PALMAS

Estado

Servidores públicos estaduais iniciam greve hoje em 26 municípios

Este ano, cada cidade haverá um local de concentração. Em Palmas, começou nesta manhã, às 8 horas.

Publicado em

Devido ao não pagamento da data-base pelo Governo do Estado, servidores públicos estaduais do Poder Executivo, deflagaram greve nesta terça-feira, 09, por tempo indeterminado. A decisão foi tomada em Assembleia Geral Extraordinária realizada na tarde desta sexta-feira, dia 05 de agosto, por unanimidade, na categoria de servidores públicos estaduais representada pelo SISEPE-TO.

A greve afeterá inúmeros serviços públicos e também será seguida pelos profissionais da saúde, da educação e de outras categorias de servidores, conforme diversas lideranças do Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (MUSME-TO).

Este ano cada cidade vai ter um local de concentração para onde o servidor vai se dirigir e assinar a lista de frequência que deverá ser devolvida para o Sindicato. Em Palmas, começou a partir das 8 horas, a concentração dos servidores em frente a secretaria de administração (Secad), na Praça dos Girassóis.  

Haverá concentrações em 26 municípios: Palmas, Miracema, Miranorte, Paraíso, Pedro Afonso, Guaraí, Porto Nacional, Natividade, Ponte Alta do Tocantins, Xambioá, Colinas, Araguaína, Tocantinópolis, Araguatins, Augustinópolis, Gurupi, Alvorada, Palmeirópolis, Paranã, Peixe, Araguaçu, Formoso do Araguaia, Sandolândia, Arraias, Dianópolis e Taguatinga. O SISEPE-TO distribuiu um kit com adesivos, apitos, coletes, cartilhas explicativas, faixas, tudo para o movimento, um representante de cada município ficou responsável para pegar o kit e levar até a sua cidade.

Leia Também:  Em protesto, servidores estaduais em greve bloqueiam vias de acesso a Palmas

Cada município terá um lugar onde ocorrerá a concentração, onde assinarão uma lista de frequência durante todos os dias de greve. As informações completas sobre os locais de concentração, lista de frequência, orientações jurídicas e esclarecimentos estão disponíveis no site http://www.sisepe-to.org.br/sindicato/.

Os servidores públicos do Poder Executivo reivindicam o pagamento dos retroativos da data-base 2015, além da implantação do índice de 9,8307% referente à data-base 2016.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Estado do Tocantins garante liberação imediata de R$ 50 milhões com o BRB para nova ponte de Porto Nacional

Published

on

Já estão disponíveis os recursos no valor de R$ 50 milhões, que foram liberados pelo Banco de Brasília (BRB) ao Estado do Tocantins para continuidade das obras na ponte em Porto Nacional. A liberação ocorreu mediante a apresentação de toda a documentação exigida referente à medição das obras por parte da comitiva do Tocantins ao BRB, nessa terça-feira, 16, em Brasília (DF), na sede do banco.

O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Júlio Edstron, explica que a liberação de recursos como este pleiteado com o BRB é um processo. “Fizemos a medição e entregamos toda a documentação. As obras não foram paralisadas e seguirão o fluxo normal, viabilizadas pelo aporte repassado por nosso parceiro financeiro”, explicou o gestor da pasta, presente durante a reunião juntamente com o secretário de Estado da Administração (Secad), Paulo César Benfica.

O último ponto debatido foi a experiência do BRB na efetivação de projetos sociais em Brasília. O banco demonstrou o seu interesse em estabelecer parcerias nessa área com o Estado do Tocantins, com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento local e regional. O presidente do BRB, Paulo Henrique Bezerra Rodrigues Costa, informou que o banco já cumpriu todas as exigências jurídicas para operar e abrir agências no Tocantins, criando, dessa forma, mais empregos e oportunidades.

Leia Também:  Itertins participa do Projeto de Lei para comunidades Quilombolas

Parceria

O BRB é parceiro do Estado do Tocantins desde que foi assinado o primeiro contrato para viabilizar recursos para aplicação na obra na ponte em Porto Nacional. A primeira ponte sobre o Rio Tocantins foi construída na década de 70 e, depois de 40 anos, passou por interdições por conta da sua estrutura que necessitava de reparos e manutenção. Então, no ano de 2019, foi assinada a Ordem de Serviço para construção de uma nova ponte, que fica ao lado da antiga, visando trazer melhorias e seguridade no trânsito em uma das vias mais importantes do Estado, sobretudo para o escoamento da produção agropecuária.

A construção da nova ponte foi iniciada com receita própria do Estado do Tocantins e, com a assinatura com o BRB para liberação de R$ 149 milhões em convênio, foi possível dar celeridade aos serviços. As obras estão em andamento, ocorrendo dentro do calendário previsto pelo Estado e, desde o início da obra, já foram gerados centenas de empregos temporários envolvendo trabalhadores na construção da ponte.

Leia Também:  Justiça determina a convocação de médicos para atuarem em leitos de UTI de Araguaína

A ponte terá 1.488 metros de extensão, com mais de 20 pilares, sendo pelo menos 15 de fundação submersa. A via liga a cidade de Porto Nacional ao município de Fátima e a outras localidades do Tocantins.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA