PALMAS

CERTAME

Tribunal de Justiça do Tocantins lança concurso do quadro geral com 63 vagas

Publicado em

GERAL

O Diário da Justiça Eletrônico desta segunda-feira (21/3) traz o edital e o cronograma do Concurso do Quadro de Pessoal Efetivo do Poder Judiciário do Estado do Tocantins. O documento, assinado pelo presidente Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), desembargador João Rigo Guimarães, e o presidente da comissão organizadora, o desembargador Adolfo Amaro Mendes, determina que as inscrições estão previstas para ter início no dia 28 de março, com término em 2 de maio.

“Estamos entregando, com muito orgulho e dever cumprido, uma demanda anunciada em março de 2021. O concurso público, cujas inscrições começam no dia 28 de março, beneficia o Judiciário tocantinense, com a melhoria da prestação da Justiça, e também a sociedade em geral, com oportunidades a todos de se candidatarem a uma vaga no certame, concebido a partir de critérios rigorosos e realizado por uma das mais importantes instituições de ensino do Brasil, a Fundação Getúlio Vargas (FGV)”, ressaltou o presidente do TJTO, desembargador João Rigo Guimarães.

“Pensado e formatado a partir de critérios técnicos rigorosos, o concurso público para o quadro geral do Judiciário tocantinense vem chancelado pela credibilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV)”, ressaltou o presidente da comissão do certame, o desembargador Adolfo Amaro Mendes, lembrando que, ao término das inscrições, qualquer integrante da comissão do concurso que tiver algum parentesco com algum candidato a uma das vagas terá que se afastar.

Leia Também:  Energisa investiu quase R$ 360 mi em melhorias no sistema elétrico do Tocantins

Também destacando a credibilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o presidente da Comissão de Seleção e Treinamento do TJTO, desembargador Eurípedes Lamournier, destacou “o trabalho criterioso e incansável da equipe no sentido de resguardar a credibilidade do certame, assim como os já realizados pelo Judiciário”.

Os valores

O resultado final está previsto para o dia 14 de novembro. No edital consta que as provas serão realizadas nas cidades de Palmas, Araguaína e Gurupi. Os valores das inscrições são: R$ 100,00 (nível médio) e R$ 150,00 (nível superior).

São, ao todo, 63 vagas e formação de cadastro reserva para os cargos de contador/distribuidor, de nível superior, e técnico judiciário, de nível médio. Desse total, cinco são para contador/distribuidor, com vencimentos totais de R$ 12.243,37; 50 para apoio judiciário e administrativo; e outros oito para informática, que prevê ganho mensal de R$ 7.312,99. A realização é da Fundação Getulio Vargas (FGV). O edital prevê reserva para pessoas com deficiência e negros ou pardos.

Os documentos enumeram, por exemplo, os requisitos de quem pode participar, trazem detalhes sobre as características das provas e datas de todas as etapas do certame.

Leia Também:  Mulheres com mais de 40 anos poderão realizar mamografia na próxima semana

O cronograma

As inscrições são feitas pela Internet, no https://conhecimento.fgv.br/concursos/tjto22 a partir das 16h do dia 28 de março. O prazo termina às 16h do dia 2 de maio.

O cronograma do concurso prevê a realização das provas no dia 26 de junho. Para as funções de nível médio o horário definido é das 8h às 13h. Já para candidatos a cargos de nível superior, das 15h às 20h. “Para todos os cargos, serão realizadas prova escrita objetiva de múltipla escolha e prova escrita discursiva, ambas de caráter eliminatório e classificatório”, determina o edital. Os resultados serão divulgados no site https://conhecimento.fgv.br/concursos/tjto22 .

Clique aqui e confira o DJE, com o edital.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Trabalho do MPTO para prevenção e combate às queimadas é destaque

Publicados

em

O procurador de Justiça José Maria da Silva Júnior, coordenador do Centro de Apoio Operacional de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma), representou o Ministério Público do Tocantins (MPTO) no lançamento oficial do programa Foco no Fogo 2022. O evento foi realizado nesta segunda-feira, 16, e visa orientar a população sobre educação ambiental com foco na prevenção de queimadas e incêndios florestais.

Durante o evento, foi destacado o trabalho do Caoma no monitoramento das queimadas e incêndios florestais, que apontou a redução de 51% de área queimada em imóveis rurais em 2021, no período mais crítico (julho a outubro), em comparação ao ano anterior, representando um avanço no controle e combate às queimadas irregulares.

“O Ministério Público tem atuado fortemente junto ao Comitê do Fogo, usando a tecnologia como aliada no monitoramento das unidades de conservação, terras indígenas e propriedades rurais no período mais crítico de incidência dos incêndios florestais. Com os dados, o MPTO realiza notificações, recomendações para o cuidado com o uso do fogo e alerta sobre as consequências da falta desses cuidados”, explicou o procurador de Justiça José Maria da Silva Júnior.

Leia Também:  Governo do Tocantins realiza mutirão de cirurgias eletivas no HGP

O procurador de Justiça afirmou que como resultado do monitoramento feito pelo MPTO e o trabalho do programa Foco no Fogo, verificou-se uma redução no número de propriedades e a extensão da área queimada de 2020 para 2021. “Em 2020, 5.600 propriedades tiveram áreas queimadas, já em 2021 houve redução para 2.700. Resultado dos esforços dos integrantes do Comitê Estadual do Fogo e do trabalho do MPTO, por meio da sua Força-tarefa Ambiental e Promotorias de Justiça Regionais Ambientais”, ressaltou.

Foco no Fogo

 

O programa Foco no Fogo é realizado pelo Comitê Estadual de Prevenção e Controle às Queimadas e Combate aos Incêndios Florestais (Comitê do Fogo) que conta com a participação do MPTO e mais 31 instituições.

Durante o período de seca no Estado, o Comitê do Fogo, por meio do programa, realiza campanhas publicitárias, spots em rádios, ações educativas de prevenção a incêndios florestais, atividades voltadas a orientar, sensibilizar e conscientizar a população sobre prevenção, controle e combate às queimadas.

As ações têm como público-alvo agropecuaristas, empresários, munícipes e demais entes envolvidos com incêndios rurais no Tocantins.

Leia Também:  Mulheres com mais de 40 anos poderão realizar mamografia na próxima semana
Fonte: MP TO

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA