PALMAS

CIDADES

Governo promove palestra sobre compras públicas de medicamentos

O objetivo é orientar gestores municipais e agentes públicos que lidam diretamente com a oferta de serviços de saúde.

Publicado em

Para orientar gestores municipais e agentes públicos que lidam diretamente com a oferta de serviços de saúde, a Secretaria de Estado da Saúde realiza na próxima sexta-feira, 5, a partir das 9 horas, no auditório do Palácio Araguaia, em Palmas, a palestra Compras Públicas de Medicamentos.

 

A palestra será ministrada por técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e abordará temas relacionados à regulação do mercado de medicamentos, aplicação do Coeficiente de Adequação de Preços (CAP) para compras públicas e fluxos para compra de medicamentos para cumprimento de medidas judiciais.

 

Foram convidados para ministrar a palestra o secretário-executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), Leandro Pinheiro Safatle, a secretária-executiva substituta da CMED, Maria Ilca da Silva Moitinho, e o especialista em Regulação e Vigilância Sanitária da CMED, Joel Almeida dos Santos.

 

Compras públicas

A diretora de Vigilância Sanitária do Estado, Gracilane Vicente Aguiar, explica que a programação faz parte da comemoração ao Dia Nacional da Vigilância Sanitária. “Nosso objetivo é levar agentes e gestores públicos a repensar fluxos e processos de trabalho e a compreenderem a importância do cumprimento das normas legais estabelecidas pelo Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, regulado pela Anvisa, para compra de medicamentos”.

Leia Também:  Homem recebe perdão Judicial por morte de irmão em acidente de trânsito

 

Para evitar abusos nos preços cobrados por importadoras, indústrias e distribuidoras de medicamentos, a Anvisa prevê tetos para o preço de medicamentos adquiridos pela Administração Pública.

 

A diretora explica ainda que para regulação do preço de medicamentos é considerado o Preço Máximo de Venda ao Governo (PMVG), que consiste no teto de preço para compra de medicamentos inseridos na lista de produtos sujeitos ao Coeficiente de Adequação de Preço (CAP). “A regulação feita pela Anvisa também estabelece que quando uma ação judicial obriga o Estado ou um município a adquirir um medicamento ele também deve ser adquirido com um preço reduzido”, completa Gracilane Aguiar.

 

Além do teto e demais coeficientes de redução de preços, a palestra vai esclarecer as competências dos organismos que compõem o Sistema Nacional de Vigilância Sanitária, o trabalho desenvolvido pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), fórmulas e preços de fábrica e preço Máximo ao Consumidor, acórdãos do Tribunal de Contas da União (TCU) e planilha de cálculo para denúncias.

Leia Também:  Ex-prefeito de Lavandeira, Durval Francisco, afirma que não maquiou contas

 

Quem participa?

A palestra é oferecida a gestores municipais, agentes públicos e membros de órgãos de controle, dentre eles Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Defensoria Pública do Estado (DPE), juízes, servidores da Superintendência Estaduais da Vigilância, Prevenção e Promoção à Saúde; da Superintendência de Planejamento do SUS; da Superintendência da Atenção à Saúde e Superintendência da Compras e Central de Licitação da Secretaria do Estado da Saúde.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CIDADES

Com recurso do Estado do Tocantins, prefeitura de Dianópolis realiza obras de infraestrutura no município

Published

on

O Programa de Fortalecimento da Economia e Geração de Emprego segue promovendo melhorias na infraestrutura no Tocantins. Os 139 municípios do Estado estão em constante desenvolvimento e os investimentos provenientes do Programa, são destinados para obras estruturantes de zonas urbanas e rurais.

O município de Dianópolis já recebeu a primeira parcela do investimento no valor de R$ 666 mil. A verba será destinada para pavimentação de vias urbanas nos setores Nova Cidade e Santa Luzia. De acordo com o prefeito de Dianópolis, José Salomão Jacobina Aires, o projeto possui grande importância para o desenvolvimento da região. “Os recursos recebidos neste momento estão sendo destinados para a pavimentação de cerca de 27 ruas com 28 mil metros de asfalto. Isso além de ser um impacto positivo para a gestão também promove o bem-estar da população, que é uma das nossas grandes prioridades”, ressalta.

Uma das principais cidades da região sudeste do Estado e com uma população de quase 22 mil habitantes, a cidade vem crescendo cada vez mais com o investimento em infraestrutura, melhorando a qualidade de vida da população. “Dianópolis é palco de vários pontos turísticos e uma cidade em pleno desenvolvimento. A pavimentação das vias urbanas é uma demanda reprimida por muito tempo, agora com a parceria entre Estado do Tocantins e os municípios, ajudará na construção dos asfaltos, promovendo qualidade de vida para a comunidade e turistas”, completa o gestor.

Leia Também:  Após denúncias feitas pela Defensoria sobre agressões, servidores do Case são afastados

Ainda de acordo com o gestor, o crescimento econômico e populacional dos municípios está associado a vários fatores e principalmente à infraestrutura local.

Até o momento foram investidos R$ 277 milhões distribuídos aos 139 municípios do Tocantins. Os recursos estão sendo aplicados em obras de infraestrutura local, como pavimentação de vias públicas, complexos poliesportivos, praças, parques, pontes, bueiros, ciclovias e centro de lazer.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA