PALMAS

ECONOMIA

Pesquisa aponta redução no consumo durante o Dia dos Namorados

A pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio apresentou a média de 39,1% para este ano.

Publicado em

Na quinta maior data em importância para o comércio brasileiro, o cenário para o setor não é dos mais animadores. O consumo para o Dia dos Namorados prevê redução nas três maiores cidades do Estado. A pesquisa “Expectativa de Consumo – Dia dos Namorados 2016”, realizada pelo Instituto Fecomércio em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), em Palmas, Araguaína e em Gurupi apresentou a média de 39,1% neste ano contra 51,7% de 2015, revelando uma queda de 12,6% na intenção de consumo de um ano para outro. A Capital obteve o maior índice, com 45%, Araguaína com 37,6% e Gurupi, com 34,8%.

 

Para o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni, esse baixo índice é resultado do conjunto de fatores que afetam a economia nacional, como o desemprego, o endividamento e o custo alto do crédito. “Mais uma data importante para o comércio que acaba sendo prejudicada. É preciso que o empresário tenha criatividade e boa gestão para que venha realizar uma venda satisfatória”, pontuou Pisoni.

 

Em Palmas, a intenção é presentear o namorado (31,5%) e a namorada (22,7%), adquirindo itens de perfumaria (22,7%), e comprando de dois a três presentes (50,3%). O local preferido da compra será o shopping (41,7%), a pretensão média de gasto ficou entre R$ 100,00 e R$ 150,00 (33,7%). A forma de pagamento mais apontada foi em dinheiro (55,2%). Os que pretendem parcelar a compra entre 4 e 6 vezes chegou a 44,3%, e a promoção foi o item mais lembrado como fator decisivo para a compra segundo 30,2%.

Leia Também:  Conta de energia elétrica deve aumentar mais 17% em 2022

Na Capital, o local mais apontado para comemorar a data foi em casa, somando 26%. O total de 32,6% disse que presenteou na mesma data no ano passado e 29,6% afirmaram ter sido presenteados no mesmo período.  Os que revelaram que gostariam de ganhar calçados e complementos somaram 15,9%. Por fim, 84,5% dos entrevistados que têm intenção de presentear, irão realizar pesquisa de preço.

 

Em Araguaína, a intenção do presente é para o namorado (25,7%) e para a namorada (27,6%), comprando peças de vestuário (23,3%), e adquirindo apenas um presente (81,5%). O local preferido da compra será o comércio de rua (66,1%), a pretensão média de gasto ficou entre R$ 50,00 e R$ 100,00 (36,3%). Em dinheiro foi a forma de pagamento mais apontada (52%). O parcelamento mais citado também foi entre 4 e 6 vezes (46,9%). E o desconto no preço foi o item decisivo para a realização da compra (35,5%).

 

Ainda em Araguaína, o local de comemoração da data também foi em casa, com 44,1%. Dos que presentearam no mesmo período em 2015 chegou a 38,4% e 40,3% disseram ter sido presenteados na mesma data no ano passado.  Peças de vestuário foi a revelação maior que gostariam de ganhar, com 24,6%. E 64,5% dos que têm intenção de presentear disseram que realizarão pesquisa de preço.

 

Em Gurupi, o alvo dos presentes serão o namorado (33,1%) e a namorada (34,5%), adquirindo também peças de vestuário (31,8%), e comprando também apenas um presente (85,6%). O comércio de rua também foi o local mais apontada para a compra (96,5%), a média de gasto pretendida ficou entre R$ 100,00 e R$ 150,00 (33,8%), com pagamento também em dinheiro (69,1%). Entre os que pretendem parcelar a compra, o parcelamento mais citado foi em até 3 vezes (78,8%). E como fator decisivo, o desconto no preço foi o mais citado (44,6%).

Leia Também:  Vendedores ambulantes garantem renda extra durante a Agrotins 2017

 

Ainda em Gurupi, em casa também foi o local de comemoração mais citado, com 66,9%. Os que presentearam na mesma data no ano passado chegou a 42% e os que afirmaram ter sido presenteados no mesmo período em 2015 ficou em 41%.  O presente ideal mais apontado também foi vestuário, com 21,8%. E os que têm intenção de presentear 55,4% disseram que farão pesquisa de preço.

 

A pesquisa

A pesquisa de expectativa de consumo para o Dia dos Namorados objetiva orientar os empresários do setor com relação ao consumo neste período e também revelar as principais tendências de consumo nessa data. Foram entrevistadas o total de 1.213 pessoas, sendo 402 em Palmas, 404 em Araguaína e 400 em Gurupi. E foi aplicada entre os dias dois e quatro de maio deste ano em Palmas, e em Araguaína e Gurupi entre os dias 27 e 30 de abril.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

​Câmara de Mulheres Empreendedoras da Fecomércio reuniu empresárias em Happy Hour

Published

on

Com o objetivo de apresentar a nova diretoria e ações propostas para 2022, ocorreu ontem na sede da Fecomércio em Palmas, um Happy Hour promovido pela Câmara de Mulheres Empreendedoras e Gestoras de Negócios (CMEG) que reuniu as integrantes que compõem a entidade. Na oportunidade, a empresária Maria Fátima de Jesus, presidente da CMEG, representou também a vice-presidente, Letícia Coelho.

Durante o seu pronunciamento, o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni, ressaltou a importância da Câmara e do empreendedorismo feminino. “Nós criamos esta iniciativa visando justamente dar espaço as empresárias, que hoje representam uma grande parcela das gestoras de empresas no estado. Nós resolvemos este ano estender e buscar novos setores para dar maior representatividade, e pelo que estou vendo, estamos com um time de peso”.

Ele ainda falou da satisfação de ter representantes tocantinenses na Câmara Brasileira das Mulheres Empreendedoras do Comércio. “A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) criou uma câmara a nível nacional e é uma honra ter a representação da Fátima e da Letícia. Elas participarão de discussões que trarão benefícios não só para mulheres do Tocantins, mas de todo o país”, disse.

Leia Também:  Conta de energia elétrica deve aumentar mais 17% em 2022

Durante o evento, Maria de Fátima apresentou as diretrizes e o planejamento proposto para 2022 às membras que já faziam parte, assim como, para as novas empresárias que aceitaram o convite para integrar a câmara. “Tenho certeza que a participação de todas fará a diferença e juntas traçaremos boas propostas ao fomento do empreendedorismo feminino no Tocantins. Cada uma com seu conhecimento agregará ainda mais em pontos que são importantes para nós, como gestão, educação profissional, políticas públicas e outros”.

CMEG

A Câmara de Mulheres Empreendedoras e Gestora de Negócios (CMEG) é uma entidade diretamente vinculada ao Sistema Fecomércio Tocantins, sem fins lucrativos e de natureza privada. Tem como diretriz estruturar e apresentar propostas que promovam o desenvolvimento da mulher no âmbito empresarial, visando a promoção do empreendedorismo feminino e o estabelecimento de políticas voltadas aos interesses das mulheres do Tocantins.

Fonte: Fecomércio TO

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA