PALMAS

Estado

DPE e MPE cobram regularização de medicamentos e exames no HGP

Relatório aponta que o hospital não está realizando exame de arteriografia e desabastecimento de insumos e medicamentos para pacientes.

Publicado em

O Defensor Público Arthur Luiz Pádua Marques, coordenador do NUSA – Núcleo de Defesa da Saúde da DPE-TO – Defensoria Pública do Estado do Tocantins, e a Promotora de Justiça da Saúde Pública do MPE – Ministério Público do Estado do Tocantins, Maria Roseli de Almeida Pery, divulgaram o relatório de visita ao HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, realizada com a com a finalidade de averiguar a falta de insumos e medicamentos aos pacientes da referida unidade hospitalar. A visita aconteceu no dia 6 de junho passado, e, segundo o documento, várias irregularidades foram constatadas.

O relatório aponta que o hospital não está realizando o exame de arteriografia para os pacientes que necessitam de forma urgente. Ressalta-se que o exame tem a finalidade de identificar as características do aneurisma bem como qual a probabilidade do paciente ter um novo aneurisma. O rompimento do aneurisma pode causar risco de até 90% de óbito.

Foi constatado também o imenso desabastecimento de insumos e medicamentos, inclusive aqueles de baixo custo, para os pacientes.

“Conversamos com servidores e pacientes do HGPP durante a visita e o que presenciamos foi uma desorganização que contribui, sobremaneira, para o elevado número de óbitos no hospital”, afirmou o defensor público Arthur Luiz Pádua Marques, que informou que o relato poderá ser comprovado ouvindo os profissionais responsáveis pela Vigilância do Óbito da Secretaria de Estado da Saúde, dentre outros Órgãos de Controle das ações e serviços de saúde.

Leia Também:  Wanderlei Barbosa comemora redução da base de cálculo do ICMS do gado

Tramita desde 2015 na 1ª Vara da Justiça Federal uma Ação Civil Pública Autos nº  0010058-73.2015.4.01.4300 sobre a oferta de Serviços Hospitalares onde a União e o Estado do Tocantins são réus no processo. Diante da gravidade dos fatos, o NUSA solicitou a Juíza Denise Dias Drummond que determine ao Secretário de Estado da Saúde que faça, imediatamente, a gestão dos recursos humanos e materiais nos hospitais que compõem a Rede Pública do Estado, a fim de que seja regularizado o fornecimento de medicamentos que estão em falta, e que regularize imediatamente o exame de arteriografia, que não está sendo realizado.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Conceição Alves Irmã é empossada vereadora de Palmas

Published

on

A Câmara de Palmas deu posse nesta quarta-feira, 17, à suplente da vaga do Patriota, Maria da Conceição Alves de Melo. Ela substituirá José do Lago Folha Filho, que se licenciou para assumir a Secretaria de Governo e Relações Institucionais da Prefeitura de Palmas.

Em seu discurso, a vereadora agradeceu a todos e falou sobre a linha de trabalho que pretende adotar no período que estiver na Casa de Lei. “Defenderei e apoiarei mulheres, jovens, crianças e adolescentes. Atuarei pela valorização dos servidores públicos, zelando pela garantia dos seus direitos. Irei ainda fortalecer a relação do Legislativo com os representantes de bairros. Assim poderemos desenvolver políticas públicas e sociais”, comentou.

Natural de Porto Nacional, Maria da Conceição é moradora de Palmas desde 1991. Ela tem 58 anos e se define como uma mulher de atitude, trabalhadora, dedicada às causas sociais, que zela pela família, emprego e bem estar de todos. A vereadora angariou 546 votos na eleição de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Famílias que nada têm sofrem para sobreviver em meio à pandemia com o desemprego e a alta nos preços dos alimentos
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA