PALMAS

Estado

Estado lança nesta terça campanha contra hanseníase, tracoma e verminoses 2016

A campanha tem como público-alvo estudantes de 5 a 14 anos matriculados no ensino fundamental da rede pública de ensino e promove atividades de educação em saúde para auxiliar na identificação de casos de hanseníase, verminoses e tracoma.

Publicado em

Este ano 90 municípios tocantinenses aderiram a Campanha Nacional de Hanseníase, Geohelmintíases e Tracoma 2016, cujo lançamento acontece nesta terça-feira, 9, a partir das 8h30, no auditório da Assembleia Legislativa, em Palmas. A campanha tem como público-alvo estudantes de cinco a 14 anos matriculados no ensino fundamental da rede pública de ensino e promove atividades de educação em saúde para auxiliar na identificação de casos de hanseníase, verminoses e tracoma.

 

Em 2015, a campanha alcançou 77 municípios em todo o Estado. A meta é ampliar a adesão à campanha para os 139 municípios no próximo ano. Além da Secretaria de Estado da Saúde, colaboram com a campanha a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Conselho de Secretários Municipais de Saúde e as prefeituras municipais dos municípios participantes.

 

A meta estipulada pelo Ministério da Saúde, na campanha, para a hanseníase é de investigar os sinais e sintomas em, no mínimo, 75% dos escolares da faixa etária preconizada. Para as verminoses, a meta é tratar 85% dos alunos. Para o tracoma, a meta é avaliar 80% dos alunos matriculados no ensino fundamental.

Leia Também:  MPE aponta indícios de fraude e recomenda que governo cancele concurso da PM

 

Nas escolas

As ações voltadas para a hanseníase nas escolas incluem atividades com uso de formulários ilustrados para que os pais auxiliem as crianças na identificação de manchas suspeitas. Após a devolução e triagem dessas fichas de autoimagem, os casos com lesões suspeitas serão encaminhados a uma Unidade de Saúde para avaliação médica da criança e seus contactantes e prescrição de tratamento.

 

Com relação às verminoses, serão oferecidos comprimidos mastigáveis em dose única, após prévia autorização familiar da criança. A dose será oferecida sob a supervisão das equipes locais de saúde. As geohelmintíases, como também são conhecidas as verminoses, são doenças parasitárias que afetam, em geral, os intestinos e podem prejudicar o desenvolvimento físico e mental e provocar diarreia, dores abdominais, perda de apetite, perda de peso, entre outros sintomas.

 

Para facilitar o diagnóstico do tracoma, doença ocular causada por uma bactéria e muito comum em crianças, serão feitos exames oculares externos nos alunos. As crianças também serão orientadas sobre medidas simples de prevenção como lavagem das mãos e do rosto. Na campanha do ano passado, dos 60.500 alunos examinados foram detectados 1.337 casos de tracoma. “Essa campanha é muito importante porque além de identificar oportunamente e tratar de forma adequada, os resultados contribuirão com o dossiê de documentação que definirá a certificação de eliminação do tracoma como causa de cegueira no Tocantins. Essa campanha agrega resultados e contribui com o processo de eliminação da doença como causa de cegueira”, completou a diretora estadual de Vigilância Epidemiológicas Doenças Vetoriais e Zoonoses, Mary Ruth Batista.

Leia Também:  Em Brasília, presidente da Força Sindical-TO e Fesserto faz gestão para criação de novos sindicatos no Tocantins.

 

Para a diretora estadual de Doenças Transmissíveis e Não Transmissíveis, Adriana Cavalcante, a parceria com as escolas é essencial para o sucesso da campanha. “A saúde detém o conhecimento, mas ter acesso às escolas e a professores mais sensibilizados nos permite uma estratégia mais integrada, justamente para enfrentar essas doenças e cumprir nossas metas. Para nós é fundamental essa integração voltada para o objetivo comum que é oferecer qualidade de vida a essas crianças”, completa a diretora.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Ação inédita da Serasa oferece negociação de dívidas com parcelamento sem juros, para 1,25 milhão de débitos no Norte

Published

on

Em parceria com 45 empresas, a ação oferece condições especiais, durante todo o mês de agosto

Em função do cenário econômico e o aumento do endividamento das famílias brasileiras, a Serasa se juntou a 45 outras empresas de diversos setores para buscar soluções para auxiliar o consumidor a renegociar suas dívidas. Por meio dessa parceria, o Serasa Limpa Nome irá disponibilizar, durante todo o mês de agosto, mais de 80 milhões de débitos para renegociação, no país, em até 36 vezes sem juros, sendo 1.254.375 na região Norte.

No Pará, estão sendo disponibilizados 565.528. No Amazonas, 300.943; no Tocantins, 107.667; em Rondônia, 93.584; no Amapá, 74.307; no Acre, 72.807; e, em Roraima, 39.539.

As negociações podem ser realizadas pelos canais digitais da Serasa e presencialmente nas mais de 6 mil agências dos Correios distribuídas pelo país. Além das condições especiais de parcelamento, o consumidor pode ainda encontrar os tradicionais descontos de até 90%, sempre oferecidos pelo Serasa Limpa Nome, maior plataforma de renegociação de dívidas do país.

Leia Também:  MPE aponta indícios de fraude e recomenda que governo cancele concurso da PM

A ação surgiu depois de a Serasa realizar uma pesquisa que ouviu 2.645 endividados de todo o país. O levantamento mostrou que descontos e parcelamentos sem juros são os maiores motivadores para o consumidor quitar suas dívidas. “É a maior ação de negociação com parcelamento sem juros já realizada no Brasil”, diz Ignacio Dameno, diretor do Serasa Limpa Nome.

Para Aline Maciel, gerente do Serasa Limpa Nome, essa é uma solução buscada pelas empresas para que os brasileiros endividados possam recuperar o poder de compra sem impactar a renda mensal. “Quando um inadimplente renegocia o débito, a dívida sai do seu nome logo após pagar a primeira parcela, o que o auxilia a retomar crédito”, explica Aline. “A ação foi a maneira que as empresas envolvidas encontraram para conter a alta da inadimplência”, complementa.

Empresas participantes: Claro; Ativos; Atlântico; Banco BMG; Banco Digio; Banco Digio; Banco Inter; Banco Losango; Banco Neon; Boticário; Bradescard; Bradesco; Bradesco Financiamentos; BTG +; Carrefour; Crediativos; Credsystem; Digio; DmCard; Eudora; FortBrasil; Grupo Tracker; Havan; Hoepers; Intacto; Ipanema; Itapeva; Itau; MGW Ativos; Money Plus; Multi Crédito; Nalin; Net; Nextel; Recovery; Renner; Riachuelo; Santander; Sascar; Sicoob; Sorocred; Uze; Via Varejo; VoxCred; Zema.

Leia Também:  TJ proíbe governador cassado de realizar atos durante transição de Governo

A Serasa reforça que as ofertas disponíveis na Ação de Parcelamento não aplicam juros sobre o acordo de parcelamento, mas a dívida negociada pode conter os juros de atraso do pagamento.  As negociações pelas agências dos Correios que oferecem as condições e os descontos especiais da campanha podem ser realizas mediante o pagamento de uma taxa de R$3,60.

O consumidor pode conferir se tem parcelas sem juros disponíveis por meio dos canais oficiais da Serasa: site serasalimpanome.com.br; App Serasa no Google Play e App Store; ligação gratuita 0800 591 1222; e WhatsApp 11 99575–2096.

Sobre a Serasa
Com o propósito de revolucionar o acesso ao crédito no Brasil, a Serasa oferece um ecossistema completo voltado para a melhoria da saúde financeira da população com produtos e serviços digitais.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA