PALMAS

Estado

Bombeiros alertam para o aumento no número de afogamentos

Número de afogamentos é preocupante se comparado ao mesmo período do ano anterior. Principais causas de morte, está o consumo de bebida alcoólica.

Publicado em

De acordo com levantamento do Sistema Integrado de Operações (SIOP) do Corpo de Bombeiros Militar do Tocantins, entre os dias 10 de junho e 10 de julho aconteceram cinco mortes por afagamento nas praias do Estado. O número é preocupante se comparado ao mesmo período do ano anterior, quando ocorreu apenas uma. Entre as principais causas de morte, está o consumo de bebida alcoólica por parte dos banhistas. 

 

Na maior parte dos casos as vítimas eram homens com até 45 anos e haviam consumido algum tipo de bebida. Em segundo lugar na lista vítimas por afogamentos estão às crianças com até 12 anos. Os bombeiros deram inicio, na última semana, a Operação Temporada de Praias 2016, que tem como objetivo orientar e proporcionar mais segurança aos banhistas, mas alertam que o cuidado deve ser redobrado por parte dos banhistas. Ainda de acordo com SIOP somente no último fim de semana aconteceram nove ocorrências de diversas naturezas nas praias do Estado.

 

“Se cada um fizer sua parte o risco de morte por afogamento será bem menor. As pessoas precisam entender que nesses casos o quadro muitas vezes é irreversível. E durante a temporada os banhistas acabam deixando o cuidado em segundo plano”, explica o coordenador do SIOP, major Alex Matos.

Leia Também:  Tocantins chega a 593 mortos pelo novo coronavírus, maioria em Palmas e Araguaína

 

Orientações de segurança

 

Para prevenir situações de riscos e afogamentos, os bombeiros estão repassando aos banhistas uma série de recomendações, vejam algumas delas:

Evite entrar na água quando ingerir bebidas alcoólicas e logo após as refeições. Não mergulhe em águas cuja profundidade seja desconhecida e nem se aventure em mergulhos solitários e à noite. Evite tomar banho e nadar onde houver valas e buracos e não simule afogamentos, além de causar pânico nas pessoas, desvia a atenção dos guarda-vidas de um possível afogamento real.

 

Ao levar uma criança a praia procure colocar, na mesma, uma pulseira de identificação. Reforce com a criança sobre os riscos de entrar na água sozinha e procure mantê-la sempre a vista. Toda criança deve ficar constantemente sob a supervisão de um adulto. Caso encontre alguma criança perdida, leve-a ao guarda-vidas ou outra autoridade competente.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Ação inédita da Serasa oferece negociação de dívidas com parcelamento sem juros, para 1,25 milhão de débitos no Norte

Published

on

Em parceria com 45 empresas, a ação oferece condições especiais, durante todo o mês de agosto

Em função do cenário econômico e o aumento do endividamento das famílias brasileiras, a Serasa se juntou a 45 outras empresas de diversos setores para buscar soluções para auxiliar o consumidor a renegociar suas dívidas. Por meio dessa parceria, o Serasa Limpa Nome irá disponibilizar, durante todo o mês de agosto, mais de 80 milhões de débitos para renegociação, no país, em até 36 vezes sem juros, sendo 1.254.375 na região Norte.

No Pará, estão sendo disponibilizados 565.528. No Amazonas, 300.943; no Tocantins, 107.667; em Rondônia, 93.584; no Amapá, 74.307; no Acre, 72.807; e, em Roraima, 39.539.

As negociações podem ser realizadas pelos canais digitais da Serasa e presencialmente nas mais de 6 mil agências dos Correios distribuídas pelo país. Além das condições especiais de parcelamento, o consumidor pode ainda encontrar os tradicionais descontos de até 90%, sempre oferecidos pelo Serasa Limpa Nome, maior plataforma de renegociação de dívidas do país.

Leia Também:  Eleição Sandolândia: Convenções partidárias serão realizadas nesta quarta (14/11) e quinta-feira (15)

A ação surgiu depois de a Serasa realizar uma pesquisa que ouviu 2.645 endividados de todo o país. O levantamento mostrou que descontos e parcelamentos sem juros são os maiores motivadores para o consumidor quitar suas dívidas. “É a maior ação de negociação com parcelamento sem juros já realizada no Brasil”, diz Ignacio Dameno, diretor do Serasa Limpa Nome.

Para Aline Maciel, gerente do Serasa Limpa Nome, essa é uma solução buscada pelas empresas para que os brasileiros endividados possam recuperar o poder de compra sem impactar a renda mensal. “Quando um inadimplente renegocia o débito, a dívida sai do seu nome logo após pagar a primeira parcela, o que o auxilia a retomar crédito”, explica Aline. “A ação foi a maneira que as empresas envolvidas encontraram para conter a alta da inadimplência”, complementa.

Empresas participantes: Claro; Ativos; Atlântico; Banco BMG; Banco Digio; Banco Digio; Banco Inter; Banco Losango; Banco Neon; Boticário; Bradescard; Bradesco; Bradesco Financiamentos; BTG +; Carrefour; Crediativos; Credsystem; Digio; DmCard; Eudora; FortBrasil; Grupo Tracker; Havan; Hoepers; Intacto; Ipanema; Itapeva; Itau; MGW Ativos; Money Plus; Multi Crédito; Nalin; Net; Nextel; Recovery; Renner; Riachuelo; Santander; Sascar; Sicoob; Sorocred; Uze; Via Varejo; VoxCred; Zema.

Leia Também:  Na véspera de feriado Detran tem sistema fora do ar e atendimento fechado

A Serasa reforça que as ofertas disponíveis na Ação de Parcelamento não aplicam juros sobre o acordo de parcelamento, mas a dívida negociada pode conter os juros de atraso do pagamento.  As negociações pelas agências dos Correios que oferecem as condições e os descontos especiais da campanha podem ser realizas mediante o pagamento de uma taxa de R$3,60.

O consumidor pode conferir se tem parcelas sem juros disponíveis por meio dos canais oficiais da Serasa: site serasalimpanome.com.br; App Serasa no Google Play e App Store; ligação gratuita 0800 591 1222; e WhatsApp 11 99575–2096.

Sobre a Serasa
Com o propósito de revolucionar o acesso ao crédito no Brasil, a Serasa oferece um ecossistema completo voltado para a melhoria da saúde financeira da população com produtos e serviços digitais.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA