PALMAS

ISSQN

Palmas retoma crescimento e arrecada R$ 24 milhões a mais

Publicado em

ECONOMIA

A economia de Palmas já apresenta sinais de recuperação nesse período em que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) começa a perder força. E um dos principais indicadores é o crescimento da arrecadação do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), que, no período de janeiro a agosto de 2021 totalizou R$ 92,6 milhões, valor superior ao registrado nos mesmos períodos de 2020, ano de início da pandemia, quando foram arrecadados R$ 68,6 milhões, e de 2019, ano anterior à pandemia, quando a arrecadação do tributo somou R$ 74,5 milhões.

Esse total aponta para um crescimento de 35% quando comparado a 2020, e de 24% em relação a 2019. Segundo informações da Secretaria de Finanças, entre os fatores que influenciam esta retomada econômica está a política de vacinação adotada pelo município, que tem sido decisiva para o controle da pandemia, registrando uma queda acentuada no registro de casos de infecção por Covid-19.

Com esse controle da doença foi possível ao Município permitir a volta de atividades comerciais, de lazer, esportivas, educacionais, dentre outras, o que gerou uma maior procura por serviços, fazendo crescer a arrecadação municipal.

Leia Também:  MPTO apura acúmulo de cargos por vereador de Alvorada

Exercícios 2020 e 2019

Em 2020, durante todo o ano, o exercício fechou com pouco mais de R$ 114 milhões arrecadados do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, uma queda de quase 2,2% em relação ao ano anterior, que totalizou R$ 116,6 milhões arrecadados somente nesse tributo.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Moradores do Lago Sul em Palmas recebem certificado em barbearia e panificação

Publicados

em


Por Wédila Jácome – Ascom Prefeitura de Palmas

Cursos profissionalizantes oferecidos aos contemplados por habitação popular são oportunidades para mudar de vida.

O trabalho técnico social é uma das ações da Prefeitura de Palmas realizadas após a entrega dos empreendimentos habitacionais, visando garantir aos moradores meios de se adaptarem à nova moradia. Nesse sentido, os moradores do residencial Lago Sul II receberam certificação nos cursos profissionalizantes em barbearia e panificação, com duração de 160 horas e encerrado na tarde desta segunda-feira, 18.

Na oportunidade, 13 moradores receberam kits básicos de barbeiro para dar o pontapé inicial na nova profissão. O kit conta com secador, máquina para corte de cabelo, tesoura, pentes, escova, tesoura para corte a laser, navalha, cartela de lâminas, loção pós-barba, toalha de rosto, espuma para barbear, luvas, touca para luzes, gel, avental, entre outros produtos.

Para o professor que ministrou a capacitação, Valterli Salazar, o curso e o kit recebido são suficientes para o aluno já sair do curso e começar seu pequeno negócio. “Hoje vocês dão o pontapé inicial para esse ramo da beleza. Meu pai e eu construímos nossas famílias cortando cabelo. Então, digo: é possível”.

Leia Também:  Gasolina em nos postos de combustíveis de Palmas sobe e chega a R$ 4,89 por litro

Nesse mesmo sonho, Édipo de Menezes Macedo, de 31 anos, morador do Lago Sul II, precisou trocar de horário no serviço para poder participar do curso. “Eu trabalhava a noite e conversei com meu patrão para poder trocar de turno . Vou começar cortando cabelo em casa mesmo e aumentar a renda na minha casa”.

Para Gabriel Campos de Jesus, 18 anos, há três meses já trabalha como aprendiz no salão de um amigo, e o certificado chegou para abrir novas oportunidades. “Vou procurar trabalho em um salão maior, até conseguir dinheiro para montar meu próprio negócio”. Na casa de Campos moram cinco pessoas, e atualmente a mãe e o padrasto estão empregados.

Oportunidade também para Mariely Lourenço Santos, 36 anos, que já corta cabelo das amigas, e que pretende montar algo para ela em sua casa. “Foi um desafio cortar cabelo de homem, eu tremi na base, mas agora estou preparada. Com o kit vou poder ajudar meu marido no orçamento de casa”.

Quinze moradoras concluíram o curso de panificação e estão certificadas para empreender. Para Maria Raimunda, de 40 anos, o curso é um divisor de águas pra quem deseja ingressar no mercado de trabalho. “Assim como as outras, sou donas de casa, e aprendi muito com fazer a higiene correta e o preparo. A nossa apostila é maravilhosa.”

Leia Também:  Cadastro de notas fiscais para sorteio de novembro termina no próximo dia 31

Ação pós-ocupação

O projeto de trabalho técnico social está desenvolvendo 180 ações em 17 empreendimentos entregues pela Prefeitura de Palmas e que atenderá 21.709 pessoas. Antes da escolha dos cursos para cada empreendimento, foi feito um diagnóstico social que apontou as principais demandas profissionalizantes, tendo como foco também a demanda de profissionais do mercado de trabalho em Palmas.

Os moradores fizeram a inscrição durante o plantão social, realizado no próprio empreendimento. Os cursos são gratuitos, incluindo material didático, lanche e transporte, no caso de curso longe do empreendimento. A diretora de projetos sociais, Helena Barbosa dos Santos, explica que após o curso há um planejamento por parte do município para inserção dessas pessoas no mercado de trabalho. “Aqueles que mais se destacarem, o Senai tem um banco de dados para inserir essas pessoas.”

Fonte: FIETO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA