PALMAS

Estado

TRE- TO recebe imprensa para teste de segurança nas urnas eletrônicas

A intenção é não deixar acontecer possíveis problemas no dia das eleições e também proporcionar mais qualidade aos equipamentos.

Publicado em

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, desembargadora Ângela Prudente, recebeu a imprensa na Central de Urnas da Justiça Eleitoral, na manhã desta terça-feira (7/6), para acompanhar o segundo Simulado Nacional de Hardware, que acontece simultaneamente em todos os regionais brasileiros, e é uma forma de dar transparência e mostrar à sociedade como são realizadas as atividades preventivas nas Urnas Eletrônicas, antes de serem transportadas para as zonas eleitorais e utilizadas no dia do Pleito.

 

A Central de Urnas do TRE-TO foi inaugurada em junho do ano passado e abriga 4.852 urnas eletrônicas, que passam pelo processo contínuo de testes e aprimoramento dos sistemas a fim de que estejam em pleno funcionamento no dia das eleições. Durante o encontro, a desembargadora destacou o importante papel dos meios de comunicação na divulgação dos projetos e ações da Justiça Eleitoral, como a Biometria e a segurança do processo eleitoral.

 

De acordo com a presidente do TRE-TO, o segundo Simulado Nacional de Hardware dá continuidade aos preparativos para as Eleições 2016 e são coordenadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  “Aqui no Tocantins ele acontece de 7 a 10 de junho, com a finalidade de identificar e evitar possíveis falhas nos componentes da urna eletrônica: leitor biométrico, teclado, impressora, monitor, micro terminal, entre outros. A operação será realizada em 190 urnas em ambiente físico simulado, com a participação de servidores das Secretarias do TRE. Com esta ação, o TSE estima que aproximadamente 4% das urnas de cada estado sejam testadas, possibilitando a tomada de medidas para correção de problemas”, disse.

Leia Também:  Sintras assina acordo com o Governo para pagamento da data-base

 

Para o coordenador de Suporte e Infraestrutura, Valdenir Júnior, a segurança da urna envolve vários processos, dentre os quais os testes públicos e a fiscalização dos sistemas eletrônicos, que são disponíveis no período de 6 meses para comprovar a segurança do sistema para depois ser realizada a cerimônia de lacração das urnas.  “Outra importante ação de segurança é realizada um dia antes da eleição, é a votação paralela, onde três urnas são auditadas para testar sua segurança. O processo é realizado desde 2010, inclusive por um órgão certificador externo. Algumas outras melhorias também estão previstas para estas eleições, como o QR Code, onde qualquer eleitor pode ter acesso ao boletim de urnas por meio do celular”, explicou o coordenador.

 

Ainda durante o encontro, o coordenador de Sistemas Eleitorais e Logística, Rogério Nogueira, explicou como é realizado os testes nas urnas. “Os equipamentos são escolhidos por amostragem, simulando uma votação, das 8 às 17 horas. A intenção é não deixar acontecer possíveis problemas no dia das eleições e também proporcionar mais qualidade aos equipamentos que estamos. Em seguida é gerado um diagnóstico, que é  enviado ao TSE para chegar a uma solução de problemas que possam acontecer, além do mais melhora a qualidade dos sistemas que estão sendo disponibilizados aos eleitores”.

Leia Também:  Tocantins recebe mais 25.850 doses de vacinas contra a Covid-19

 

A imprensa também pôde acompanhar de perto os testes, tanto o simulado, quanto o exaustivo.  “Verificados todos os detalhes das urnas: cargas de baterias, trocas de componentes, depois são executados e em seguida é realizado o teste exaustivo. O Brasil é o País da urna eletrônica. Ela é a menina dos olhos da gente. Nos preocupamos desde a manutenção ao transporte das urnas”, explicou  o chefe da seção de voto informatizado e urna eletrônica, Francisco Moura.

 

Até as eleições ainda serão realizados outros três testes nas urnas eletrônicas, o último inclusive já será realizado pelos técnicos dos cartórios eleitorais.  

 

Dados

Quantidade de Urnas Eletrônicas: 4852

Quantidade de Seções: 4028

Quantidade de Locais de Votação: 912

Quantidade de Urnas de Contingencia: Media de 30 % a mais 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Estado

Conceição Alves Irmã é empossada vereadora de Palmas

Published

on

A Câmara de Palmas deu posse nesta quarta-feira, 17, à suplente da vaga do Patriota, Maria da Conceição Alves de Melo. Ela substituirá José do Lago Folha Filho, que se licenciou para assumir a Secretaria de Governo e Relações Institucionais da Prefeitura de Palmas.

Em seu discurso, a vereadora agradeceu a todos e falou sobre a linha de trabalho que pretende adotar no período que estiver na Casa de Lei. “Defenderei e apoiarei mulheres, jovens, crianças e adolescentes. Atuarei pela valorização dos servidores públicos, zelando pela garantia dos seus direitos. Irei ainda fortalecer a relação do Legislativo com os representantes de bairros. Assim poderemos desenvolver políticas públicas e sociais”, comentou.

Natural de Porto Nacional, Maria da Conceição é moradora de Palmas desde 1991. Ela tem 58 anos e se define como uma mulher de atitude, trabalhadora, dedicada às causas sociais, que zela pela família, emprego e bem estar de todos. A vereadora angariou 546 votos na eleição de 2020.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  DPE solicita extinção de contratos temporários de defesa social e segurança penitenciária no TO
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA