PALMAS

Estado

CRM-TO entrega indicativo de interdição e relatório com irregularidades no HGP

O documento faz recomendações para que os problemas sejam solucionados com urgência.

Publicado em

O Conselho Regional de Medicina do Tocantins (CRM-TO) entregou nesta quarta-feira, dia 13, para a diretora geral do Hospital Geral de Palmas (HGP), Renata Duran, o relatório referente à última vistoria realizada hospital que constatou graves irregularidades na tenda anexa e nos corredores, o que levou a entidade a decisão de expedir um indicativo de interdição ética.

 

O documento faz recomendações para que os problemas sejam solucionados com urgência. Nova vistoria será realizada após um período para constatar se as irregularidades foram sanadas.

 

Segundo o CRM, a tenda anexa inaugurada em dezembro de 2013 com o objetivo de ser provisória e tirar pacientes dos corredores do hospital se constitui hoje como permanente, e é um grave risco a saúde pela precariedade de suas instalações insalubres e periculosas.

 

Ainda de acordo com o relatório, foram encontradas as seguintes irregularidade: não existe a presença de médico plantonista no local, ou seja, responsável pela tenda e corredores; foram encontrados vários pacientes sem identificação; e a medicação é aplicada apenas quando enfermeira faz chamada e paciente levanta a mão se identificando, a privacidade.

Leia Também:  Mesmo com a deflagração da greve Procon realiza atendimento normal

 

Também foi encontrado no hospital carrinho de emergência inoperante, o que faz com que os pacientes que necessitarem de um atendimento de urgência sejam transportados em uma simples maca pelos corredores do hospital até o pronto socorro para o devido atendimento médico.

 

Outras irregularidades encontradas na inspeção são relacionadas à falta de aeração, equipamentos e insumos, paciente encontrados no local usando há três dias o mesmo curativo; pacientes nos corredores expostos ao sol e sem climatização adequada; insetos, baratas no local; e na terça-feira, dia 12, foram encontradas 62 pacientes no corredor.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Estado do Tocantins garante liberação imediata de R$ 50 milhões com o BRB para nova ponte de Porto Nacional

Published

on

Já estão disponíveis os recursos no valor de R$ 50 milhões, que foram liberados pelo Banco de Brasília (BRB) ao Estado do Tocantins para continuidade das obras na ponte em Porto Nacional. A liberação ocorreu mediante a apresentação de toda a documentação exigida referente à medição das obras por parte da comitiva do Tocantins ao BRB, nessa terça-feira, 16, em Brasília (DF), na sede do banco.

O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Júlio Edstron, explica que a liberação de recursos como este pleiteado com o BRB é um processo. “Fizemos a medição e entregamos toda a documentação. As obras não foram paralisadas e seguirão o fluxo normal, viabilizadas pelo aporte repassado por nosso parceiro financeiro”, explicou o gestor da pasta, presente durante a reunião juntamente com o secretário de Estado da Administração (Secad), Paulo César Benfica.

O último ponto debatido foi a experiência do BRB na efetivação de projetos sociais em Brasília. O banco demonstrou o seu interesse em estabelecer parcerias nessa área com o Estado do Tocantins, com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento local e regional. O presidente do BRB, Paulo Henrique Bezerra Rodrigues Costa, informou que o banco já cumpriu todas as exigências jurídicas para operar e abrir agências no Tocantins, criando, dessa forma, mais empregos e oportunidades.

Leia Também:  Em Araguaína, profissionais serão treinados para fortalecer controle da hanseníase

Parceria

O BRB é parceiro do Estado do Tocantins desde que foi assinado o primeiro contrato para viabilizar recursos para aplicação na obra na ponte em Porto Nacional. A primeira ponte sobre o Rio Tocantins foi construída na década de 70 e, depois de 40 anos, passou por interdições por conta da sua estrutura que necessitava de reparos e manutenção. Então, no ano de 2019, foi assinada a Ordem de Serviço para construção de uma nova ponte, que fica ao lado da antiga, visando trazer melhorias e seguridade no trânsito em uma das vias mais importantes do Estado, sobretudo para o escoamento da produção agropecuária.

A construção da nova ponte foi iniciada com receita própria do Estado do Tocantins e, com a assinatura com o BRB para liberação de R$ 149 milhões em convênio, foi possível dar celeridade aos serviços. As obras estão em andamento, ocorrendo dentro do calendário previsto pelo Estado e, desde o início da obra, já foram gerados centenas de empregos temporários envolvendo trabalhadores na construção da ponte.

Leia Também:  Sebrae homenageia governador com troféu Arara Azul

A ponte terá 1.488 metros de extensão, com mais de 20 pilares, sendo pelo menos 15 de fundação submersa. A via liga a cidade de Porto Nacional ao município de Fátima e a outras localidades do Tocantins.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA