PALMAS

BRASIL

RJ registra queda de homicídios e roubos e alta de estupros

Publicado em

O Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro, ligado à Polícia Civil do estado, divulgou hoje (21) os dados da criminalidade no primeiro semestre de 2022. O estado teve redução de 15% nos homicídios dolosos e de 13% nos roubos de rua. Por outro lado, os estupros aumentaram 9%, e os desaparecimentos, 37%.

Um dos principais indicadores levantados é a letalidade violenta, que somou 2.143 vítimas entre janeiro e junho de 2022, o que representa uma queda de 18% na comparação com o mesmo período do ano passado. O número soma homicídios dolosos, roubos seguidos de morte, lesões corporais seguidas de morte e mortes por intervenção de agentes do Estado.

Somente no mês de junho, foram 314 mortes desse tipo registradas pelas delegacias de polícia, um número 8% menor que o de junho do ano passado.

As mortes que resultaram da intervenção de agentes do Estado foram 628 entre janeiro e junho, o que significa uma queda de 22% em relação a 2021. Em junho, foram 77 casos, 21% a menos que no ano passado. Ainda segundo o ISP, cinco policiais militares e dois policiais civis foram mortos em serviço de janeiro a junho de 2022, enquanto, no ano passado, quatro PMs e nenhum policial civil foram mortos em serviço no mesmo período.

Leia Também:  Uso da energia nuclear é tema de episódio do Caminhos da Reportagem

Pessoas desaparecidas

O número de desaparecimentos registrados pela polícia subiu de 1.893, em 2021, para 2.595, em 2022, segundo o ISP. Somente no mês de junho, foram 415 pessoas desaparecidas, 89 a mais que em junho do ano passado.

Também houve aumento nos casos de estupro. De janeiro a junho deste ano, 2.740 pessoas foram vítimas desse crime, e 440 sofreram essa violação no mês de junho, o que representa uma alta de 25% em relação a junho de 2021.  

Os roubos de rua, que incluem também roubos no transporte coletivo, somaram 30.776 casos no semestre, redução de 13% com relação a 2021, sendo 5.319 casos em junho. Já os roubos de veículo foram 11.703 casos, com uma redução de 9%. Os furtos de veículos, por sua vez, tiveram alta de 21%, com 8.391 casos no semestre.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

BRASIL

Paraguaia é presa com cocaína no Aeroporto de Foz do Iguaçu

Published

on

Uma mulher de nacionalidade paraguaia foi presa em flagrante pela Polícia Federal (PF), na manhã deste sábado (13), no Aeroporto Internacional das Cataratas, em Foz do Iguaçu, tentando embarcar para Madri com 3,320 quilos de cocaína.

A droga foi localizada pelos policiais federais, durante uma fiscalização de rotina. A cocaína estava escondida no forro de uma mochila despachada pela passageira. O voo ainda faria uma escala em Paris, capital francesa.

A paraguaia foi conduzida para a Delegacia Regional da Polícia Federal, em Foz do Iguaçu. Segundo a PF, ela responderá pelo crime de tráfico internacional de drogas, cuja pena pode chegar até 15 anos de prisão.

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Tragédia em Petrópolis é a maior da história da cidade
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA