PALMAS

ECONOMIA

Cidades da região sul do Tocantins cancelam novamente temporada de praia

A cidade de Peixe, uma das mais visitadas não terá estrutura e vai regular visitantes.

Publicado em

ECONOMIA

Cidades da região sul do estado cancelaram a programação oficial de praias pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia de coronavírus. É o caso dos municípios de Peixe, Sandolândia e Formoso do Araguaia. (continua abaixo)

Peixe é um dos destinos mais procurados da região sul e antes da pandemia chegava a receber 100 mil pessoas durante a temporada. Neste ano não haverá programação oficial, mas os turistas até poderão visitar praias e espaços particulares desde que sigam algumas normas.

Para ter uma tenda instalada é preciso se cadastrar na Secretaria de Turismo. As estruturas deverão ficar a cinco metros de distância umas das outras e serão permitidas até oito pessoas por tenda.

A visitação pode ocorrer das 8h às 17h todos os dias. Também não serão permitidos shows e nenhum tipo de aglomeração. A prefeitura informou que vai fazer ações de orientação durante todo esse mês para turistas e donos de ranchos.

A cidade ainda contará com barreiras sanitárias durante os finais de semana.

Leia Também:  Endividamento segue em alta e atinge 70,9% das famílias palmenses em julho

Formoso do Araguaia

Em Formoso Araguaia a prefeitura cancelou a temporada de praia neste ano. O decreto foi publicado no dia 21 de maio com restrições para evitar aumentos de casos da Covid-19 e a proliferação do vírus na cidade.

Segundo o decreto, em decorrência da pandemia fica suspensa a temporada de praia nos rios e lagos no âmbito do município de Formoso do Araguaia, inclusive ficando proibida a abertura de áreas de camping e instalação de ranchos e acampamentos.

As praias Recanto da Ilha e Praia Grande estão entre as mais visitadas na cidade, atraindo milhares de pessoas todos os anos. Em casos de descumprimento os infratores estarão sujeitos a multa de R$ 500 e poderão responder por crime contra a ordem e saúde pública.

A fiscalização começou na semana passada e está sendo feita pelos órgãos municipais e pelas forças de segurança.

Sandolândia

Em Sandolandia, a Secretaria Municipal de Saúde informou que nesta sexta-feira (11) também vai publicar um novo decreto cancelando a temporada de praias. Um dos destinos mais conhecidos na cidade é a praia Barra do Rio, que faz parte do encontro dos rios Javaés e rio Verde. O local recebia em média de 10 mil pessoas em toda a temporada.

Leia Também:  Vendedores ambulantes garantem renda extra durante a Agrotins 2017
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Fecomércio marca presença em início de atividades de Terminal Multimodal de Gurupi

Publicados

em


Ontem, 23 de setembro, aconteceu em Gurupi a assinatura de convênio entre as empresas responsáveis pelo início das atividades do Terminal Multimodal da cidade, o Grupo Porto Seco Centro-Oeste e o Grupo Ecocidades. A Fecomércio marcou presença na cerimônia e esteve representada por seu presidente Itelvino Pisoni e o vice-presidente, Domingos Tavares.

Com foco na atração de novas empresas e no incentivo à geração de novos postos de trabalho, o contrato foi celebrado entre o Grupo Porto Seco Centro-Oeste e o Grupo Ecocidades, e tem por finalidade o transporte de manganês, através dos trilhos da FNS, para os portos do Itaqui no Maranhão e de Santos (SP), visto que o terminal de Gurupi possui essa viabilidade logística, segundo o diretor de Operações do Grupo Porto Seco, Everaldo Fiatkoski.

Segundo o diretor, a previsão é de que as operações comecem em novembro deste ano. A Porto Seco é detentora da concessão da Valec para atuar no terminal de Gurupi desde 2017; e as perspectivas, em relação à atuação no município, são promissoras, de acordo com o representante. “O contrato de hoje assinala o início de grandes possibilidades para Gurupi, temos a certeza de que a região pode se tornar o maior polo de cargas e de movimentação de mercadorias, incluindo o transporte de minérios. O contrato assinado é de suma importância não apenas para a Ecocidades, mas para toda a cadeia produtiva que poderá fazer uso desta logística de distribuição por meio do transporte ferroviário”, apontou Everaldo Fiatkoski.

Leia Também:  Governo e Banco da Amazônia assinam protocolo de R$ 1 bilhão para alavancar economia

O grupo Ecocidades empreende, no Tocantins, há mais de dois anos e possui a maior guia de utilização de manganês, localizada na cidade de Paranã. Anualmente, são extraídas 720 mil toneladas deste minério, gerando mais de 200 empregos diretos.

Para o diretor da empresa, Alexandre Torres, a assinatura deste contrato marca o início de uma parceria que alçará o Tocantins e a Ecocidades a patamares ainda mais altos e que irão garantir, ainda, mais empregos e desenvolvimento econômico e social para o Estado.

A projeção é que sejam embarcadas de 12 a 30 mil toneladas por mês no terminal, o contrato terá vigência de 5 anos.

Uma das organizadoras do evento, a prefeita de Gurupi, Josi Nunes, falou sobre as expectativas para o início das atividades. “Foram anos de espera, mas hoje a realidade bate a nossa porta e podemos enxergar o futuro promissor que chega a Gurupi pelos trilhos da Ferrovia Norte-Sul”, celebrou.

Para o secretário Tom Lyra, a assinatura deste contrato vem ao encontro das ações e diretrizes da gestão, que tem investido na melhoria e na expansão da infraestrutura e da logística no Tocantins. “Temos um Estado que está localizado no corredor central do Brasil, e grande parte de tudo o que é produzido passa pelo Tocantins. Tendo isso em vista, o governador Mauro Carlesse tem fomentado o potencial logístico para atrair novas empresas e assim contribuir para que novos postos de trabalho sejam criados em todos os municípios”, concluiu.

Leia Também:  Presentes dos Dia dos Namorados devem injetar 11,5 bilhões na economia

(Com informações da Ascom Governo do Estado)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA