PALMAS

Sertanejo

Caio Fonseca se destaca na região Norte e se torna nova promessa do sertanejo

Publicado em

Dono do hit “Dona Estrago”, Caio Fonseca, aos 27 anos, é só sucesso na região Norte do Brasil. O cantor é natural de Goiânia, mas tem se destacado principalmente aqui no Tocantins, onde já realizou diversos shows, o mais recente, durante a festividade de comemoração dos 28 anos do município de Oliveira de Fátima.

Caio iniciou bem cedo, começando cantar aos dez anos, e aos quinze, realizou suas primeiras apresentações em bares e casas noturnas. O cantor tem se destacado no meio sertanejo, sua principal influência musical, cantando músicas que vão desde o sertanejo raiz, até o universitário. Em seu repertório, “vai bater aonde” e “três horas de saudade” são músicas conhecidas e pedidas pelo público em todos os lugares que o cantor se apresenta.

O artista é apaixonado por sua terra natal, que é berço de grandes artistas de renome no cenário nacional, e há 4 anos, escolheu a cidade para gravar seu primeiro CD e DVD ao vivo, que teve participação especial da dupla Max e Luan. Em 2021, Caio gravou seu novo projeto ao vivo novamente na cidade de Goiânia, com o título “Sofreu, bebeu”. O novo DVD conta com 6 faixas inéditas e a participação especial da dupla João Bosco e Gabriel, que gravaram junto com Caio a canção “Dona Estrago”, que possui mais de 1 milhão de visualizações no You Tube.

Leia Também:  Inscrições abertas para Vestibular 2019 do Ceulp/Ulbra

Diversos nomes do universo sertanejo, como Rick e Renner, Leonardo, Gusttavo Lima e Luan Santana são referências para o jovem artista, que almeja alcançar altos patamares no cenário nacional e internacional. “O meu objetivo é me tornar um profissional de sucesso, tenho estudado e me esforçado desde a adolescência para isso. Cantar para milhares de pessoas e difundir a música sertaneja para fora do país” afirmou.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

GERAL

Coren-TO adere à campanha Sinal Vermelho Contra Violência Doméstica

Published

on

Feminicídio no Tocantins aumentou 144% de 2020 para 2021

Atendendo ao convite do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJ-TO) o Conselho Regional de Enfermagem do Tocantins (Coren-TO) aderiu à campanha “Sinal Vermelho Contra Violência Doméstica”. O termo de adesão foi assinado nesta terça-feira, 16, pela presidente do Coren-TO, Luana Bispo Ribeiro, e pela coordenadora da Câmara Técnica de Saúde da Mulher do Coren-TO, Natalia Silva.

Instituída pela Lei Federal 14.188/2021, a campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica” visa incentivar as mulheres a romper o ciclo de violência acionando terceiros por meio de um sinal de “X”, preferencialmente na cor vermelha, desenhado na palma da mão.

Os dados de violência contra mulheres no Brasil são alarmantes. De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2022, houve 2.451 feminicídios e 100.398 casos de estupro e estupro de vulnerável de vítimas do gênero feminino no país, entre março de 2020 e dezembro de 2021. O percentual de feminicídio no Tocantins subiu 144% de 2020 para 2021, passando de 9 para 22 vítimas.

Leia Também:  Piso salarial dos farmacêuticos sobe para R$ 3.890

“Pode parecer que não, porque não vemos muitas notícias a respeito da violência contra a mulher no Tocantins, mas os crimes contra mulheres no nosso estado acontecem de forma assustadora. Por isso é tão importante o Coren aderir a essa campanha promovida pelo TJ”, afirmou a conselheira Natalia Silva.

Com a adesão à campanha, o Coren-TO vai propagar, por meio dos seus canais oficiais, o material oficial fornecido pela Coordenação Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Tocantins.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA