PALMAS

FALSOS TRADERS

PF desarticula grupo acusado de aplicar golpes financeiros em Palmas

Publicado em

POLÍCIA

Segundo a Polícia Federal carros de luxo eram utilizados como isca para atrair investidores para os golpes financeiros

A Polícia Federal do Tocantins deflagrou na manhã desta sexta-feira, 06, a operação “Midas do Cerrado”, para desarticular uma suposta quadrilha que segundo a PF utilizava as redes sociais para aplicar golpes com esquema de pirâmide. Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão e outros dez de prisão.

Segundo as investigações uma das formas de atrair as vítimas era através da ostentação de carros de luxo, como BMW’s eletricas, que custam cerca de R$ 800 mil.

Segundo as investigações os suspeitos se passaram por “traders” (operadores do mercado financeiro), com lucros acima da média. Eles recebiam o dinheiro das vítimas para investir nos chamados “robôs”, mas acabavam desviando os recursos para as próprias contas, gerando um prejuízo estimado em R$ 10 milhões.

Os envolvidos podem responder pelos crimes previstos no art. 16, da Lei 7.492/86 (Sistema Financeiro Nacional), art. 27-E, da Lei 6.385/76 (Lei da Comissão de valores mobiliários), art. 171, do Código Penal (estelionato), art. 2º, da Lei 12.850/2013 (organização criminosa) e art. 1º, da Lei 9.613/98 (Lei de lavagem de capitais). Somadas as penas passam de 25 anos de prisão. A Polícia Federal não divulgou o nome dos suspeitos investigados.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministério Público denuncia quatro pessoas pela morte de policial
Propaganda

POLÍCIA

Ex-prefeito Ronaldo Dimas é alvo de operação da Polícia Federal por suspeita de fraudes

Publicados

em

A Polícia Federal realiza, na manhã desta quinta-feira (19), uma operação em nove cidades da região norte do Tocantins para investigar fraudes em contratos de transporte escolar e desvios milionário de dinheiro público. As irregularidades teriam acontecido entre os anos de 2013 e 2018. Os alvos estão ex-prefeitos, gestores públicos e servidores, entre eles o ex-prefeito e pré-candidato a governador Ronaldo Dimas (PL).

Um dos mandados de busca e apreensão está sendo cumprido na casa de Dimas, que procurado por nossa reportagem disse através de sua assessoria que “Os advogados do ex-prefeito estão acompanhando a operação e colaborando com as autoridades. Vamos nos manifestar assim que acabar essa fase da operação”.

Mandados de busca e apreensão são cumpridos em Araguaína, Araguatins, Babaçulândia, Filadélfia, Goiatins, Nova Olinda, Riachinho, São Bento e Xambioá.

A investigação aponta que os suspeitos teriam recebido propina em um esquema. Ao longo do dia devem ser cumpridos 70 mandados de busca e apreensão e cinco medidas de afastamento da função pública e proibição de acesso a órgãos públicos.

Leia Também:  Justiça nega habeas corpus e Marcelo Miranda vai continuar preso
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

POLÍTICA

POLÍCIA

MULHER

MAIS LIDAS DA SEMANA