PALMAS

PALMAS

30º Arraiá da Capital terá transmissão ao vivo pela internet e canal de TV

Publicado em

PALMAS

Quem não puder comparecer presencialmente no 30º Arraiá da Capital vai poder acompanhar o evento pela internet ou pela TV, em transmissão on-line ao vivo, através do portal G1 Tocantins, do Canal do Youtube da Prefeitura de Palmas e da TV Assembleia, canal 10.2 HD. Este ano a transmissão contará com comentaristas e entrevistas dentro e fora da arena.

A ideia é que o público possa acompanhar o que acontece no Arraiá contando com entrevistas em todos os espaços e comentaristas sobre o que acontece na Arena. Na apresentação da Live, estará Markinhos Rocha, que realizou as entrevistas nas lives do Arraiá de 2020 e 2021.

“Quem não puder ir presencialmente ao Arraiá, vai poder acompanhar as apresentações das Juninas de onde estiver. Com isso, nós ampliamos o alcance da festa para além da Capital, a festa poderá ser acompanhada de qualquer lugar do mundo que tenha acesso à internet”, afirma o Presidente da Fundação Cultural de Palmas, Giovanni Assis.

Arraiá da Capital

Tradição que iniciou em 1993, o Arraiá da Capital é realizado pela Fundação Cultural de Palmas (FCP) em parceria com a Federação de Quadrilhas Juninas do Tocantins (Fequajuto). O evento tem como atração principal o concurso de quadrilhas, em que as juninas da Capital disputam entre si, além de shows musicais, Coreto do Forró e praça de alimentação com comidas típicas da época. A programação acontece de 22 a 26, além do ensaio geral marcado para o dia 21, e a apuração que ocorre no dia 27 de junho.

Leia Também:  Prefeitura antecipa pagamento de junho e deposita salários nesta sexta, 24

Programação Completa

Quarta-feira – 22

  • 19h – Coreto do Forró

  • 20h – Concurso das Rainhas

  • 23- Falamansa

Quinta-feira – 23

  • 19h – Coreto do Forró

  • 20h – São João vem de berço e Grupo de Acesso

  • 23h – Dorivan Théo Santana

Sexta-feira – 24

  • 19h – Coreto do Forró

  • 20h – São João vem de berço e Grupo de Acesso

  • 23h – Núbia Dourado com participação especial Karolline do Cerrado e Polly Alves

Sábado – 25

  • 19h – Coreto do Forró

  • 20h – Grupo Especial

  • 23h – Trio Bacana e Cleyton Farias e Forró da Espora

Domingo- 26

  • 19h – Coreto do Forró

  • 20h – Grupo Especial

  • 23h – Companhia do Calypso

Confira toda a programação musical aqui.

Confira a ordem de apresentação das Juninas aqui.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PALMAS

Prevenção de queimadas em Palmas já cumpre decreto do Governo Federal

Publicados

em

Palmas deve intensificar suas ações de combate às queimadas e seguir o Decreto 11.100/2022 (https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2022/decreto/d11100.htm), do Governo Federal, publicado nesta quarta-feira, 22, no Diário Oficial da União. Conforme previsto na legislação, ficam suspensas as permissões para uso do fogo em todo o território nacional, pelo prazo de 120 dias, contados a partir da publicação da lei, prática que já vem sendo adotada por Palmas, que tem a ambição de minimizar os efeitos do fogoi no meio ambiente local.

Vale destacar, que o período mais crítico para queimadas, em Palmas, se dá entre os meses de julho a outubro, que também é o mais seco do ano. A medida normalmente é adotada todo ano quando tem início o período de seca, de forma a prevenir os incêndios. Este trabalho é coordenador pelo Comitê Municipal de Prevenção e Combate às Queimadas (PrevIncêndio), órgão executivo vinculado à Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) e Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), por meio da Defesa Civil, que juntas têm a tarefa de prevenir a ocorrência de incêndios florestais e urbanos na Capital.

Leia Também:  Descarte de água com resíduos de cloro ou sabão no asfalto pode acarretar em multa de até R$ 500

Mesmo suspendendo as permissões para uso do fogo, o decreto presidencial prevê algumas exceções, a exemplo das práticas de prevenção e combate a incêndios realizados ou supervisionados por instituições públicas responsáveis pela prevenção e pelo combate aos incêndios florestais; práticas de agricultura de subsistência executadas pelas populações tradicionais e indígenas; atividades de pesquisa científica realizadas por Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação; controle fitossanitário por uso do fogo, desde que autorizado pelo órgão ambiental competente, dentre outros.

Em Palmas
Além do trabalho de prevenção, controle e combate a queimadas, desde 2021 o Município vem adotando a recuperação das áreas degradadas pelo fogo, logo após o período seco, com o plantio de árvores de espécies nativas, para recomposição da fauna original.

Os trabalhos de conscientização e sensibilização da população também são iniciados bem no início do período seco, especialmente com palestras em escolas, comunidades rurais e outros setores ligados às atividades agropastoris.

Palmas também conta com uma brigada de combate e controle de incêndios rurais e urbanos, ligada à Superintendência de Defesa Civil e que trabalha em parceria com os órgãos ambientais, do Município, Estado e Federal, Guarda Metropolitana Ambiental, Corpo de Bombeiros, dentre outros.

Leia Também:  Fundação de Meio Ambiente participa de mutirão de limpeza no Lago de Palmas

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA