PALMAS

ALÉM DA ESTÉTICA

Uso indevido de calçadas causa prejuízo para pedestres em Palmas

Publicado em

PALMAS

Caminhar é a forma mais natural, antiga e econômica de o ser humano ir de um lugar a outro. Mas esse simples fato de circular pelas calçadas, por vezes tem sido prejudicado por obstáculos como produtos expostos, material de construção, publicidade irregular, utilização do espaço por mesas e cadeiras de bares e restaurantes, sem a devida licença. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr) adverte que a utilização indevida de calçadas é infração, que além de causar prejuízo ao pedestre e cadeirantes, compromete a estética da cidade.

E para coibir a prática, fiscais de obras e posturas fazem fiscalização de rotina pela cidade, visando garantir a livre circulação nas calçadas e o ordenamento da cidade. Segundo o diretor de fiscalização da Sedusr, Roger Andrigo, ao constatar a infração, os fiscais primeiro notificam e conscientizam o cidadão infrator quanto às regras do Código de Posturas do Município e em caso de reincidência e descumprimento é feita a autuação.

De acordo com o Código de Postura, no Artigo 349, é proibida a exposição de mercadorias do lado de fora de estabelecimentos comerciais, sob pena de multa, e em caso de reincidência a multa é elevada ao dobro, podendo a mercadoria ser recolhida. Mas não é raro ver pela cidade produtos expostos pelas lojas, como carros, colchões, móveis.

Leia Também:  Prefeitura de Palmas intensifica ações de Atenção à Saúde do Adolescente

Outras condutas que prejudicam muito a passagem do pedestre são a ocupação dos passeios por material de construção, como proíbe o Artigo 220, e a ocupação do passeio ou logradouro público por cadeiras e mesas por lanchonetes, bares e restaurantes. Nesses casos, a fiscalização notifica e dá um prazo para que o proprietário regularize.

O diretor explica que para que o comerciante possa utilizar calçada ou outro espaço público para colocação de publicidade, mesas e cadeiras, sem cometer nenhum tipo de infração, é necessário obter a licença pela prefeitura.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PALMAS

Palmas 33 anos: desfile cívico e militar marca as festividades de aniversário da Capital

Publicados

em

Com o tema ‘Palmas para a Educação’ estudantes da rede municipal mostraram criatividade no desfile cívico e militar em comemoração aos 33 anos da Capital, realizado na tarde desta sexta-feira, 20, na Avenida D, Aureny III, região sul da cidade. O evento foi prestigiado por milhares de pessoas e pela prefeita Cinthia Ribeiro que passou em revista às tropas acompanhada de autoridades civis e militares.

Uma apresentação acrobática aérea, realizada pela Esquadrilha Fox, do Distrito Federal, movimentou todos os olhares para céu. As três aeronaves executaram manobras acrobáticas formando efeitos visuais pela fumaça que saía de cada uma delas.

As escolas municipais representaram temáticas presentes no ensino palmense. Desfilaram, cerca de 1.500 alunos de seis unidades educacionais da rede municipal, sendo elas, Escola de Tempo Integral (ETI) Caroline Campelo, ETI Eurídice Ferreira de Mello, ETI Margarida Lemos, ETI Padre Josimo, ETI Anísio Teixeira e ETI Almirante Tamandaré.

A prefeita Cinthia salientou que pensou numa programação que contemplasse todas as regiões da cidade. Acerca da programação escolhida para a região sul, ela destacou: “É uma alegria muito grande ver nossas escolas, as forças de segurança e demais instituições desfilando. Estou muito feliz.”

Leia Também:  Semus divulga a programação da vacinação contra a Covid-19

Os pais da pequena Vitória Naomi Dutra Vilhena, 6 anos, acompanhavam exultantes a apresentação da filha, estudante do 1º ano, da ETI Almirante Tamandaré. Vitória estava à frente do pelotão da escola sob o tema tecnologias, seguida pelos colegas. A mãe, Juliana Dutra, falou da emoção e expectativa da filha em participar do desfile, desde a confecção do uniforme de gala. Ela relata a emoção da família em ver o entusiasmo da filha de poder representar a sua escola, tal qual os primos, estudantes da unidade há mais tempo.

História

O desfile cívico e militar se tornou tradição sendo em 2022 o 16° evento realizado em comemoração ao aniversário da Capital. Procura-se com isso manter o costume, oportunizando aos estudantes e à comunidade a prática da cidadania, além de demonstrar a importância ato cívico, que alegra e emociona os participantes e o público em geral.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA