PALMAS

ECONOMIA

Empreendedores do Tocantins já receberam mais de meio milhão de reais em empréstimos

Com empréstimos por meio do Banco do Empreendedor do Tocantins, 117 empreendedores tiveram seu negócio impulsionado os seis primeiros meses de 2016.

Publicado em

A artesã Durvalina Ribeiro de Sousa está entre os 117 empreendedores do Tocantins que nos seis primeiros meses de 2016 tiveram seu negócio impulsionado graças ao auxílio do Governo do Tocantins, com empréstimos por meio do Banco do Empreendedor do Tocantins – BEM.  Ela nasceu e se profissionalizou em artesanato no coração do Jalapão e em um dos berços do capim dourado, a região de Mateiros. E é dessa arte que a artesã vive até hoje.

 

Com o incentivo do Banco do Empreendedor, por meio de um empréstimo de R$ 5 mil reais, a artesã pôde dar continuidade ao seu negócio, comprando matéria prima para fabricar seus produtos. Hoje, com mais peças em exposição, além de vender em feiras da capital, Palmas, onde mora desde a década de 90, ela já exporta o que produz. Neste mês de julho, sua produção está em feira de exposição em Recife.

 

Assim como Durvalina, a grande maioria desses empreendedores, 115 deles, utilizou os recursos do empréstimo para investir em capital de giro, garantindo a competitividade de seus negócios. Ao todo, foram mais de R$ 700 mil reais liberados tanto para Capital de Giro como para Investimento.

Leia Também:  Prefeitura estende mutirão de renegociação fiscal até 30 de novembro nas Unidades do Resolve Palmas

 

Comitê de Avaliação de Negócios

Este ano, o Banco do Empreendedor implementou mais uma estratégia de procedimento para garantir tanto o sucesso na liberação de crédito como a autenticidade da finalidade do empréstimo. Antes da liberação, as solicitações de empréstimos agora passam por um Comitê de Avaliação de Negócios, que possui dentre suas competências, o poder de decidir sobre a concessão do crédito ao proponente e a conveniência da aprovação do negócio proposto. Critérios como a capacidade de endividamento, situação do avalista e verificação da real finalidade do empréstimo são avaliados.

O comitê é formado por servidores de gerências de microcrédito, empréstimo a servidores, análise de crédito e assessorias especial, técnica e de planejamento.

 

Recuperação de créditos

O presidente da instituição, Acy de Carvalho Fontes, destaca que tão importante quanto emprestar, o retorno periódico de recursos garante a saúde financeira do Banco. Por isso a política de recuperação de crédito tem ganhado importância e tem sido efetiva, argumenta o presidente.

 

“Montamos uma força tarefa priorizando, em um primeiro momento, empréstimos inadimplentes que estavam próximos de prescrever até chegar aos empréstimos recentes mais que estavam em atraso, com isso, em apenas seis meses já conseguimos recuperar R$ 448.703 mil reais”, destaca o gestor.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Sebrae renova convênio com o Sistema FIETO para projeto do Força Mulher

Published

on

Capacitações serão realizadas em diversas áreas, por meio do SENAI.
 
Com o objetivo de despertar nas mulheres o foco na geração de renda através de capacitações, o projeto Força Mulher, realizado pelo Sebrae, renova com o importante aliado, o Sistema FIETO por meio do SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial.

A assinatura da contratação entre Sebrae e o Sistema FIETO, com prazo de um ano para execução, nesta quinta-feira, 18. A parceria, que deseja aliar empreendedorismo com inovação, contemplará, por meio do SENAI, a formação de até 300 turmas para realização de oficinas profissionalizantes nas áreas de refrigeração, construção civil, alimentos e vestuário em vários municípios do Tocantins.

Ao final do processo de capacitação, as mulheres que desejarem empreender receberão mentoria gratuita e um kit para empreender contendo os equipamentos básicos para abertura do primeiro negócio.

Moisés Gomes, diretor superintendente do Sebrae, destacou que o projeto é um importante caminho para as mulheres serem donas de sua autonomia financeira. “O interessante é que elas recebem também cursos em áreas, que até então, eram demandas somente aos homens, como no setor da construção civil, por exemplo. Ou seja, as mulheres estão, cada vez mais, assumindo a competência de posições antes predominantemente masculinas”, comentou.  

Leia Também:  Prêmio Mulher que Transforma chega a Arraias, no sudeste do Tocantins

O presidente do Sistema FIETO, Roberto Pires, enfatizou que somar ao Força Mulher, na execução de cursos da área da educação profissionalizante, maior expertise do SENAI, é gratificante. “O projeto virou referência nacional e agradecemos o reconhecimento e a confiança do Sebrae nesta parceria tão importante para as nossas futuras empreendedoras”, ressaltou.

Presentes

A assinatura do termo contou com a presença do presidente do Sebrae, Rogério Ramos, presidente do Sistema FIETO, Roberto Pires, diretor superintendente do Sebrae, Moisés Gomes, diretor técnico, administrativo e financeiro do Sebrae, Jarbas Meurer, diretora do SENAI, Márcia Rodrigues, gerente do Sebrae, Magvan Botelho e a analista do Sebrae, Luciana Retes.
 
Projeto Força Mulher

Como alternativa para vencer a crise econômica agravada pela pandemia, o Sebrae idealizou, em 2021, o projeto Força Mulher. O objetivo é proporcionar às mulheres tocantinenses, em situação de vulnerabilidade social, condições necessárias à abertura de novos negócios.

O Sebrae entrou com a capacitação empreendedora e as instituições parceiras com a capacitação profissionalizante.

Foram destinados R$ 9 milhões provenientes do Sebrae Nacional e mais R$1.500.000,00articulados de forma pioneira pelo Sebrae TO no Brasil por meio de emenda parlamentar, que garantiram o custeio das atividades e o kit de materiais e insumos para empreender.

Leia Também:  Palmas ganha Rua da Black Friday com descontos de até 80%

Por Aurielly Painkov – assessoria presidência da FIETO

Fonte: FIETO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA