PALMAS

CIDADES

Tocantins apresenta proposta de turismo integrado

O turismo de natureza pode ser uma alternativa para desenvolver a economia regional, garantir a conservação do bioma Cerrado e promover culturas tradicionais locais.

Publicado em

O ecoturismo é um dos segmentos turísticos que apresenta expansão de 15% a 25% ao ano, de acordo com dados da Organização Mundial do Turismo (OMT). E o Brasil tem grande potencial para desenvolver o setor, uma vez que está entre os 17 países de maior biodiversidade. Diante desse cenário, o secretário do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura, Alexandro de Castro, apresentou a proposta de elaboração de um projeto de turismo integrado entre os estados membros do Consórcio Brasil Central, no 3º Fórum Brasil Central de 2016, realizado na manhã desta sexta-feira, 3, em Palmas.

 

O turismo de natureza pode ser uma alternativa para desenvolver a economia regional, garantir a conservação do bioma Cerrado e promover culturas tradicionais locais. “A proposta é a criação de políticas conjuntas entre os consorciados, a promoção e divulgação – principalmente no exterior – de roteiros integrados entre os estados participantes e a atração de investimentos para a área do turismo”, defendeu o secretário durante a sua apresentação.

Sobre a proposta, o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, parabenizou a iniciativa e disse que deve ser considerada.  “Poucos temas podem integrar tanto a região como o turismo. O turismo é uma área de grande potencial de geração de renda de forma sustentável”, pontuou.

Leia Também:  Vigilância Sanitária autoriza reforma para implantação de UTI Pediátrica em Araguaína

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda, disse que a proposta está de acordo com um dos eixos estratégicos do Consórcio, que é meio ambiente e turismo, e que inclui ainda  infraestrutura; logística;  industrialização; empreendedorismo;  educação e ciência, tecnologia e inovação, no intuito de consolidar políticas e ações para o desenvolvimento nos estados desses setores.

Para elaboração do projeto, devem ser levantadas informações sobre os roteiros, infraestrutura, equipamentos e profissionais ligados ao turismo, assim como, a elaboração de um plano estratégico estabelecendo metas e ações a curto, médio e longo prazos.

Fórum

O  3º Fórum Brasil Central de 2016 tem como objetivo estabelecer uma agenda comum para o desenvolvimento dos estados que compõem o Consórcio Brasil Central. Juntos, os estados do Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e o Distrito Federal ocupam 25% do território nacional e possuem 18 milhões de habitantes.  

Na reunião desta sexta-feira, 3, foi assinado um protocolo de intenções para enfrentamento

aos problemas de segurança  e discutidos assuntos nas áreas de educação e saúde, temas previamente definidos por secretários dos estados participantes. Esta é a nona edição do evento e a terceira realizada somente este ano. É a segunda vez que o Tocantins sedia o encontro.
COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CIDADES

Fanta Maracujá volta ao mercado brasileiro e lança plataforma “Mais Mix, Mais Diversão”

Published

on

Com o lançamento de Fanta Maracujá, a marca está expandindo seu portfólio e convidando os consumidores a combinarem Fanta com seu lanche favorito 

Desde 2021, Fanta vem se posicionando como um antídoto contra o ´cinza´ do mundo com a campanha “Colorful People”, que celebra os jovens de espírito que querem evocar o lado colorido da vida. Fanta convida as pessoas a se divertirem e apreciarem um momento de indulgência em suas rotinas, criando experiências mais coloridas e cheias de sabor. No Brasil, a marca acaba de lançar o sabor regular Maracujá, inovando e aumentando o portfólio de sabores existentes: Laranja, Uva e Guaraná.

O sabor Maracujá já foi testado no mercado brasileiro em 2012 na edição limitada e, agora, volta como opção regular de Fanta para os consumidores da marca inquietos por novidades. Uma pesquisa realizada pela marca no Brasil, mostrou que o maracujá era o próximo sabor mais desejado do refrigerante no país. Fanta Maracujá já está disponível nos mercados de todo o Brasil em embalagens mini (200ml/220ml ou 250ml), lata 310ml ou 350ml e PET de 2L.

Além disso, para reforçar esse compromisso com o novo e com os anseios dos consumidores, a marca também lançou a plataforma “Mais mix, mais diversão”, que estimula o consumidor a combinar seu sabor da Fanta favorito com lanches, momentos e paixões.

O conceito da nova plataforma “Mais mix, mais diversão” integra consumidores e criadores com o novo mundo indulgente da marca, com bom humor, que quebra a seriedade do dia a dia e oferece momentos leves e coloridos através de lanches deliciosos – pequenos momentos de pausa para se recompensar. A ideia é inspirar a descoberta de novas combinações. Os seus lanches favoritos e seu sabor de Fanta favorito, podem oferecer uma combinação especial, tornando tudo mais divertido, e é claro, saboroso. E pode ser combinado até com uma enorme paixão e suas rotinas ou um grande momento especial. O convite é para criar sabores com seus lanches favoritos, então desta forma, eles podem experimentar criar seus próprios sabores de Fanta combinados. Para essa divulgação, a marca contou com Nosferotika e Ary Fontoura falando um pouco dos snacks preferidos com Fanta.

Leia Também:  Apesar da crise, setor continua crescendo

“Identificamos que os consumidores querem trazer mais cor, diversidade e diversão para seus dias. Por isso, quisemos fazer da Fanta a parceira perfeita para suas necessidades e tornar-se uma alternativa divertida para misturar e trazer cor aos seus lanches diários. Estamos lançando novos sabores em toda a América Latina, como o Maracujá no Brasil, com base nas preferências dos consumidores de cada mercado. Esta novidade pretende motivar as pessoas a despertarem seu “espírito jovem” para lutar contra o tédio no mundo, para trazer humor e tornar a vida mais divertida e colorida, como nossa campanha “Mais mix, mais diversão” diz Javier Meza, VP de Marketing da Coca-Cola América Latina.  

Todas estas ativações e lançamentos de novos sabores fazem parte da expansão estratégica da marca pela América Latina, convidando o público a fazer parte do processo de criação e diversão, fazendo combinações e encontrando seu jeito favorito próprio de consumir Fanta.

Sobre a Coca-Cola Bandeirantes

A Coca-Cola Bandeirantes é uma empresa do segmento de bebidas do Grupo José Alves que atua nos estados de Goiás e Tocantins há mais de 35 anos. Fundada em 1987, emprega mais de 2.700 colaboradores diretos e 5.000 indiretos. A empresa possui um centro produtor situado no município de Trindade, em Goiás, com nove centros de distribuição nas cidades de Palmas, Gurupi, Itumbiara, Uruaçu, Anápolis, Dianópolis, Rialma, Porangatu, Morrinhos e três Crossdocking nas cidades de São Luís de Montes Belos, Rio Verde e Aparecida de Goiânia. Atende diretamente 228 cidades e mais de 33.400 pontos de vendas.

Leia Também:  Termina na próxima quinta, 31, o prazo para sorteados do Cadastro Habitacional entregarem documentação

Produz, distribui e vende de forma exclusiva em sua área de atendimento, os refrigerantes da Coca-Cola Brasil, além do suco Del Valle Frut. Distribui e vende de forma exclusiva para sua área de atendimento, as cervejas da Heineken Brasil, as Cervejas do Grupo Cervejeiro Hijos de Rivera com a marca Estrella Galícia, os sucos, chás, energéticos, isotônicos, hidrotônicos e Bebidas a base de Soja (Ades) da Coca-Cola Brasil e as águas minerais da Crystal Acqua Lia. Realiza também a distribuição das marcas Monster Company, com o energético Monster e a bebida de alta performance Reign.

Como a sustentabilidade é um compromisso da empresa, ela investe fortemente em projetos socioambientais, como o Projeto Coletivo Online, capacitação de jovens das classes C, D e E para o mercado de trabalho, Programa Reciclar pelo Brasil/Logística Reversa, no apoio às cooperativas de reciclagem com o incentivo a reciclagem de embalagens PET. A previsão para 2030 é que 100% das embalagens colocadas no mercado sejam recolhidas (logística reversa), além de aumentar a eficiência do consumo de recursos naturais: água e energia, reduzir a emissão de carbono, promover o desenvolvimento de embalagens sustentáveis e suportar a expansão e continuidade do negócio.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA