PALMAS

BRASIL

Prefeitura do Rio quer demolir prédio irregular na Muzema

Publicado em

Uma operação para demolir um prédio construído irregularmente sem autorização da Prefeitura do Rio, na região da Muzema, zona oeste da cidade, está sendo realizada hoje (19). Participam equipes da Força-Tarefa do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado para Enfrentamento à Ocupação Irregular do Solo Urbano, do Ministério Público do Estado (MPRJ), com auxílio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência e da Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio.

Segundo o MPRJ, a construção do imóvel está ao lado do local onde, em 2019, ocorreu o desabamento de dois prédios irregulares matando 24 pessoas.

Características

Um laudo da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização Urbanística 4.1 da Barra da Tijuca indicou que o prédio é do tipo residencial multifamiliar com três pavimentos, informou o Ministério Público.

Entre eles, dois pavimentos, em declive, já estão com as obras concluídas. “O relatório informa que a área de construção está situada em encosta e possui acentuada declividade (área de média a alta suscetibilidade geológica), não havendo obras de contenção e não sendo possível garantir sua segurança e conservação”, apontou o MPRJ.

Leia Também:  Polícia Federal deflagra operação para investigar fraudes em Guarujá

A Força-Tarefa para enfrentamento à ocupação irregular do solo urbano foi criada em outubro de 2021 para auxiliar promotores de Justiça no combate ao crime no solo da capital e aos ilícitos relacionados nas áreas criminal e de meio ambiente, em especial, nas regiões de planejamento que abrangem bairros das zonas oeste e norte do Rio.

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

BRASIL

Ataque hacker deixa serviços da prefeitura do Rio fora do ar

Published

on

A prefeitura do Rio informou na noite desta segunda-feira (15), por meio de nota, que a Empresa Municipal de Informática e Planejamento (IplanRio) prossegue trabalhando para normalizar o sistema do Datacenter que sofreu uma ação hacker na madrugada de hoje.

De forma preventiva, o portal da prefeitura e o Carioca Digital, assim como todos os seus serviços, foram retirados do ar para preservar os dados. O serviço Táxi Rio também foi afetado, desde cedo, deixando pacientes de hemodiálise e outros tratamentos que dependem do serviço sem ter como ir para as unidades de Saúde.

Os principais serviços prestados à população no Centro Administrativo São Sebastião, na Cidade Nova, também ficaram fora do ar e sem condições de atendimento ao público.

“A prefeitura pede a compreensão dos cariocas e ressalta que os servidores da Iplan estão trabalhando para minimizar o impacto e fazer com que o sistema volte a sua normalidade o mais rápido possível”, informou a prefeitura.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Carnaval movimenta R$ 4 bilhões na economia do Rio de Janeiro
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA