequeno corte no ramo, colocamos terra preparada e úmida, e a envolvemos dentro de uma bolha plástica. Com essa técnica as raízes se formam e a gente consegue multiplicar a planta desejada com suas características preservadas”, explica o extensionista.

Leia Também:  SENAR abre mais de 3 mil vagas para o curso técnico gratuito em Agronegócio

Segundo ainda Wandro Cruz, a alporquia apresenta  outras vantagens, como por exemplo a antecipação do período de produção da espécie clonada. 

“É um método muito seguro, pois oferece mais de 90% de pegamento das mudas, e após 40 dias do inicio,  a muda já está enraizando e você pode plantá-la no saquinho preto, e após alguns meses no local definitivo. É um método mais fácil que o da enxertia e pode ser aplicado em quase todas as espécies, desde que estas tenham galhos. Essa precocidade traz uma planta de baixo porte, que proporciona você colher com maior rapidez, por exemplo manga e laranja com a mão, pois a planta consegue produzir baixinha, mantendo todas as características da planta-mãe, o que não acontece quando realizamos plantios por sementes, que muitas vezes não tem nada daquilo que vemos na planta-mãe”, finaliza. 

O método consiste no enraizamento de um ramo quando ele ainda está preso a planta, por meio de pequeno corte no galho, envolvendo-o com terra preparada dentro de uma bolha plástica – Ruraltins

A muda enraizada pode ser plantada no saquinho preto, e após alguns meses no local definitivo. – Ruraltins

O método oferece mais de 90% de pegamento das mudas – Ruraltins

Extensionista Wandro Cruz, do escritório local do Ruraltins em Araguaina – Ruraltins

Por meio da alporqueia as raízes se formam e se consegue multiplicar a planta desejada com suas características preservadas – Ruraltins

Leia Também:  Dia de Campo mostra alternativas para produção de sementes de soja em sistema de irrigação por gotejo subsuperficial

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA