PALMAS

Estado

Defesa Civil finaliza treinamento de brigadistas no Estado

Com a chegada do período de estiagem 80 brigadistas vão atuar nos municípios onde são identificados mais registros de focos de calor. Os trabalhos das equipes devem se estender até o mês de outubro.

Publicado em

 Com a chegada do período de estiagem e com o agravante que neste ano o fenômeno El Niño antecipou o fim das chuvas no Estado, o Governo do Tocantins, por meio da Defesa Civil Estadual, em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) concluíram as capacitações de 80 brigadistas que vão atuar nos municípios de Mateiros, Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Novo Acordo, São Félix do Tocantins, Ponte Alta do Tocantins, Dueré, Lizarda e Pium, onde são identificados mais registros de focos de calor. Os trabalhos das equipes devem se estender até o mês de outubro.

 

Segundo o superintendente estadual de Defesa Civil, Tenente Coronel Peterson Ornelas, os brigadistas receberam, além de equipamentos de combate ao fogo, orientações de atuação, além de noções de primeiros socorros. “Esta atividade exige muito preparo e também conhecimento para que não possa causar um acidente grave com os brigadistas”, afirmou. Ainda segundo o superintendente, uma ação envolvendo todos os órgãos ambientais do Estado será realizada neste mês de agosto. Intitulada “Dia D de Combate às Queimadas”, a ação deverá percorrer as propriedades rurais da Capital onde os mobilizadores estarão informando sobre os perigos do fogo e as consequências das queimadas. “Estamos discutindo a data, mas provavelmente acontecerá ainda nesta primeira quinzena”, afirmou.

Leia Também:  Naturatins mantém fiscalização para evitar colheita clandestina

 

Brigadistas

Moradora do município de Formoso do Araguaia, Sul do Estado, a brigadista Sara Fernandes Nogueira afirma que sua cidade figura entre as que mais registram focos de calor no Tocantins. Sobre a participação feminina numa atividade que exige esforço físico e preparo, ela afirma que vai desempenhar com excelência sua missão. “Para apagar o fogo, antes de força é preciso de técnica. E foi o que nós aprendemos durante os cursos. A nossa fauna e a nossa flora estão sendo muito prejudicadas e precisamos tomar uma atitude em relação a isso”, afirma. Morador do município de Pium, a 135 quilômetros de Palmas, o brigadista José Carlos Pereira Marinho pela terceira vez vai atuar no combate aos incêndios florestais em seu município. Além de um posto de trabalho, ele afirma que a atuação do brigadista vai além de eliminar focos de calor. “A gente orienta também os produtores dos perigos causados pelo fogo, como doenças respiratórias, morte de animais e plantas entre outras coisas”, ressaltou.

Leia Também:  Ministro do Meio Ambiente vem ao Tocantins dar início à força tarefa de combate às queimadas

 

De acordo com Anderson Patrick, secretário municipal de Segurança Pública e Meio Ambiente de Lagoa da Confusão, a 205 quilômetros de Palmas, o município vem atuando com brigadas de incêndios desde 1999, por meio de parcerias com o Governo do Estado e demais entidades ambientais. Para o secretário, cerca de 50% da área da Ilha do Bananal faz parte da zona rural do município. “Nosso município possui também a maior área produtiva de grãos e frutas do Estado, mas infelizmente muitos produtores ainda utilizam o fogo no manejo e limpeza das áreas. Por isso que estamos empenhados em combater os focos de calor em nossa região”, ressaltou.

 

Aplicativo

Também para auxiliar moradores do Estado e brigadistas, a Defesa Civil Estadual desenvolveu o aplicativo “Brigada 199”, para smartphone e tablets, com disponibilidade para download gratuito na plataforma Android. No aplicativo, estão sendo disponibilizadas informações sobre as brigadas de cada município, a relação de profissionais habilitados para atuar no combate ao fogo, além da possibilidade de registro de ocorrências e situações que necessite de reforço e combate aos incêndios florestais.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Ação inédita da Serasa oferece negociação de dívidas com parcelamento sem juros, para 1,25 milhão de débitos no Norte

Published

on

Em parceria com 45 empresas, a ação oferece condições especiais, durante todo o mês de agosto

Em função do cenário econômico e o aumento do endividamento das famílias brasileiras, a Serasa se juntou a 45 outras empresas de diversos setores para buscar soluções para auxiliar o consumidor a renegociar suas dívidas. Por meio dessa parceria, o Serasa Limpa Nome irá disponibilizar, durante todo o mês de agosto, mais de 80 milhões de débitos para renegociação, no país, em até 36 vezes sem juros, sendo 1.254.375 na região Norte.

No Pará, estão sendo disponibilizados 565.528. No Amazonas, 300.943; no Tocantins, 107.667; em Rondônia, 93.584; no Amapá, 74.307; no Acre, 72.807; e, em Roraima, 39.539.

As negociações podem ser realizadas pelos canais digitais da Serasa e presencialmente nas mais de 6 mil agências dos Correios distribuídas pelo país. Além das condições especiais de parcelamento, o consumidor pode ainda encontrar os tradicionais descontos de até 90%, sempre oferecidos pelo Serasa Limpa Nome, maior plataforma de renegociação de dívidas do país.

Leia Também:  Procuradora de Justiça Vera Nilva assume coordenação do Cesaf

A ação surgiu depois de a Serasa realizar uma pesquisa que ouviu 2.645 endividados de todo o país. O levantamento mostrou que descontos e parcelamentos sem juros são os maiores motivadores para o consumidor quitar suas dívidas. “É a maior ação de negociação com parcelamento sem juros já realizada no Brasil”, diz Ignacio Dameno, diretor do Serasa Limpa Nome.

Para Aline Maciel, gerente do Serasa Limpa Nome, essa é uma solução buscada pelas empresas para que os brasileiros endividados possam recuperar o poder de compra sem impactar a renda mensal. “Quando um inadimplente renegocia o débito, a dívida sai do seu nome logo após pagar a primeira parcela, o que o auxilia a retomar crédito”, explica Aline. “A ação foi a maneira que as empresas envolvidas encontraram para conter a alta da inadimplência”, complementa.

Empresas participantes: Claro; Ativos; Atlântico; Banco BMG; Banco Digio; Banco Digio; Banco Inter; Banco Losango; Banco Neon; Boticário; Bradescard; Bradesco; Bradesco Financiamentos; BTG +; Carrefour; Crediativos; Credsystem; Digio; DmCard; Eudora; FortBrasil; Grupo Tracker; Havan; Hoepers; Intacto; Ipanema; Itapeva; Itau; MGW Ativos; Money Plus; Multi Crédito; Nalin; Net; Nextel; Recovery; Renner; Riachuelo; Santander; Sascar; Sicoob; Sorocred; Uze; Via Varejo; VoxCred; Zema.

Leia Também:  Tocantins tem mais sete mortos pelo novo coronavírus e chega a 1.366 óbitos

A Serasa reforça que as ofertas disponíveis na Ação de Parcelamento não aplicam juros sobre o acordo de parcelamento, mas a dívida negociada pode conter os juros de atraso do pagamento.  As negociações pelas agências dos Correios que oferecem as condições e os descontos especiais da campanha podem ser realizas mediante o pagamento de uma taxa de R$3,60.

O consumidor pode conferir se tem parcelas sem juros disponíveis por meio dos canais oficiais da Serasa: site serasalimpanome.com.br; App Serasa no Google Play e App Store; ligação gratuita 0800 591 1222; e WhatsApp 11 99575–2096.

Sobre a Serasa
Com o propósito de revolucionar o acesso ao crédito no Brasil, a Serasa oferece um ecossistema completo voltado para a melhoria da saúde financeira da população com produtos e serviços digitais.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA