PALMAS

PALMAS

Representantes do Trade Turístico de Palmas participam de reunião com equipe da Agtur

Publicado em

PALMAS

O presidente da Agência Municipal de Turismo – Agtur, Tom Lyra, convidou os representantes do trade turístico da Capital para uma primeira reunião de apresentação do gestor frente à pasta do turismo municipal, e na oportunidade, também o gestor apresentou alguns projetos e ouviu demandas do setor. O encontro aconteceu na sede da Agtur, no Centro de Convenções Arnauld Rodrigues.

Durante a reunião, o presidente ressaltou a importância da presença do trade junto a gestão da pasta, com o intuito de buscar meios de otimizar o potencial turístico da cidade, e agregar ao fortalecimento da economia local. “Sabemos do potencial turístico da cidade, e queremos que o trade da Capital participe conosco na construção dos principais eventos do nosso calendário, dessa forma, podemos realiza-los de forma assertiva, pois sabemos a importância que o turismo tem para a economia da Cidade”, enfatizou o presidente.

Dentre os assuntos discutidos, uma das principais solicitações do trade foi a definição quanto a programação para a temporada de férias da Capital, para que estes possam ter a Capital como um dos destinos turísticos durante o mês de julho. Também estiveram na pauta eventos como o Festival Gastronômico de Taquaruçu e demais importantes eventos do calendário da cidade.

Leia Também:  Sistema do PreviPalmas passa por instabilidade devido implantação de novo link

Participaram do encontro os presidentes do Conselho Empresarial de Turismo da Fecomércio Tocantins (Cetur), Marcelo Perim, Associação Brasileira de Bares e Restaurantes e Entretenimento (Abrasel/TO), Ana Paula Setti Nogueira, Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav/To), Rodolfo José Antunes Ferreira e Associação Brasileira da Indústria de Hotéis(ABIH/TO), e Marcos Koche.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PALMAS

Prevenção de queimadas em Palmas já cumpre decreto do Governo Federal

Publicados

em

Palmas deve intensificar suas ações de combate às queimadas e seguir o Decreto 11.100/2022 (https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2022/decreto/d11100.htm), do Governo Federal, publicado nesta quarta-feira, 22, no Diário Oficial da União. Conforme previsto na legislação, ficam suspensas as permissões para uso do fogo em todo o território nacional, pelo prazo de 120 dias, contados a partir da publicação da lei, prática que já vem sendo adotada por Palmas, que tem a ambição de minimizar os efeitos do fogoi no meio ambiente local.

Vale destacar, que o período mais crítico para queimadas, em Palmas, se dá entre os meses de julho a outubro, que também é o mais seco do ano. A medida normalmente é adotada todo ano quando tem início o período de seca, de forma a prevenir os incêndios. Este trabalho é coordenador pelo Comitê Municipal de Prevenção e Combate às Queimadas (PrevIncêndio), órgão executivo vinculado à Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) e Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (Sesmu), por meio da Defesa Civil, que juntas têm a tarefa de prevenir a ocorrência de incêndios florestais e urbanos na Capital.

Leia Também:  Capital por um dia: Cras Taquaruçu oferta atendimentos de inclusão e atualização cadastral no CadÚnico

Mesmo suspendendo as permissões para uso do fogo, o decreto presidencial prevê algumas exceções, a exemplo das práticas de prevenção e combate a incêndios realizados ou supervisionados por instituições públicas responsáveis pela prevenção e pelo combate aos incêndios florestais; práticas de agricultura de subsistência executadas pelas populações tradicionais e indígenas; atividades de pesquisa científica realizadas por Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação; controle fitossanitário por uso do fogo, desde que autorizado pelo órgão ambiental competente, dentre outros.

Em Palmas
Além do trabalho de prevenção, controle e combate a queimadas, desde 2021 o Município vem adotando a recuperação das áreas degradadas pelo fogo, logo após o período seco, com o plantio de árvores de espécies nativas, para recomposição da fauna original.

Os trabalhos de conscientização e sensibilização da população também são iniciados bem no início do período seco, especialmente com palestras em escolas, comunidades rurais e outros setores ligados às atividades agropastoris.

Palmas também conta com uma brigada de combate e controle de incêndios rurais e urbanos, ligada à Superintendência de Defesa Civil e que trabalha em parceria com os órgãos ambientais, do Município, Estado e Federal, Guarda Metropolitana Ambiental, Corpo de Bombeiros, dentre outros.

Leia Também:  Estuprador em série fez pelo menos 11 vítimas em Gurupi

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA