PALMAS

PALMAS

Em maio, Palmas registra a criação de 1.061 novos empregos formais

Publicado em

As estatísticas mensais do emprego formal no Brasil do Novo Caged demonstram que, no mês de maio, Palmas registrou o maior saldo, 1.061 novos postos de trabalhos, considerando os dados mensais desde 2020, quando teve o início esse monitoramento. O saldo é a diferença entre admissões e desligamentos, que em maio foram de 4.121 e 3.060, respectivamente. Comparando o saldo de empregos em maio com o saldo de abril deste ano, o crescimento de novos postos de trabalho foi de 1,31%.

No total, Palmas contam com 82.338 postos de trabalho formais, com base nas informações captadas dos sistemas eSocial, Caged e Empregador Web. Sendo que, nos primeiros cinco meses de 2022, em Palmas, houve um acúmulo de 2.152 novos empregos com carteira assinada, com tendência de crescimento para os próximos meses.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Emprego de Palmas, Gustavo Bottós, os impactos negativos da pandemia estão sendo superados e Palmas demonstra uma forte recuperação no processo de retomada da economia. “Ao analisarmos os dados do Novo Caged, vemos com clareza uma tendência de crescimento para Palmas. Em especial no mês de maio tivemos uma elevação considerável no nível geral de empregos formais, quando comparamos 2022 ao mesmo período de 2021, saltando de 76.177 em maio de 2021 para 82.338 vínculos formais, aqueles com carteira assinada, em 2022. Um crescimento de 8,09%. O cenário é bom e próspero e estamos trabalhando para manter esse índice ascendente cada vez mais.”

Leia Também:  Prefeitura abre 80 vagas de cursos profissionalizantes a moradores do Residencial Lago Sul I

Bottós lembra que esse cenário positivo é resultado das políticas implementadas pela prefeita Cinthia Ribeiro na pandemia da Covid-19. Entre as ações, desburocratização do acesso ao crédito e redução de juros no Banco do Povo, implementação do Cartão da Família, milhões investidos em obras públicas, gerando emprego e renda e a criação da Casa do Empreendedor, melhorando os serviços para as empresas e incentivando o empreendedorismo na Capital tocantinense.

Detalhamento
Dos 1.061 novos empregos formais, 531 postos são em serviços, 441 na construção, 89 no comércio e um na indústria. Considerando o perfil desses trabalhadores, são 720 homens e 341 mulheres. Em relação ao grau de instrução, apenas 43 trabalhadores têm ensino superior completo e 26 com superior incompleto; 712 com médio completo; 112, médio incompleto; 80, fundamental incompleto; 67, fundamental completo; e 21, analfabetos. 

Considerando o estoque (postos de trabalhos ocupados) dos empregos formais em Palmas, 52.887 são em serviços, 19.112 são no comércio, 5.161 na construção, 4.719 na indústria e 459 na agropecuária.

Leia Também:  Restaurantes comunitários de Palmas oferecem refeições variadas no mês de junho

Texto: Redação Secom/Palmas

Edição: Secom/Palmas

Fonte: Prefeitura de Palmas

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

PALMAS

Prefeitura de Palmas concede adicional de insalubridade para mais três categorias profissionais

Published

on

A Prefeitura de Palmas concedeu adicional de insalubridade para biólogos, farmacêuticos/bioquímicos e condutores de ambulâncias das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Unidades de Saúde da Família (USFs), profissionais vinculados à Secretaria Municipal da Saúde (Semus). A mudança está publicada no Decreto Nº 2.242, no Diário Oficial do Município (DOM) desta segunda-feira, 15, que altera o Decreto Nº 1.195/2016, que dispõe sobre o adicional. 

A adição de mais áreas foi feita por determinação da prefeita Cinthia Ribeiro à Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Humano de Palmas (Seplad), que realizou estudos de viabilidade orçamentária e financeira para instituir benefícios aos servidores da rede municipal de saúde da Capital. Saiba mais.  

Sobre o Decreto Nº 2.242, o secretário municipal da Saúde, Thiago Marconi, enfatizou que o Município tem trabalhado no dia a dia para valorizar os servidores e, por consequência, a população. “Estamos sempre trabalhando na valorização e no cumprimento do direito dos servidores, para que tenhamos melhores profissionais, a fim de que a população tenha sempre um melhor atendimento”, afirmou. 

Leia Também:  Prorrogadas até sexta-feira, 06, inscrições para o Cartão do Estudante

Conforme o novo decreto, para receber o benefício o servidor deve desenvolver as atividades permanentes com riscos ocupacionais no seu local de lotação. No caso dos farmacêuticos/bioquímicos, a concessão do adicional de insalubridade será apenas para serviços exclusivos de análises clínicas que envolvam os processos de coleta e processamento de amostras e/ou materiais biológicos no ambiente laboratorial.

Anteriormente, já recebiam o adicional biomédicos, enfermeiros, médicos, veterinários, odontólogos, fisioterapeutas, técnicos em enfermagem, técnicos em laboratório de análises clínicas, auxiliares de consultório dentário, protético dentário e técnicos em radiologia; auxiliares de enfermagem, Agente Comunitário de Saúde (ACS), Agente de Combate às Endemias (ACE), Agente de Limpeza Urbana (ALU), bem como motoristas condutores da Unidade de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e de unidade de transporte de pacientes para as sessões de hemodiálise.

O documento informa que o adicional será calculado sobre o vencimento base do cargo do servidor. Receberão o valor de 10%  servidores lotados nas USFs, policlínicas, centros de referências e especialidades, Henfil, Laboratório Municipal, CAPS II e AD III e Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses; têm direito a 20% de adicional os servidores lotados nas unidades de urgência e emergência;  e 40% os técnicos em radiologia e biólogos lotados na Unidade de Vigilância e Controle de Zoonoses (UVCZ) que executem atividades insalubres indicadas em Laudo Técnico. 
 

Leia Também:  Nota de Pesar - Emília Borini Zemuner

Fonte: Prefeitura de Palmas

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA