PALMAS

Estado

Ex-prefeito de Angico teria pago obras não realizadas

O Ministério Público Estadual busca com ação civil o ressarcimento do prejuízo causado ao erário. O valor pago pelos serviços não realizados ultrapassa R$ 90 mil atualmente.

Publicado em

O Ministério Público Estadual (MPE) ingressou com ação civil pública de ressarcimento ao erário contra o ex-prefeito de Angico Ariolino Ramos dos Santos, que teria utilizado recursos do Município para pagar obras que não foram realizadas.

Segundo a ação judicial, proposta pelo Promotor de Justiça Celsimar Custódio da Silva no último dia 6, a prefeitura de Angico realizou o pagamento em cinco parcelas à Empresa Anísio Mendes, no ano de 2002, em razão da construção de uma sala de aula no Povoado Itaboca e de um muro na Escola Luiz Ramos. Porém, tais obras não foram realizadas, segundo ficou comprovado em declaração prestada pela secretária municipal de Educação, Ana Cláudia Campelo.

Na época, foi pago pelos serviços não realizados o valor de R$ 25 mil. Acrescentando-se a correção monetária e multa, o valor atual do dano causado ao erário é de R$ 90.401,93. É esta a quantia que a Promotoria de Justiça busca ressarcir.

Na ação civil pública, o MPE pede que seja decretada liminarmente a indisponibilidade dos bens do ex-gestor, a fim de garantir o futuro ressarcimento ao erário caso Ariolino Ramos dos Santos seja condenado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  MPE pede anulação do contrato milionário para fornecimento de marmitas no sistema prisional do TO
Advertisement

Estado

Conceição Alves Irmã é empossada vereadora de Palmas

Published

on

A Câmara de Palmas deu posse nesta quarta-feira, 17, à suplente da vaga do Patriota, Maria da Conceição Alves de Melo. Ela substituirá José do Lago Folha Filho, que se licenciou para assumir a Secretaria de Governo e Relações Institucionais da Prefeitura de Palmas.

Em seu discurso, a vereadora agradeceu a todos e falou sobre a linha de trabalho que pretende adotar no período que estiver na Casa de Lei. “Defenderei e apoiarei mulheres, jovens, crianças e adolescentes. Atuarei pela valorização dos servidores públicos, zelando pela garantia dos seus direitos. Irei ainda fortalecer a relação do Legislativo com os representantes de bairros. Assim poderemos desenvolver políticas públicas e sociais”, comentou.

Natural de Porto Nacional, Maria da Conceição é moradora de Palmas desde 1991. Ela tem 58 anos e se define como uma mulher de atitude, trabalhadora, dedicada às causas sociais, que zela pela família, emprego e bem estar de todos. A vereadora angariou 546 votos na eleição de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bancários do Tocantins aderem greve geral no próximo dia 28
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA