PALMAS

Estado

Hospital Municipal de Araguaína pode ter que rejeitar pacientes

Informação foi repassada pelo secretário da Saúde municipal, Jean Coutinho, que acusa Sesau de calote.

Publicado em

Em entrevista por telefone na última sexta-feira, 05, o secretário da Saúde de Araguaína, Jean Luís Coutinho, disse que o atendimento nas unidades de saúde municipais estão comprometidos por conta da não renovação de contratos e da dívida do Estado com o município, que chega a R$ 4 milhões. Para ele a situação só vem se agravando cada dia mais.

Segundo o secretário, um convênio entre a Prefeitura de Araguaína e o Governo do Estado permite que pacientes de pediatria e oftalmologia sejam todos atendidos pela gestão municipal, inclusive pacientes vindos de outras cidades, como Xambioá e Wanderlândia, mas a Secretaria Estadual da Saúde (Sesau) não vem aportando os valores devidos, o que pode acabar inviabilizando o convênio. Sequer os valores correspondentes à contrapartida do Estado para a manutenção das Unidades de Pronto Atendimento (UPA), Serviço de Urgência e Emergência (SAMU) está sendo repassado.

“A Dívida do Governo do Estado conosco é de mais de R$ 4 milhões e isso tem pesado muito no orçamento de Araguaína. O secretário Musafir prometeu uma solução para o problema, mas, até agora, não recebemos. Se continuar desse jeito vamos cancelar o convênio e teremos que devolver esses pacientes para suas cidades, já que o único atendimento para Pediatria e Oftalmologia é prestado pela secretaria municipal”, afirma Jean.

Leia Também:  Após atrasos e intensas cobranças, ATM e municípios recebem Fundeb e transporte escolar

O secretário também reclamou do contrato 93/2015 que havia entre o Centro Diagnóstico Tocantins Ltda (CDT) e a Sesau, que servia para a realização de exames de imagem, mas que venceu dia 27 de julho e não foi renovado. O contrato previa o atendimento dos pacientes encaminhados pelo município. O contrato vigente entre a Sesau e o CDT atende apenas o Hospital Regional de Araguaína.

“Os pacientes municipais que precisam de exame de imagem têm que pagar do bolso ou então esperar que a Sesau solucione o problema, mas isso não tem data para acontecer. Enquanto isso a população acaba culpando a secretaria municipal por uma falha que não é nossa”, afirmou o secretário.

Procurado por nossa reportagem o CDT disse através de nota que o contrato 93/2015 não foi renovado pela Sesau, que ainda deixou uma dívida milionária com a empresa.
Procurada por nossa reportagem a Sesau não enviou resposta até o fechamento desta edição.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Estado do Tocantins garante liberação imediata de R$ 50 milhões com o BRB para nova ponte de Porto Nacional

Published

on

Já estão disponíveis os recursos no valor de R$ 50 milhões, que foram liberados pelo Banco de Brasília (BRB) ao Estado do Tocantins para continuidade das obras na ponte em Porto Nacional. A liberação ocorreu mediante a apresentação de toda a documentação exigida referente à medição das obras por parte da comitiva do Tocantins ao BRB, nessa terça-feira, 16, em Brasília (DF), na sede do banco.

O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Júlio Edstron, explica que a liberação de recursos como este pleiteado com o BRB é um processo. “Fizemos a medição e entregamos toda a documentação. As obras não foram paralisadas e seguirão o fluxo normal, viabilizadas pelo aporte repassado por nosso parceiro financeiro”, explicou o gestor da pasta, presente durante a reunião juntamente com o secretário de Estado da Administração (Secad), Paulo César Benfica.

O último ponto debatido foi a experiência do BRB na efetivação de projetos sociais em Brasília. O banco demonstrou o seu interesse em estabelecer parcerias nessa área com o Estado do Tocantins, com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento local e regional. O presidente do BRB, Paulo Henrique Bezerra Rodrigues Costa, informou que o banco já cumpriu todas as exigências jurídicas para operar e abrir agências no Tocantins, criando, dessa forma, mais empregos e oportunidades.

Leia Também:  Estado oferece serviços especiais a pessoas com Síndrome de Down

Parceria

O BRB é parceiro do Estado do Tocantins desde que foi assinado o primeiro contrato para viabilizar recursos para aplicação na obra na ponte em Porto Nacional. A primeira ponte sobre o Rio Tocantins foi construída na década de 70 e, depois de 40 anos, passou por interdições por conta da sua estrutura que necessitava de reparos e manutenção. Então, no ano de 2019, foi assinada a Ordem de Serviço para construção de uma nova ponte, que fica ao lado da antiga, visando trazer melhorias e seguridade no trânsito em uma das vias mais importantes do Estado, sobretudo para o escoamento da produção agropecuária.

A construção da nova ponte foi iniciada com receita própria do Estado do Tocantins e, com a assinatura com o BRB para liberação de R$ 149 milhões em convênio, foi possível dar celeridade aos serviços. As obras estão em andamento, ocorrendo dentro do calendário previsto pelo Estado e, desde o início da obra, já foram gerados centenas de empregos temporários envolvendo trabalhadores na construção da ponte.

Leia Também:  Procon notifica Sindicato dos Bancos

A ponte terá 1.488 metros de extensão, com mais de 20 pilares, sendo pelo menos 15 de fundação submersa. A via liga a cidade de Porto Nacional ao município de Fátima e a outras localidades do Tocantins.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA