PALMAS

CULTURA

Festa da Rapadura movimenta comunidade quilombola no Jalapão

A simplicidade e simpatia do Povoado do Prata foram os destaques da 3ª Festa da Rapadura, onde foi apresentado aos visitantes o modo de vida e suas tradições.

Publicado em

A comunidade quilombola do Povoado do Prata, localizada no município de São Félix do Tocantins, a 227 km de Palmas, na região do Jalapão,  apresentou o seu o modo de vida e as suas tradições durante a realização da 3ª edição da Festa da Rapadura, que aconteceu nos dias 8 e 9 de julho. A simplicidade e a simpatia dos quilombolas do Prata foram destaques durante os dois dias de festa, atraindo visitantes de vários estados do País.

 

Os irmãos paulistas Thomas Pereira, 24, estudante de biologia, e o músico, Felipe Pereira, 22, estão desde junho  visitando o Tocantins e fizeram questão de acompanhar a Festa da Rapadura e conhecer a Comunidade Quilombola do Prata. “A gente teve interesse de conhecer de perto as atrações culturais, a  gastronomia local e a socialização”, revelou Thomas, ressaltando que ficou surpreso com a boa receptividade do jalapoeiro.

 

Os visitantes puderam conhecer ainda a cultura da região a exemplo dos valores e costumes preservados pela comunidade. Um desses costumes foi representado pela tradição na confecção rapadura, produto tão brasileiro, e produzido há gerações no Povoado do Prata. O engenho tradicional atraía a curiosidade dos visitantes que ainda não conheciam o processo de preparo de forma artesanal.

Leia Também:  Festival Gastronômico de Taquaruçu começa nesta quarta com a banda Jota Quest

 

Preparo da rapadura

 Durante a moagem, em um moinho que usa tração animal, extrai-se a garapa que é peneirada, para a retirada de impurezas, e em seguida é colocada num grande tacho para fervura. Cerca de quarenta minutos, quando o caldo atinge o ponto de bala, é despejado num cocho de madeira e mexido até chegar ao ponto de modelagem. Depois é colocado em formas em formato de tijolo. Todo o processo dura cerca de três horas.

 

Atração cultural

 

Durante a Festa da Rapadura ocorreram apresentações culturais como: teatro, desfile do garoto e garota do Prata, repente e músicas.  Uma feirinha com os produtos locais funcionou durante o evento. Feirantes comemoraram as vendas de seus produtos. “Já no primeiro consegui comercializar todo o meu estoque de mel. Esse ano a feirinha foi muito boa. Isso vai nos ajudar muito”, disse o apicultor Leonel Patrício.   

 

A presidente da Associação Comunitária dos Extrativistas, Artesãos e Pequenos Produtores do Povoado do Prata, Osirene Francisca conta que sem os parceiros seria muito difícil a realização do evento e que apesar da movimentação dos visitantes, trazer o público de fora do Jalapão ainda é um desafio.

Leia Também:  Paulo Vieira estreia no “Programa do Porchat” da Rede Record

 

 

Apoio

 A Festa contou com o apoio do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), Secretaria do Trabalho e da Assistência Social (Setas), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Prefeitura de São Félix do Tocantins e Sistema de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

CULTURA

Raksha Bandhan: festival indiano que promove a pureza humana chega ao Brasil

Published

on

O festival de Raksha Bandhan, ou Rakhi, é celebrado na Índia há milênios, sempre no mês de agosto. Considerado um símbolo da pureza interna nas relações humanas, a celebração da data tem por objetivo promover a abstenção de vícios e a prática de ações puras e virtuosas.

Dentre os costumes relacionados à data, está o uso do rakhi, um fio que pode ser amarrado no pulso tanto por sacerdotes quanto por irmãs de sangue. Em tempos antigos, era comum que sacerdotes Brahmins visitassem as casas de sua região e amarrassem o fio sagrado no pulso das pessoas, conferindo-lhes proteção. O hábito, segundo a tradição, afastava a negatividade e os maus atos.

A simbologia do Raksha Bandhan toca em valores humanos universais, como a pureza e a virtude. Anualmente, a ONG Brahma Kumaris (BK) celebra estes e outros valores durante o festival. A BK é um movimento espiritual dedicado à transformação pessoal e à aplicação prática de valores positivos.

A ONG, que tem sedes espalhadas por todo o território nacional, criou um calendário de eventos presenciais públicos em celebração ao festival:

GRAVATÁ/PE

13/08 – 17h

Raksha Bandhan – No toldo do amor da proteção de Deus

Local: Condomínio Nossa Senhora Rainha da Paz – Salão de Festas

Leia Também:  1ª Feira do Livro Colégio Dom Bosco Centro promove integração escola-comunidade

Rua Maria Auxiliadora, S/N – Gravatá/PE

 

SÃO PAULO/SP

18/08 – 18h: meditação; 18h30: programa

Raksha Bandhan – O vínculo de amor e proteção

Com a participação especial de Gopi Patel

Local: Sede da Brahma Kumaris em São Paulo

Rua Dona Germaine Burchard, 589 – Perdizes

 

SERRA NEGRA/SP

21/08 – 16h

Raksha Bandhan – O elo de amor e proteção

Com a participação especial de Gopi Patel

Local: Sede da Brahma Kumaris em Serra Negra – Vila Serra Serena

Rodovia SP-360 Km 155 (entre Serra Negra e Lindoia)

 

FLORIANÓPOLIS/SC

21/08 – 18h

Raksha Bandhan – Festival indiano da fraternidade

Local: Sede da Brahma Kumaris em Florianópolis

Rua Fernando Ferreira de Mello, 41 – Abraão

 

FORTALEZA/CE

21/08 – 17h

Raksha Bandhan – O compromisso de amor com Deus

Local: Sede da Brahma Kumaris em Fortaleza

Rua Gonçalves Lêdo, 1438 – Centro

 

LIMEIRA/SP

23/08 – 19h

Raksha Bandhan – Conectar com nossa pureza para servir ao mundo

Com a participação especial de Gopi Patel

Local: Sede da Brahma Kumaris em Limeira

Leia Também:  Festival Gastronômico de Taquaruçu começa nesta quarta com a banda Jota Quest

Rua Deputado Otávio Lopes, 291 – Centro

 

PIRACICABA/SP

28/08 – 17h

Raksha Bandhan – Celebrando a realeza da pureza e o vínculo do amor

Local: Sede da Brahma Kumaris em Piracicaba

Rua João de Oliveira Algodoal, 84 – Bairro: Jardim Elite

 

PORTO ALEGRE/RS

28/08 – 17h30: meditação; 18h: palestra e celebração

Raksha Bandhan – Pureza, proteção e paz

Local: Sede da Brahma Kumaris em Porto Alegre

Rua Ferreira Viana 812 – Bairro: Petrópolis

SALVADOR/BA

29/08 – 19h

Festival de Raksha Bandhan

Com a participação especial de Gopi Patel

Local: Teatro Jorge Amado

Av. Manoel Dias da Silva, 2177 – Bairro: Pituba

 

Além dos encontros presenciais, haverá também um evento online sobre o festival, conduzido por Gopi Patel, liderança internacional da Brahma Kumaris. A ação está prevista para o dia 21 de agosto, às 18h30, e será transmitida pelo canal da Brahma Kumaris Brasil no YouTube.

Neste mesmo mês de agosto, a ONG disponibilizará diversos conteúdos ao vivo e gratuitos em celebração ao Dia dos Pais. É possível conferir tudo isso e muito mais no site https://brahmakumaris.org.br/ e no Instagram @brahmakumarisbrasil.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA